Atalho: 6Z9VCZC
Gostou do artigo? Compartilhe!

Depilação: o que é, quais são os tipos, quais são as suas vantagens e desvantagens

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é depilação?

A depilação consiste na extração intencional de pelos de certas regiões do corpo, de forma definitiva ou temporária, praticada principalmente pelas mulheres, por motivos estéticos e até mesmo de higiene e limpeza. As regiões corporais mais comumente visadas são as sobrancelhas1, axilas, pernas e regiões genitais (pelos pubianos). A depilação é também cada vez mais uma coisa masculina. Fazer a barba é uma forma especial de se depilar, mas também os homens se preocupam cada vez mais com pelos no peito2, abdome3, costas4, pernas, orelha5, nariz6 e virilha.

Por que se depilar?

O motivo para se depilar é basicamente estético e, raramente, higiênico. Esse fator estético, contudo, varia em cada momento e em cada cultura. A depilação é também necessária antecedendo algum procedimento médico ou cirúrgico, a conselho do profissional. Normalmente, pode ser auto-aplicável ou feita por outra pessoa.

Quais são os tipos de depilação que existem?

Existem depilações temporárias e definitivas. A depilação feminina e masculina obedece praticamente os mesmos princípios e o método escolhido para se depilar depende muito da região a ser depilada e da preferência de cada pessoa.

As depilações temporárias podem ser:

  • Depilação com linha: consiste em rolar uma linha de algodão sobre os pelos, que são assim entrelaçados a ela e arrancados pela raiz. É um método útil para pessoas que tenham pele7 muito sensível ou que sofram de alergia8, em que os produtos químicos devem ser evitados. É um método muito usado para depilação no rosto, que é uma região corporal de pele7 muito sensível. Trata-se de um método simples, não produz rugas nem outras irritações na pele7, além de clareá-la e suavizá-la, sem retirar a camada superficial da pele7.
  • Depilação com cera: consiste em aplicar na região a ser depilada uma cera quente ou fria, adequadamente preparada, que gruda sobre os pelos e depois arrancá-la juntamente com eles. A depilação com cera, no entanto, só deve ser aplicada a regiões de pele7 mais resistentes (pernas, por exemplo), podendo ferir ou mesmo arrancar a pele7 se aplicada a regiões de pele7 mais sensível, como as virilhas. Normalmente, a depilação com cera é um processo inócuo9, mas alguns cuidados podem torná-la mais confortável. Evite tomar sol forte antes da depilação, porque pode deixar a pele7 mais sensível e dolorida. Os hidratantes também podem ser usados no dia da depilação, após o procedimento, mas sem excessos. Evite se depilar no período menstrual, em que a mulher em geral fica mais sensível. Um banho morno antes da depilação ajuda a remoção dos pelos e um banho depois da depilação, com sabonete antisséptico10, ajuda a eliminar as bactérias da pele7.
  • Depilação com creme depilatório: consiste em aplicar generosamente um creme especial sobre os pelos que se deseja retirar, e deixá-lo por algum tempo, o que os amolece e dissolve. Em seguida os pelos podem ser retirados por espátula, esponja ou toalha úmida. Os cremes depilatórios são feitos de substâncias químicas que dissolvem ou enfraquecem a haste dos pelos, sem afetar suas raízes. Por isso, eles voltam a crescer mais rapidamente. Por outro lado, os cremes depilatórios são mais susceptíveis a causar alergia8 (dermatite11 de contato). Devem ser aplicados sobre a pele7 sadia, sem lesões12, longe das mucosas13, dos olhos14 e da boca15. Depois de aplicado e retirado, lave bem a região com água e sabão. Evite exposição ao sol e o uso de qualquer outro produto químico nas 24 horas seguintes.
  • Depilação com depilador elétrico: aparelho mecânico com dispositivos em forma de pinças que retiram os pelos pela raiz. Para depilar com ele, basta encostá-lo à pele7, sem pressionar, deslizando-o na direção contrária ao nascimento dos pelos. Dois dias antes da depilação esfolie a pele7 para remover as células16 mortas e evitar que os pelos encravem. Antes de se depilar evite expor-se ao sol; evite depilar-se quando a pele7 tiver com algum ferimento, mesmo que leve. Não use o aparelho comum em regiões sensíveis como o rosto. Tome um banho quente antes de depilar-se, porque isso dilata os poros e facilita a remoção dos pelos.
  • Depilação com lâminas descartáveis: é um método tradicional, muito usado principalmente pelos homens ao se barbearem. Algumas mulheres optam pela depilação com lâminas descartáveis pela facilidade e rapidez do procedimento. Para um melhor resultado, é aconselhável passar a lâmina no sentido oposto ao do crescimento dos pelos. Como ela não arranca os pelos pela raiz, depois de um ou dois dias eles crescem de volta. Apesar de prática, a lâmina resseca bastante a pele7, pois raspa um pouco das células16 epiteliais superficiais e deve ser usada com cuidado, principalmente quando está nova e afiada, para evitar cortes.

As depilações definitivas podem ser:

  • Depilação a laser: é um engano pensar-se que a depilação a laser seja uma maneira de acabar em definitivo com os pelos. Na verdade, deve-se fazer entre quatro e oito sessões com intervalo de um a dois meses entre cada uma delas, para obter 80% de redução do número de pelos, embora os 20% restantes nasçam mais finos e espaçados. A resposta é melhor nas pessoas ou regiões corporais de pele7 clara e pelos mais escuros. Como o laser tem uma atratividade especial pela melanina17, deve ser utilizado com muito cuidado em peles morenas ou negras, nas quais pode produzir queimaduras. As pessoas que se submetem à depilação por laser devem evitar a exposição ao sol pelo menos duas semanas antes e duas depois da aplicação, em virtude da maior concentração de melanina17 que isso acarreta. Pode ser usado um anestésico tópico18 cerca de uma hora antes do procedimento para diminuir o incômodo/dor que a depilação a laser pode causar em algumas pessoas.
  • Depilação com luz pulsada: consiste na exposição à luz intensa pulsada por um aparelho que emite vários tipos de luzes, de comprimentos e ondas diferentes. Esse tipo de depilação tampouco é definitivo. Ela elimina substancialmente os pelos e os que restam nascem mais delgados e inaparentes, mas a depilação deve ser repetida por pelo menos umas seis sessões e deve ser feita uma manutenção uma vez ao ano para produzir um bom efeito. Não se pode realizar o tratamento em áreas de mucosa19 ou nas sobrancelhas1, em que o disparo pode alcançar diretamente os olhos14. O tratamento tem melhores efeitos quanto mais escuros forem os pelos, porque eles contêm mais melanina17. Por outro lado, se a pele7 estiver mais bronzeada que o normal, o profissional deve ser avisado, pois o ideal é que o sol seja evitado quinze dias antes e quinze dias após o procedimento para não manchar a pele7. Os pelos brancos não sofrem efeitos do tratamento.

Cada método tem sua aplicação própria e todos têm a sua eficácia, desde que utilizados corretamente. 

ABCMED, 2013. Depilação: o que é, quais são os tipos, quais são as suas vantagens e desvantagens. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/353909/depilacao-o-que-e-quais-sao-os-tipos-quais-sao-as-suas-vantagens-e-desvantagens.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Sobrancelhas: Linhas curvas de cabelos localizadas nas bordas superiores das cavidades orbitárias.
2 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
3 Abdome: Região do corpo que se localiza entre o TÓRAX e a PELVE.
4 Costas:
5 Orelha: Sistema auditivo e de equilíbrio do corpo. Consiste em três partes
6 Nariz: Estrutura especializada que funciona como um órgão do sentido do olfato e que também pertence ao sistema respiratório; o termo inclui tanto o nariz externo como a cavidade nasal.
7 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
8 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
9 Inócuo: 1. Que não causa dano material, físico, orgânico; que não é nocivo ou prejudicial. 2. Que não causa dano moral, psicológico ou afim; improvável de causar ofensa moral. 3. Incapaz de produzir o efeito pretendido.
10 Antisséptico: Que ou o que impede a contaminação e combate a infecção.
11 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
12 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
13 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
14 Olhos:
15 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
16 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
17 Melanina: Cada uma das diversas proteínas de cor marrom ou preta, encontrada como pigmento em vegetais e animais.
18 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
19 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.