AbcMed
A Síndrome1 do Ligamento2 Arqueado Mediano, ou Síndrome1 de Dunbar, ocorre como resultado da compressão do tronco vascular3 celíaco (não confundir com plexo nervoso celíaco) e de estruturas neurais adjacentes por fibras diafragmáticas.
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Ligamento: 1. Ato ou efeito de ligar(-se). Tudo o que serve para ligar ou unir. 2. Junção ou relação entre coisas ou pessoas; ligação, conexão, união, vínculo. 3. Na anatomia geral, é um feixe fibroso que liga entre si os ossos articulados ou mantém os órgãos nas respectivas posições. É uma expansão fibrosa ou aponeurótica de aparência ligamentosa. Ou também uma prega de peritônio que serve de apoio a qualquer das vísceras abdominais. 4. Vestígio de artéria fetal ou outra estrutura que perdeu sua luz original.
3 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
   [Mais...]

Como o próprio nome sugere, depressão mascarada é uma condição depressiva que se manifesta por sintomas1 orgânicos e procura disfarçar o transtorno de humor subjacente. Os sintomas cardinais2 das depressões são o transtorno afetivo no sentido da tristeza vital e a lentificação psicomotora3. A depressão mascarada é uma forma de depressão atípica na qual os sintomas1 somáticos ou os distúrbios comportamentais dominam o quadro clínico e disfarçam ou substituem o transtorno afetivo subjacente.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Sintomas cardinais: Sintomas principais ou fundamentais.
3 Psicomotora: Própria ou referente a qualquer resposta que envolva aspectos motores e psíquicos, tais como os movimentos corporais governados pela mente.
   [Mais...]

AbcMed - 29/03/22
Em inglês, a expressão “arma branca” é traduzida para “cold weapon” (arma fria). De um modo geral, o contraste é feito com arma de fogo e explosivos. Elas não requerem pólvora ou materiais explosivos e por isso são chamadas armas frias. As armas brancas são punhais, facas, facões, canivetes, estiletes, espadas, machados e outros objetos que possuam lâminas e, em geral, são empunhadas pela pessoa que faz uso delas.   [Mais...]
As amígdalas1 são um par de pequenas porções ovais de tecido2 linfático3, localizadas na parte de trás da garganta4. Esses tecidos fazem parte do sistema imunológico5, filtrando as bactérias e vírus6 que entram no corpo pela boca7. Sua superfície não é lisa, contendo dobras, lacunas e fendas chamadas criptas tonsilares, nas quais podem alojar-se germes e detritos alimentares. Os cáseos amigdalianos são a concreção8 de material calcificado (pequenas bolinhas brancas) que se formam nas amígdalas1.
1 Amígdalas: Designação comum a vários agregados de tecido linfoide, especialmente o que se situa à entrada da garganta; tonsila.
2 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
3 Linfático: 1. Na histologia, é relativo à linfa, que contém ou que conduz linfa. 2. No sentido figurado, por extensão de sentido, a que falta vida, vigor, energia (diz-se de indivíduo); apático. 3. Na história da medicina, na classificação hipocrática dos quatro temperamentos de acordo com o humor dominante, que ou aquele que, pela lividez das carnes, flacidez dos músculos, apatia e debilidade demonstradas no comportamento, atesta a predominância de linfa.
4 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
5 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
6 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
7 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
8 Concreção: 1. Ato, processo ou efeito de (se) tornar concreto ou real; concretização, substancialização, materialização. 2. Estado do que é concreto ou está concretizado; solidez. 3. No sentido figurado, exemplo concreto de um conceito abstrato; concretização, materialização. 4. Massa compacta, corpo sólido formado por partículas solidificadas. 5. Em geologia, é uma massa de forma geralmente nodular ou acentuadamente arredondada, formada por uma precipitação sucessiva em torno de núcleos nos depósitos sedimentares. 6. Em patologia, é uma massa inorgânica compacta que se forma numa cavidade natural do corpo ou dos tecidos; é um cálculo ou também a união de partes adjacentes.
   [Mais...]

A displasia1 ectodérmica é um grupo de síndromes genéticas raras de anormalidades das estruturas orgânicas derivadas do ectoderma2, como cabelos, dentes, unhas3, glândulas sudoríparas4, glândulas salivares5, estrutura craniofacial, olhos6 e garganta7. Mais de 150 síndromes diferentes de displasia1 ectodérmica foram identificadas até hoje, variando de leves a graves, a maioria delas compartilhando alguns sintomas8 comuns.
1 Displasia: Desenvolvimento ou crescimento anormal de um tecido ou órgão.
2 Ectoderma: A mais externa das três camadas germinativas de um embrião.
3 Unhas: São anexos cutâneos formados por células corneificadas (queratina) que formam lâminas de consistência endurecida. Esta consistência dura, confere proteção à extremidade dos dedos das mãos e dos pés. As unhas têm também função estética. Apresentam crescimento contínuo e recebem estímulos hormonais e nutricionais diversos.
4 Glândulas sudoríparas: As glândulas sudoríparas são glândulas responsáveis pela produção e transporte do suor, atuando como regulador térmico. São constituídas por um fino e longo tubo que no início se enovela, chamado corpo da glândula. O suor é composto de água, sais minerais e um pouco de ureia e é drenado pelo ducto das glândulas sudoríparas.
5 Glândulas salivares: As glândulas salivares localizam-se no interior e em torno da cavidade bucal tendo como objetivo principal a produção e a secreção da saliva. São elas: parótidas, submandibulares, sublinguais e várias glândulas salivares menores.
6 Olhos:
7 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
8 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
   [Mais...]

Doenças crônicas são aquelas que duram por um tempo longo, geralmente mais de três meses, ou mesmo aquelas que são definitivas e precisam de controles médicos praticamente constantes. Elas são de dois tipos: doenças crônicas transmissíveis (infecciosas) e doenças crônicas não transmissíveis. Algumas delas, como o câncer1 e as doenças cardiovasculares2, estão entre as principais causas de morte no Brasil e no mundo.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
   [Mais...]

Tipos de depressão são as diferentes expressões clínicas que o distúrbio depressivo pode assumir, na dependência da sua etiologia1 (causa) ou de outras circunstâncias. É importante reconhecer o tipo de depressão porque cada um dos tipos tem uma tipicidade sintomática2, uma intensidade, durações diferentes e requerem tratamentos distintos.
1 Etiologia: 1. Ramo do conhecimento cujo objeto é a pesquisa e a determinação das causas e origens de um determinado fenômeno. 2. Estudo das causas das doenças.
2 Sintomática: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
   [Mais...]

A ninfoplastia ou labioplastia é um procedimento cirúrgico para corrigir a hipertrofia1 dos pequenos lábios da vulva2, ou seja, um tamanho excessivo dos pequenos lábios, particularmente em relação aos grandes lábios, os quais eles poderão ultrapassar em tamanho. Esse tamanho excessivo não é uma doença, mas apenas uma variação tipológica, apesar de que pode causar grandes incômodos.
1 Hipertrofia: 1. Desenvolvimento ou crescimento excessivo de um órgão ou de parte dele devido a um aumento do tamanho de suas células constituintes. 2. Desenvolvimento ou crescimento excessivo, em tamanho ou em complexidade (de alguma coisa). 3. Em medicina, é aumento do tamanho (mas não da quantidade) de células que compõem um tecido. Pode ser acompanhada pelo aumento do tamanho do órgão do qual faz parte.
2 Vulva: Genitália externa da mulher, compreendendo o CLITÓRIS, os lábios, o vestíbulo e suas glândulas.
   [Mais...]

O linfoma1 de Burkitt é um câncer2 de células3 B do sistema linfático4. É um subtipo de linfoma1 não-Hodgkin que pode aparecer em pessoas de qualquer idade, porém com maior predominância na faixa etária de 0 a 19 anos.
1 Linfoma: Doença maligna que se caracteriza pela proliferação descontrolada de linfócitos ou seus precursores. A pessoa com linfoma pode apresentar um aumento de tamanho dos gânglios linfáticos, do baço, do fígado e desenvolver febre, perda de peso e debilidade geral.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Sistema Linfático: Um sistema de órgãos e tecidos que processa e transporta células imunes e LINFA.
   [Mais...]

O vírus1 Epstein-Barr é um membro da família do vírus1 do herpes. É um dos vírus1 mais comuns nos seres humanos, encontrado em todas as partes do mundo, e a maioria das pessoas é infectada por ele em algum momento de suas vidas. As pessoas infectadas com o vírus1 Epstein-Barr geralmente ganham imunidade2 adquirida, mas o vírus1 permanece latente no organismo e pode ser reativado em certas condições.
1 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
2 Imunidade: Capacidade que um indivíduo tem de defender-se perante uma agressão bacteriana, viral ou perante qualquer tecido anormal (tumores, enxertos, etc.).
   [Mais...]

Mostrar: 10
<< - « Anteriores - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - Próximos » - >>
41 a 50 (Total: 2519)
  • Entrar
  • Receber conteúdos