AbcMed  -  Exames e Procedimentos
Durante a sístole1, o sangue2 sai do ventrículo esquerdo, entra na aorta3 e flui através dos vasos menores do sistema circulatório4, até chegar às células5. Durante sua contração, o ventrículo esquerdo faz ejeção de sangue2 na aorta3 e dilata a parede dessa artéria6, gerando uma onda de pressão que se move com uma certa velocidade ao longo da árvore arterial. A velocidade desse movimento fornece uma medida da complacência arterial.
1 Sístole: Período em que o miocárdio (músculo cardíaco) se contrai. Nesta fase, o sangue é ejetado dos ventrículos para as artérias.
2 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
3 Aorta: Principal artéria do organismo. Surge diretamente do ventrículo esquerdo e através de suas ramificações conduz o sangue a todos os órgãos do corpo.
4 Sistema circulatório: O sistema circulatório ou cardiovascular é formado por um circuito fechado de tubos (artérias, veias e capilares) dentro dos quais circula o sangue e por um órgão central, o coração, que atua como bomba. Ele move o sangue através dos vasos sanguíneos e distribui substâncias por todo o organismo.
5 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
6 Artéria: Vaso sangüíneo de grande calibre que leva sangue oxigenado do coração a todas as partes do corpo.
   [Mais...]

BERA é a sigla em português que corresponde à sigla BAER em inglês para brainstem auditory evoked response. É um exame auditivo que mede como o cérebro1 processa os sons que uma pessoa ouve. O exame avalia a integridade das vias auditivas, desde a entrada no ouvido até o córtex cerebral, podendo determinar se existe ou não perda auditiva e localizar em que estrutura anatômica ela se dá: se na cóclea, no nervo auditivo ou no tronco encefálico2.
1 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
2 Tronco Encefálico: Parte do encéfalo que conecta os hemisférios cerebrais à medula espinhal. É formado por MESENCÉFALO, PONTE e MEDULA OBLONGA.
   [Mais...]

A mamotomia, também chamada Biópsia1 Percutânea Assistida a Vácuo, é uma biópsia1 que pode ser feita ambulatorialmente e que tem como objetivo esclarecer alterações observadas em uma mamografia2. Ela é uma alternativa à biópsia1 tradicional, obtida por meio de cirurgia.
1 Biópsia: 1. Retirada de material celular ou de um fragmento de tecido de um ser vivo para determinação de um diagnóstico. 2. Exame histológico e histoquímico. 3. Por metonímia, é o próprio material retirado para exame.
2 Mamografia: Estudo radiológico que utiliza uma técnica especial para avaliar o tecido mamário. Permite diagnosticar tumores benignos e malignos em fase inicial na mama. É um exame que deve ser realizado por mulheres, como prevenção ao câncer.
   [Mais...]

Oxímetros são aparelhos de concepção1 simples, embora envolvam uma tecnologia complexa, destinados a realizar a oximetria do sangue2, por meio da transparência do fluxo sanguíneo, baseados na cor da hemoglobina3 captada em certas áreas do corpo.
1 Concepção: O início da gravidez.
2 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
3 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
   [Mais...]

A esofagectomia é um procedimento cirúrgico para remover parte ou todo o esôfago1 (tubo entre a boca2 e o estômago3 que faz parte do sistema digestivo4) e depois reconstruí-lo usando parte de outro órgão, geralmente o estômago3.
1 Esôfago: Segmento muscular membranoso (entre a FARINGE e o ESTÔMAGO), no TRATO GASTRINTESTINAL SUPERIOR.
2 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
3 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
4 Sistema digestivo: O sistema digestivo ou digestório realiza a digestão, processo que transforma os alimentos em substâncias passíveis de serem absorvidas pelo organismo. Os materiais não absorvidos são eliminados por este sistema. Ele é composto pelo tubo digestivo e por glândulas anexas.
   [Mais...]

Enxerto1 de pele2 é o procedimento em que se transferem tecidos cutâneos sadios para áreas de pele2 da mesma pessoa que perderam a pele2. Os enxertos são, na verdade, transplantes em que doador e receptor são o mesmo indivíduo e não enfrentam, por isso, da mesma forma, o temível fenômeno da rejeição, quando o transplante é realizado entre indivíduos diferentes.
1 Enxerto: 1. Na agricultura, é uma operação que se caracteriza pela inserção de uma gema, broto ou ramo de um vegetal em outro vegetal, para que se desenvolva como na planta que o originou. Também é uma técnica agrícola de multiplicação assexuada de plantas florais e frutíferas, que permite associar duas plantas diferentes, mas gerações próximas, muito usada na produção de híbridos, na qual uma das plantas assegura a nutrição necessária à gema, ao broto ou ao ramo da outra, cujas características procura-se desenvolver; enxertia. 2. Na medicina, é a transferência especialmente de células ou de tecido (por exemplo, da pele) de um local para outro do corpo de um mesmo indivíduo ou de um indivíduo para outro.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
   [Mais...]

Chama-se bulectomia à cirurgia realizada para remover grandes áreas de bolsas (bolhas) de ar do pulmão1, sem retirar o tecido2 pulmonar propriamente dito.
1 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
2 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
   [Mais...]

A circuncisão (latim: circumcidere = "cortar à volta"), também chamada peritomia ou postectomia, é a remoção cirúrgica do prepúcio1, pele2 que cobre a extremidade do pênis3, chamada “cabeça do pênis” (glande). Em certas partes do mundo este procedimento é bastante comum para meninos recém-nascidos.
1 Prepúcio: Prega cutânea que recobre a glande do pênis.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Pênis: Órgão reprodutor externo masculino. É composto por uma massa de tecido erétil encerrada em três compartimentos cilíndricos fibrosos. Dois destes compartimentos, os corpos cavernosos, ficam lado a lado ao longo da parte superior do órgão. O terceiro compartimento (na parte inferior), o corpo esponjoso, abriga a uretra.
   [Mais...]

A heparina interage com a antitrombina, formando um complexo que inativa várias enzimas da coagulação1. Esta interação aumenta em mais de 1000 vezes a atividade intrínseca da antitrombina. Quando necessário, pode-se reverter o efeito da heparina através da administração de um antídoto2, chamado protamina.
1 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
2 Antídoto: Substância ou mistura que neutraliza os efeitos de um veneno. Esta ação pode reagir diretamente com o veneno ou amenizar/reverter a ação biológica causada por ele.
   [Mais...]

A biópsia1 pulmonar é utilizada pelos pneumologistas sempre que outros exames não são capazes de esclarecer com precisão a doença pulmonar com que estejam às voltas. Nela retira-se, por meio de uma das técnicas apropriadas, um pequeno fragmento2 do pulmão3 que será analisado em laboratório.
1 Biópsia: 1. Retirada de material celular ou de um fragmento de tecido de um ser vivo para determinação de um diagnóstico. 2. Exame histológico e histoquímico. 3. Por metonímia, é o próprio material retirado para exame.
2 Fragmento: 1. Pedaço de coisa que se quebrou, cortou, rasgou etc. É parte de um todo; fração. 2. No sentido figurado, é o resto de uma obra literária ou artística cuja maior parte se perdeu ou foi destruída. Ou um trecho extraído de uma obra.
3 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar