Gostou do artigo? Compartilhe!

Tratamentos cosméticos da pele

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Por que fazer tratamentos cosméticos da pele1?

A pele1 é um órgão visível e responsável em maior parte pela aparência pessoal. Por isso, é diretamente envolvida nos critérios de beleza e é alvo de atenção estética até mais do que preocupações com relação à saúde2. Muitas das alterações da pele1 que geram preocupações com a aparência têm pouca ou nenhuma relevância clínica, embora muitas doenças da pele1 também impliquem em alterações indesejáveis na aparência da pele1.

Os tratamentos cosméticos da pele1 são uma preocupação constante das pessoas, sobretudo das mulheres, e movimentam uma indústria bilionária em todo o mundo. Há vários motivos pelos quais as pessoas procuram tratamentos estéticos para a pele1: algumas buscam melhorar problemas de pele1, como acne3, manchas, rugas ou linhas finas, enquanto outras querem manter a pele1 saudável e hidratada ou prevenir o envelhecimento precoce. Alguns tratamentos estéticos são também realizados para melhorar cicatrizes4 ou marcas de nascença.

Em geral, os tratamentos estéticos visam melhorar a saúde2 da pele1, ajudando as pessoas a se sentirem mais confiantes e satisfeitas com a sua aparência.

Leia sobre "Cuidados com a pele1", "Queimadura de sol ou eritema5 solar" e "Bronzeamento artificial".

Quais são os principais cosméticos usados no tratamento da pele1?

Os cosméticos são produtos ou recursos usados para melhorar ou embelezar a pele1 de uma pessoa. Os principais cosméticos são, entre outros, de limpeza, hidratação, proteção solar, depilação, fortalecimento, esfoliação, antioxidante, argila, clareamento, vitamina6 C e ácido hialurônico.

Limpeza da pele1

Quando se fala em limpeza de pele1, quase sempre refere-se à pele1 do rosto. Ela tem como objetivo remover os cravos e as impurezas, desobstruir os poros e melhorar a capacidade de absorção da pele1. A limpeza deve começar com a higienização para remover substâncias como a maquiagem, as impurezas e a gordura7 da pele1. Em seguida, pode ser realizada uma esfoliação para remover as células8 mortas e facilitar a eliminação dos cravos. Após a dilatação dos poros, são removidos os cravos e os cistos de queratina e sebo.

Hidratação

É o processo de manter a pele1 úmida e hidratada, sendo muito importante para manter a saúde2 e o aspecto saudável da pele1. A pele1 seca pode ficar escamosa9, coçar e até mesmo rachar, e ter um aspecto envelhecido, enquanto a pele1 hidratada é mais suave e flexível. A hidratação protege a pele1 de danos externos como o frio, o vento e outros. Existem várias maneiras de hidratar a pele1, incluindo cremes, loções, óleos e máscaras. Além disso, é importante beber muita água, evitar banhos quentes prolongados e manter uma dieta saudável. Também é importante proteger a pele1 dos danos causados pelo sol e pelo frio.

Proteção solar

A proteção solar é essencial para evitar os danos causados pelos raios ultravioletas (UV) do sol, que podem danificar a pele1 e aumentar o risco de câncer10 de pele1. Para se proteger, a pessoa deve usar um protetor solar com amplo espectro de proteção contra os raios UVA e UVB. É importante aplicar o protetor solar generosamente e reaplicá-lo a cada 2 horas, especialmente se ela estiver na água ou suando. Além disso, a pessoa deve evitar exposição prolongada ao sol durante as horas mais quentes do dia e usar roupas que cubram a pele1, como chapéus e camisas com mangas compridas.

Depilação

É o processo de remover pelos indesejados do corpo. Existem muitos métodos diferentes de depilação disponíveis, incluindo cremes depilatórios, cera, lâminas de barbear, depilação a laser e depilação com luz pulsada. Cada método tem suas próprias vantagens e desvantagens e o método ideal dependerá das preferências de cada pessoa e da área do corpo a ser depilada. Alguns métodos são mais eficazes do que outros em remover os pelos por mais tempo, enquanto alguns podem ser mais dolorosos ou caros. É importante seguir as instruções do método de depilação escolhido e tomar medidas para minimizar qualquer possível irritação ou outros efeitos colaterais11.

Fortalecimento

O fortalecimento da pele1 pode ser alcançado de diversas maneiras, incluindo a proteção contra os raios UV, a hidratação adequada e a utilização de produtos de cuidados com a pele1, etc. Além disso, é importante manter uma dieta saudável rica em nutrientes e antioxidantes, pois isso pode ajudar a manter a pele1 saudável e forte. Alguns nutrientes específicos que podem ser benéficos para a pele1 incluem vitamina6 C, vitamina6 E e colágeno12. Exercícios físicos regulares também podem ajudar a melhorar a circulação13 e a firmeza da pele1.

Esfoliação

A esfoliação da pele1 é um processo que remove as células8 mortas da superfície da pele1 para deixá-la mais suave e luminosa. Existem muitas maneiras de esfoliar a pele1, incluindo o uso de produtos químicos ou abrasivos, ou até mesmo fazendo uma esfoliação caseira com ingredientes naturais. É importante lembrar de usar produtos suaves e esfoliar apenas uma ou duas vezes por semana para evitar danos à pele1. Também é importante se lembrar de hidratar a pele1 depois de esfoliar para evitar a desidratação14.

Antioxidante

Os antioxidantes são substâncias que ajudam a proteger as células8 do corpo contra os danos causados pelos radicais livres. Alguns exemplos de antioxidantes são a vitamina6 C, a vitamina6 E, o betacaroteno e o selênio. Os antioxidantes também podem ser úteis para a pele1, pois podem ajudar a proteger contra o dano celular causado pelos radicais livres e pelo sol. Alguns antioxidantes podem ajudar também a reduzir os sinais15 de envelhecimento da pele1, como linhas finas e rugas.

Argila

A argila é um material natural que pode ser usado para cuidar da pele1 de diversas maneiras. Ela é rica em minerais e possui propriedades absorventes, o que a torna eficaz na remoção de impurezas e excesso de oleosidade da pele1. Alguns usos comuns da argila incluem: máscaras faciais deixadas na pele1 por alguns minutos antes de enxaguar; como esfoliante, a argila deve ser esfregada suavemente na pele1 antes de enxaguar; como adstringente, a argila deve ser aplicada com um algodão para remover impurezas e fechar os poros. A argila pode ser empregada também no tratamento de acne3, porque possui propriedades antimicrobianas e absorventes. É importante testar a argila em uma pequena área da pele1 antes de usá-la para saber se a pessoa tem alergia16 a algum de seus ingredientes. Deve-se evitar também a exposição ao sol porque a argila pode deixar a pele1 mais sensível.

Clareamento

O clareamento da pele1 é um processo de tratamento que tem como objetivo melhorar o tom da pele1, tornando-a mais clara ou uniforme. Existem muitos produtos e procedimentos disponíveis no mercado para clarear a pele1, como cremes, loções, peeling químico, laser e luz pulsada. Um dermatologista ajudará a pessoa a determinar qual opção é mais adequada para ela. Alguns produtos de clareamento da pele1 podem ser fortes e causar efeitos colaterais11 como irritação, vermelhidão e sensibilidade ao sol. Além disso, é importante usar protetor solar diariamente para proteger a pele1 dos danos causados ​​pelo sol e ajudar a manter o clareamento da pele1.

Vitamina6 C

A vitamina6 C é um nutriente importante para a saúde2 da pele1 e pode ser eficaz em vários aspectos do cuidado com a pele1, incluindo o clareamento da pele1, a proteção contra o sol e o combate aos danos celulares. Ela é também um poderoso antioxidante que pode ajudar a proteger a pele1 dos danos causados ​​pelo sol e pelo estresse ambiental. Além disso, a vitamina6 C pode ajudar a estimular a produção de colágeno12, uma proteína importante que ajuda a manter a pele1 firme e saudável. Além disso, é importante usar protetor solar diariamente, pois a vitamina6 C pode aumentar a sensibilidade da pele1 ao sol.

Ácido hialurônico

O ácido hialurônico é um componente natural da pele1 humana que ajuda a manter a firmeza e a elasticidade17. Sua produção diminui com a idade, o que pode levar a pele1 a perder essas propriedades. Ele também pode ser usado como um tratamento de beleza, geralmente na forma de injeção18 ou creme. Mais pesquisas são necessárias para que se compreenda completamente os efeitos do ácido hialurônico na pele1.

Veja também sobre "Pele1 com manchas: pode ser melasma19", "Protetor solar ou filtro solar" e "Lesões20 pré-cancerosas da pele1"

 

Referências:

As informações veiculadas neste texto foram extraídas principalmente dos sites da Mayo Clinic e da Cleveland Clinic.

ABCMED, 2023. Tratamentos cosméticos da pele. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/1432075/tratamentos+cosmeticos+da+pele.htm>. Acesso em: 29 jan. 2023.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Acne: Doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. As lesões começam a surgir na puberdade, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.
4 Cicatrizes: Formação de um novo tecido durante o processo de cicatrização de um ferimento.
5 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
6 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
7 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
8 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
9 Escamosa: Cheia ou coberta de escamas, ou seja, de pequenas lâminas epidérmicas que se desprendem espontaneamente da pele.
10 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
11 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
12 Colágeno: Principal proteína fibrilar, de função estrutural, presente no tecido conjuntivo de animais.
13 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
14 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
15 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
16 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
17 Elasticidade: 1. Propriedade de um corpo sofrer deformação, quando submetido à tração, e retornar parcial ou totalmente à forma original. 2. Flexibilidade, agilidade física. 3. Ausência de senso moral.
18 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
19 Melasma: Manchas escuras na face. O seu surgimento está relacionado à gravidez ou ao uso de anticoncepcionais hormonais (pílula) e tem como fator desencadeante a exposição da pele ao sol. Quando estas manchas ocorrem durante a gravidez, recebem a denominação de cloasma gravídico. Além dos fatores hormonais e da exposição solar, a tendência genética e características raciais também influenciam o surgimento do melasma.
20 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.