AbcMed  -  Exames e Procedimentos
Em pacientes com certas doenças pulmonares, a fisioterapia1 respiratória inclui exercícios respiratórios que auxiliam na mobilização e remoção de secreções e também na plenificação da capacidade respiratória.
1 Fisioterapia: Especialidade paramédica que emprega agentes físicos (água doce ou salgada, sol, calor, eletricidade, etc.), massagens e exercícios no tratamento de doenças.
   [Mais...]

A creatinina1 é um produto da degradação da fosfocreatina no músculo e é geralmente produzida em uma taxa praticamente constante pelo corpo. A creatinina1 é filtrada nos rins2 e eliminada por eles na urina3. Os médicos medem o nível de creatinina1 no sangue4 para terem uma primeira ideia de como anda a função renal5.
1 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
2 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
3 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
4 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
5 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
   [Mais...]

A avaliação renal1 é um estudo do estado funcional dos rins2. Essa avaliação é a chave para um diagnóstico3 correto, monitorização e manejo das doenças renais, bem como para o cálculo4 adequado de doses das drogas que são excretadas pelos rins2.
1 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
2 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
3 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
4 Cálculo: Formação sólida, produto da precipitação de diferentes substâncias dissolvidas nos líquidos corporais, podendo variar em sua composição segundo diferentes condições biológicas. Podem ser produzidos no sistema biliar (cálculos biliares) e nos rins (cálculos renais) e serem formados de colesterol, ácido úrico, oxalato de cálcio, pigmentos biliares, etc.
   [Mais...]

Hepatectomia é a remoção cirúrgica de parte ou de todo o fígado1. Em um transplante de fígado1, tanto a remoção do fígado1 do doador, como a remoção do fígado1 do receptor são hepatectomias.
1 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
   [Mais...]

Nefrectomia é a remoção cirúrgica de um dos rins1. A nefrectomia de um rim2 doente pode ser parcial ou total (radical). Na nefrectomia parcial, apenas a parte doente ou lesada do rim2 é removida. A nefrectomia radical envolve a remoção de todo o rim2, juntamente com uma seção do ureter3, que leva à bexiga4, da glândula5 suprarrenal, que fica no topo do rim2, e do tecido adiposo6 ao redor do órgão.
1 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
2 Rim: Os rins são órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
3 Ureter: Estrutura tubular que transporta a urina dos rins até a bexiga.
4 Bexiga: Órgão cavitário, situado na cavidade pélvica, no qual é armazenada a urina, que é produzida pelos rins. É uma víscera oca caracterizada por sua distensibilidade. Tem a forma de pêra quando está vazia e a forma de bola quando está cheia.
5 Glândula: Estrutura do organismo especializada na produção de substâncias que podem ser lançadas na corrente sangüínea (glândulas endócrinas) ou em uma superfície mucosa ou cutânea (glândulas exócrinas). A saliva, o suor, o muco, são exemplos de produtos de glândulas exócrinas. Os hormônios da tireóide, a insulina e os estrógenos são de secreção endócrina.
6 Tecido Adiposo: Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.
   [Mais...]

Urostomia é a criação cirúrgica de uma abertura artificial (estoma1) dos condutos urinários na parede abdominal2. A urina3 passará a fluir através desta abertura situada na parede abdominal2 e não mais pela uretra4, como normalmente, e será armazenada em uma bolsa coletora.
1 Estoma: 1. Na anatomia geral, é um orifício ou poro diminuto. 2. Em cirurgia, é uma abertura feita na parede abdominal por meio de colostomia, ileostomia, etc., ou seja, abertura entre duas porções do intestino em uma anastomose.
2 Parede Abdominal: Margem externa do ABDOME que se estende da cavidade torácica osteocartilaginosa até a PELVE. Embora sua maior parte seja muscular, a parede abdominal consiste em pelo menos sete camadas Músculos Abdominais;
3 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
4 Uretra: É um órgão túbulo-muscular que serve para eliminação da urina.
   [Mais...]

O fonoaudiólogo é um profissional com graduação em Fonoaudiologia que atua na prevenção e correção de diferentes aspectos perturbados da comunicação humana (oral, escrita, falada, audição) e das funções da deglutição1, respiração e mastigação. Para cumprimento integral de suas tarefas pode, também, compor equipes multidisciplinares com outros profissionais.
1 Deglutição: Passagem dos alimentos desde a boca até o esôfago; ação ou efeito de deglutir; engolir. É um mecanismo em parte voluntário e em parte automático (reflexo) que envolve a musculatura faríngea e o esfíncter esofágico superior.
   [Mais...]

A ultrassonografia1 transvaginal (ou ultrassom endovaginal) é um exame de diagnóstico2 médico no qual o profissional aplica um pequeno aparelho de ultrassom chamado transdutor, introduzido na vagina3, que produz ondas de som que serão transformadas pelo computador em imagens para visualizar órgãos dentro da pelve4.
1 Ultrassonografia: Ultrassonografia ou ecografia é um exame complementar que usa o eco produzido pelo som para observar em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas internas do organismo (órgãos internos). Os aparelhos de ultrassonografia utilizam uma frequência variada, indo de 2 até 14 MHz, emitindo através de uma fonte de cristal que fica em contato com a pele e recebendo os ecos gerados, os quais são interpretados através de computação gráfica.
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
4 Pelve: 1. Cavidade no extremo inferior do tronco, formada pelos dois ossos do quadril (ossos ilíacos), sacro e cóccix; bacia. 2. Qualquer cavidade em forma de bacia ou taça (por exemplo, a pelve renal).
   [Mais...]

A cintilografia1 renal2, também conhecida como escaneamento renal2, é um exame de imagens que usa pequenas quantidades de fármacos radioativos, uma câmera especial e um computador para gerar imagens que permitem avaliar a função e a anatomia dos rins3 e determinar se estão funcionando adequadamente.
1 Cintilografia: Procedimento que permite assinalar num tecido ou órgão interno a presença de um radiofármaco e acompanhar seu percurso graças à emissão de radiações gama que fazem aparecer na tela uma série de pontos brilhantes (cintilação); também chamada de cintigrafia ou gamagrafia.
2 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
3 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
   [Mais...]

O preenchimento do bumbum é um tipo de procedimento estético cada vez mais procurado pelas pessoas, principalmente mulheres ainda jovens, que consiste em técnicas para tornar os glúteos1 mais salientes e arredondados.
1 Glúteos:
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar
O AbcMed® é parte integrante da Plataforma HiDoctor® e é oferecido a você gratuitamente.