Atalho: 5GY5ABE
Gostou do artigo? Compartilhe!

Acne: como melhorar o aspecto da sua pele?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é acne1?

A acne1 é uma doença inflamatória de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença de hormônios sexuais, por isso ela é mais freqüente na adolescência em ambos os sexos. Ela pode surgir na idade adulta, principalmente em mulheres, ou persistir até esta fase.

 

Por que a acne1 ocorre?

As manifestações clínicas (cravos e espinhas) aparecem devido a um aumento da secreção sebácea associada a uma obstrução da abertura do folículo2 pilosebáceo, dando origem a lesões3 abertas (comedões abertos ou cravos pretos) ou a lesões3 fechadas (comedões fechados ou cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam inflamação4 e infecção5 no local, sendo a bactéria6 Propionibacterium acnes o agente mais envolvido no seu desenvolvimento.

 

Onde as lesões3 aparecem?

Os locais mais comuns são a face7 e o tronco, principalmente no dorso8 (nas costas9), locais ricos em glândulas sebáceas10.

 

O que fazer para amenizar o problema?

  • Procure um dermatologista. Este especialista é o médico mais indicado para orientá-lo sobre o que fazer.
  • Não esprema, pressione ou manipule as lesões3, pois isso espalha bactérias e aumenta a chance de aparecerem cicatrizes11 da acne1.
  • Um produto a base de peróxido de benzoíla usado uma ou duas vezes ao dia ajuda a remover as células12 mortas da pele13, as bactérias e a secreção sebácea que obstruem os poros. O dermatologista vai prescrever inicialmente uma concentração mais baixa e ir aumentando gradativamente de acordo com a sua necessidade. Ele também pode optar por outros medicamentos para o seu tipo de pele13.
  • Limpeza em excesso pode secar ou irritar a pele13 sensível do seu rosto. Lave o seu rosto delicadamente, uma ou duas vezes ao dia, com um sabonete suave adequado para o seu tipo de pele13, esfregando levemente com a ponta dos dedos. Não use esponjas ásperas, escovas ou grânulos de limpeza.
  • Evite produtos oleosos como cremes ou hidratantes faciais a base de óleo.
  • Use maquiagem não comedogênica, quando for necessário, mas procure manter o rosto livre de produtos químicos.
  • Procure não tocar constantemente o seu rosto.
  • Escolha um protetor solar livre de óleo e use-o diariamente pela manhã, renovando a aplicação na metade do dia. Isso protege a pele13 contra os efeitos nocivos dos raios solares. O filtro deve ter fator de proteção solar igual ou acima de 15.
  • Ainda não existe comprovação científica de que determinados alimentos causam acne1. A menos que você note uma correlação entre um alimento em particular e as erupções da sua pele13, não restrinja a sua alimentação. Mas sempre é bom escolher alimentos como frutas, verduras e legumes devido aos demais benefícios que trazem à saúde14.

Existem tipos mais graves de acne1 que precisam de um acompanhamento a longo prazo com um médico dermatologista, como por exemplo a acne1 rosácea. Peça a orientação de um profissional da saúde14 para cuidar bem da sua pele13.

ABCMED, 2010. Acne: como melhorar o aspecto da sua pele?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/60767/acne+como+melhorar+o+aspecto+da+sua+pele.htm>. Acesso em: 10 dez. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Acne: Doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. As lesões começam a surgir na puberdade, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.
2 Folículo: 1. Bolsa, cavidade em forma de saco. 2. Fruto simples, seco e unicarpelar, cuja deiscência se dá pela sutura que pode conter uma ou mais sementes (Ex.: fruto da magnólia).
3 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
4 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
5 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
6 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
7 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
8 Dorso: Face superior ou posterior de qualquer parte do corpo. Na anatomia geral, é a região posterior do tronco correspondente às vértebras; costas.
9 Costas:
10 Glândulas Sebáceas: Órgãos formados por pequenas bolsas, localizados na DERME. Cada glândula apresenta um único ducto que emerge de um grupo de alvéolos ovais. Cada alvéolo é constituído por uma membrana basal transparente, encerrando células epiteliais. Os ductos da maior parte das glândulas sebáceas se abrem nos folículos pilosos, porém alguns se abrem na superfície da PELE. Glândulas sebáceas secretam SEBO.
11 Cicatrizes: Formação de um novo tecido durante o processo de cicatrização de um ferimento.
12 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
13 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
14 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.