AbcMed
Cistoscopia1 (ou ureteroscopia2) é um exame endoscópio das vias urinárias baixas que possibilita uma visibilização ótica dos segmentos uretrais, do interior da bexiga3 e da porção terminal dos ureteres4.
1 Cistoscopia: Visualização da bexiga urinária através de um instrumento óptico (cistoscópio) que é introduzido pela uretra.
2 Ureteroscopia: Exame do trato urinário superior, geralmente realizada por um endoscópio que é passado através da uretra, bexiga urinária e então diretamente no ureter. É um procedimento útil no diagnóstico e tratamento de doenças urológicas, como por exemplo, os cálculos renais.
3 Bexiga: Órgão cavitário, situado na cavidade pélvica, no qual é armazenada a urina, que é produzida pelos rins. É uma víscera oca caracterizada por sua distensibilidade. Tem a forma de pêra quando está vazia e a forma de bola quando está cheia.
4 Ureteres: Estruturas tubulares que transportam a urina dos rins até a bexiga.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 15/05/13
A principal articulação do quadril1 une a cabeça2 do fêmur3 à bacia. Como qualquer outra articulação4 que possui muito movimento e é responsável pela sustentação de peso do corpo, ela está sujeita a muitas lesões5. Também a articulação4 pubiana6 pertence ao quadril. A dor no quadril é a dor em qualquer das articulações7 do quadril ou nas proximidades delas. Nem sempre a dor que se origina nos quadris é sentida nele. Ela pode ser sentida no meio da coxa ou na virilha. Inversamente, uma dor que se sente no quadril pode ser originária de um problema fora dele, como na coluna, por exemplo.
1 Articulação do Quadril:
2 Cabeça:
3 Fêmur: O mais longo e o maior osso do esqueleto; está situado entre o quadril e o joelho. Sinônimos: Trocanter
4 Articulação: 1. Ponto de contato, de junção de duas partes do corpo ou de dois ou mais ossos. 2. Ponto de conexão entre dois órgãos ou segmentos de um mesmo órgão ou estrutura, que geralmente dá flexibilidade e facilita a separação das partes. 3. Ato ou efeito de articular-se. 4. Conjunto dos movimentos dos órgãos fonadores (articuladores) para a produção dos sons da linguagem.
5 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
6 Pubiana: Região relativa à ou própria de púbis ou do osso púbico. Este é o mais anterior dos três principais ossos que formam a pelve ou pélvis.
7 Articulações:
   [Mais...]

A arteriografia (ou angiografia1) é um método de diagnóstico2 radiológico minimamente invasivo que procura visualizar a parede das artérias3 focalizadas, para estudar as doenças arteriais ou doenças com importante participação arterial. Este exame exige que seja injetado um contraste rádio4-opaco no interior das artérias3, para permitir a visualização do vaso sanguíneo em causa.
1 Angiografia: Método diagnóstico que, através do uso de uma substância de contraste, permite observar a morfologia dos vasos sangüíneos. O contraste é injetado dentro do vaso sangüíneo e o trajeto deste é acompanhado através de radiografias seriadas da área a ser estudada.
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
4 Rádio:
   [Mais...]

AbcMed - 06/02/13
Na grande maioria dos animais, o sexo só é praticado em função da procriação, existindo apenas uma única maneira de realizá-lo, comum a todos os membros de uma mesma espécie, a qual é instintivamente incutida neles e não depende de nenhum aprendizado. Nos homens, o sexo muitas vezes é praticado em busca apenas do prazer, e não da procriação, havendo uma variedade de situações capazes de propiciá-lo, às vezes com maior intensidade que o contato pênis1-vagina2.
1 Pênis: Órgão reprodutor externo masculino. É composto por uma massa de tecido erétil encerrada em três compartimentos cilíndricos fibrosos. Dois destes compartimentos, os corpos cavernosos, ficam lado a lado ao longo da parte superior do órgão. O terceiro compartimento (na parte inferior), o corpo esponjoso, abriga a uretra.
2 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
   [Mais...]

Gravidez - 27/08/10
O ideal é manter uma alimentação rica em nutrientes durante a amamentação1, não existindo alimentos proibidos. Toda nutriz2 deve ingerir bastante líquido neste período, pelo menos dois litros de líquidos ao dia, como água, sucos de frutas naturais e leite. Os suplementos vitamínicos não substituem uma dieta saudável, apesar de serem úteis nesta fase da vida.
1 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
2 Nutriz: Mulher que amamenta; ama de leite; que alimenta.
   [Mais...]

Parada cardiorrespiratória (PCR1) é o momento em que cessam os batimentos cardíacos e a pessoa para de respirar. Com isso, a circulação2 sanguínea sofre uma parada e o indivíduo perde a consciência dentro de dez a quinze segundos.
1 PCR: Reação em cadeia da polimerase (em inglês Polymerase Chain Reaction - PCR) é um método de amplificação de DNA (ácido desoxirribonucleico).
2 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
   [Mais...]

Pele saudável - 22/10/13
A cicatrização é um processo natural de reparação de tecidos orgânicos lesados feito por meio das fibras colágenas derivadas dos miofibroblastos que migram para o local ferido. Chama-se cicatriz1 à alteração tecidual que resulta deste processo de cicatrização.
1 Cicatriz: Formação de um novo tecido durante o processo de cicatrização de um ferimento.
   [Mais...]

Sinovite1 é a inflamação2 da membrana sinovial3, uma fina camada de tecido conjuntivo4 que reveste estruturas como tendões5 musculares, cápsulas articulares6 e bolsas sinoviais7. Ela produz e absorve o líquido sinovial8, um gel viscoso e transparente que lubrifica as estruturas que banha, minorando o atrito entre elas.
1 Sinovite: Inflamação da membrana sinovial, uma fina camada de tecido conjuntivo que reveste estruturas como tendões musculares, cápsulas articulares e bolsas sinoviais.
2 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
3 Membrana Sinovial: Membrana interna de uma cápsula articular, que reveste uma articulação móvel e livre. É frouxamente ligada à cápsula fibrosa externa e secreta LÍQUIDO SINOVIAL. Sinônimos: Sinovium; Sinóvio
4 Tecido conjuntivo: Tecido que sustenta e conecta outros tecidos. Consiste de CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO inseridas em uma grande quantidade de MATRIZ EXTRACELULAR.
5 Tendões: Tecidos fibrosos pelos quais um músculo se prende a um osso.
6 Cápsulas articulares: São membranas conjuntivas que envolvem as articulações sinoviais, sendo constituídas por duas camadas, uma externa ou fibrosa e outra interna ou sinovial.
7 Bolsas sinoviais: Bolsas sinoviais ou bursas são fendas no tecido conjuntivo entre os músculos, tendões, ligamentos e ossos. Elas são formadas por sacos fechados de revestimento sinovial e têm a função de facilitar o deslizamento de músculos ou de tendões sobre as proeminências dos ossos ou dos ligamentos.
8 Líquido sinovial: Gel viscoso e transparente que lubrifica as estruturas que banha, minorando o atrito entre elas. Ele é encontrado na cavidade da cápsula articular.
   [Mais...]

A acidose1 láctica2 é causada pelo acúmulo de ácido lático no corpo e é uma forma distinta de acidose metabólica3. A hipóxia4 e hipoperfusão teciduais forçam as células5 a metabolizar a glicose6, anaerobicamente, e isso resulta na formação de ácido láctico.
1 Acidose: Desequilíbrio do meio interno caracterizado por uma maior concentração de íons hidrogênio no organismo. Pode ser produzida pelo ganho de substâncias ácidas ou perda de substâncias alcalinas (básicas).
2 Láctica: Diz-se de ou ácido usado como acidulante e intermediário químico; lática.
3 Acidose metabólica: A acidose metabólica é uma acidez excessiva do sangue caracterizada por uma concentração anormalmente baixa de bicarbonato no sangue. Quando um aumento do ácido ultrapassa o sistema tampão de amortecimento do pH do organismo, o sangue pode acidificar-se. Quando o pH do sangue diminui, a respiração torna-se mais profunda e mais rápida, porque o corpo tenta liberar o excesso de ácido diminuindo o volume do anidrido carbônico. Os rins também tentam compensá-lo por meio da excreção de uma maior quantidade de ácido na urina. Contudo, ambos os mecanismos podem ser ultrapassados se o corpo continuar a produzir excesso de ácido, o que conduz a uma acidose grave e ao coma. A gasometria arterial é essencial para o seu diagnóstico. O pH está baixo (menor que 7,35) e os níveis de bicarbonato estão diminuídos (<24 mmol/l). Devido à compensação respiratória (hiperventilação), o dióxido de carbono está diminuído e o oxigênio está aumentado.
4 Hipóxia: Estado de baixo teor de oxigênio nos tecidos orgânicos que pode ocorrer por diversos fatores, tais como mudança repentina para um ambiente com ar rarefeito (locais de grande altitude) ou por uma alteração em qualquer mecanismo de transporte de oxigênio, desde as vias respiratórias superiores até os tecidos orgânicos.
5 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
6 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
   [Mais...]
Fala-se em desequilíbrio hidroeletrolítico1 sempre que os principais eletrólitos2 no corpo humano3 (sódio, potássio, cálcio, magnésio, cloro, fosfato, sulfato, bicarbonato, entre outros) não estejam dentro das taxas fixas necessárias para que possam exercer normalmente suas funções.
1 Hidroeletrolítico: Aproximadamente 60% do peso de um adulto são representados por líquido (água e eletrólitos). O líquido corporal localiza-se em dois compartimentos, o espaço intracelular (dentro das células) e o espaço extracelular (fora das células). Os eletrólitos nos líquidos corporais são substâncias químicas ativas. Eles são cátions, que carregam cargas positivas, e ânions, que transportam cargas negativas. Os principais cátions são os íons sódio, potássio, cálcio, magnésio e hidrogênio. Os principais ânions são os íons cloreto, bicarbonato, fosfato e sulfato.
2 Eletrólitos: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
3 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
   [Mais...]

Mostrar: 10
<< - < - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - > - >>
61 a 70 (Total: 1595)
  • Entrar
  • Assinar