Atalho: 5614IZ5
Gostou do artigo? Compartilhe!

Cuidados com a pele. Cuide-se neste verão e evite o câncer de pele.

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O verão começou e sua pele1 precisa de cuidados.

A exposição ao sol é a principal causa de envelhecimento precoce e do aparecimento do câncer2 de pele1. Durante o verão, os raios ultravioletas B, principais causadores do câncer2 de pele1, apresentam maior intensidade, por isso sua pele1 precisa de maiores cuidados. Isto não quer dizer, que nas outras estações do ano você possa se esquecer de prevenir as doenças de pele1 causadas pelo excesso de exposição ao sol sem a devida proteção.

O verão pode ser aproveitado sem agressão à sua pele1. Para isso algumas orientações são importantes:

  • O efeito da radiação solar na pele1 é cumulativo, ou seja, danos como manchas, envelhecimento precoce, pintas e câncer2 da pele1 só se manifestarão alguns anos depois.
  • Desde cedo é que se previne as lesões3 de pele1 causadas pelo sol. O uso do filtro solar é recomendado a partir de seis meses de idade. Abaixo desta idade, os bebês4 devem ficar protegidos do sol à sombra. Os pediatras recomendam a exposição ao sol por pelo menos 15 minutos diários. Este banho de sol deve ser feito fora do horário das 10 horas às 16 horas. E é recomendado para a síntese de vitamina5 D, a partir da ação dos raios ultravioletas na pele1, ajudando a fortalecer os ossos e a evitar o raquitismo6.
  • Após os seis meses de idade, pode ser iniciado o uso de filtro solar adequado para a pele1 sensível da criança. Você pode pedir orientação a um pediatra ou a um dermatologista sobre qual o melhor filtro para cada caso.
  • As crianças devem, através do exemplo dos pais, criar o hábito de proteger sua pele1. Cerca de 75% da exposição solar acumulada durante a vida ocorre dos 0 aos 20 anos de idade, sendo muito importante a proteção solar nesta faixa etária.
  • A exposição prolongada e repetida ao sol causa queimaduras à pele1, que, acumuladas durante a vida, predispõem ao câncer2 de pele1. Por isso a prevenção deve ser precoce.
  • Entre 10 e 16 horas os raios ultra-violeta B têm grande incidência7. Fique na sombra neste intervalo de tempo.
  • O filtro solar deve ser aplicado, cuidadosamente em todo o corpo, 20 a 30 minutos antes de iniciar a exposição ao sol, assim sua ação terá maior eficácia pela estabilidade que irá ter na pele1.
  • Use um fator de proteção solar (FPS) 15 ou maior. Pessoas de pele1 muito clara, ruivas, com olhos8 claros ou sardas são mais propensas ao câncer2 de pele1 e devem usar FPS 25 ou maior para garantir uma melhor proteção.
  • O filtro solar deve ser usado diariamente nas áreas de pele1 expostas ao sol. E a aplicação precisa ser renovada a cada duas horas ou em caso de transpiração9 excessiva, permanência na água ou prática de esportes.
  • Passe filtro solar também sobre as cicatrizes10, pois quando recentes elas podem se tornar escuras com a exposição ao sol, e quando antigas ao desenvolvimento de tumores de pele1.
  • As pessoas de pele1 negra têm uma proteção natural da pele1, pela maior quantidade de melanina11 produzida pelos melanócitos12, mas também devem se proteger do sol. Neles, o câncer2 de pele1 é menos frequente, mas quando ocorre é de maior gravidade, pois geralmente o diagnóstico13 é tardio.
  • A pele1 leva 2 a 3 dias para produzir e liberar a melanina11, pigmento que dá a cor bronzeada à pele1. Ficar muito tempo no sol em um mesmo dia, não acelera o bronzeamento da pele1, só causa queimaduras, levando a danos como o câncer2 de pele1.
  • O principal local de ocorrência do câncer2 de pele1 é a face14. Use bonés, viseiras, chapéus, óculos escuros e barracas de praia grossas. E não esqueça de proteger os lábios e as orelhas15 com filtro solar.
  • O sol é mais potente em latitudes mais próximas ao Equador. Proteja-se caso você more ou vá passar férias nestas regiões.
  • Cuidado com a luz refletida. A luz do sol reflete na areia, no concreto e na neve atingindo a pele1, mesmo na sombra.
  • Os dias nublados também exigem o uso do filtro solar, pois nestes dias 40 a 60% da radiação solar atravessam as nuvens e chegam à Terra.
  • Alguns alimentos podem ajudar na prevenção do dano que o sol causa à pele1, como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, pois contêm carotenóides, substância que se deposita na pele1 e retém as radiações ultravioletas. Esta substância é encontrada nas frutas e legumes de cor alaranjada ou vermelha.
  • O bronzeamento artificial também causa dano à pele1. Os dermatologistas não recomendam o uso de substâncias que promovam um bronzeamento acelerado.
  • O câncer2 de pele1 é o tipo de câncer2 mais incidente16 no Brasil. O comportamento de obter um bronzeado rápido com a chegada do verão aumenta essas incidências. O Instituto Nacional do Câncer2 (INCA) prevê cerca de 120 mil novos casos de câncer2 de pele1 para o próximo ano.
  • Pessoas que apresentam feridas na pele1 com duração maior que quatro semanas sem cicatrização, variação na cor de sinais17, manchas que coçam, ardem, descamam ou sangram, devem ir o mais rápido possível ao dermatologista.
  • Visite um dermatologista pelo menos uma vez ao ano para avaliar a sua pele1 e prevenir doenças. Uma lesão18 maligna na pele1, quando detectada precocemente, tem cura!
  • Artigo recente, publicado no periódico médico The Lancet Oncology, relata que a emissão de radiação ultra-violeta por câmaras de bronzeamento artificial é carcinogênica para seres humanos e as classificam na categoria de mais alto risco para desenvolver câncer2. Elas passaram para a mesma categoria de substâncias cancerígenas para humanos como cigarro, asbesto, benzina, formaldeído e o vírus19 Epstein-Barr. Por isso, o bronzeamento artificial deve ser evitado, principalmente antes dos 30 anos de idade, quando o risco de melanoma20 cutâneo21 aumenta em 75% quando câmaras de bronzeamento artificial são utilizadas.
  • Um bronzeado intenso pode causar desidratação22, febre23, desmaio, delírio24, choque25, pressão sanguínea perigosamente baixa e batida irregular do coração26.
  • É importante aumentar a ingestão de líquidos para pelo menos 2 a 3 litros por dia no verão. Abuse da água, suco de frutas e da água de côco.
ABCMED, 2009. Cuidados com a pele. Cuide-se neste verão e evite o câncer de pele.. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/52253/cuidados-com-a-pele-cuide-se-neste-verao-e-evite-o-cancer-de-pele.htm>. Acesso em: 21 mar. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
4 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
5 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
6 Raquitismo: Doença decorrente da mineralização inadequada do osso em crescimento, ou seja, da placa epifisária. Está entre as doenças mais comuns da infância em países em desenvolvimento. A causa predominante é a deficiência de vitamina D, seja por exposição insuficiente à luz solar ou baixa ingestão através da dieta; mas a deficiência de cálcio na dieta também pode gerar um quadro de raquitismo. A osteomalácia é o termo usado para descrever uma condição semelhante que ocorre em adultos, geralmente devido à falta de vitamina D.
7 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
8 Olhos:
9 Transpiração: 1. Ato ou efeito de transpirar. 2. Em fisiologia, é a eliminação do suor pelas glândulas sudoríparas da pele; sudação. Ou o fluido segregado pelas glândulas sudoríparas; suor. 3. Em botânica, é a perda de água por evaporação que ocorre na superfície de uma planta, principalmente através dos estômatos, mas também pelas lenticelas e, diretamente, pelas células epidérmicas.
10 Cicatrizes: Formação de um novo tecido durante o processo de cicatrização de um ferimento.
11 Melanina: Cada uma das diversas proteínas de cor marrom ou preta, encontrada como pigmento em vegetais e animais.
12 Melanócitos: Células da pele que produzem o pigmento melanina.
13 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
14 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
15 Orelhas: Sistema auditivo e de equilíbrio do corpo. Consiste em três partes
16 Incidente: 1. Que incide, que sobrevém ou que tem caráter secundário; incidental. 2. Acontecimento imprevisível que modifica o desenrolar normal de uma ação. 3. Dificuldade passageira que não modifica o desenrolar de uma operação, de uma linha de conduta.
17 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
18 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
19 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
20 Melanoma: Neoplasia maligna que deriva dos melanócitos (as células responsáveis pela produção do principal pigmento cutâneo). Mais freqüente em pessoas de pele clara e exposta ao sol.Podem derivar de manchas prévias que mudam de cor ou sangram por traumatismos mínimos, ou instalar-se em pele previamente sã.
21 Cutâneo: Que diz respeito à pele, à cútis.
22 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
23 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
24 Delírio: Delirio é uma crença sem evidência, acompanhada de uma excepcional convicção irrefutável pelo argumento lógico. Ele se dá com plena lucidez de consciência e não há fatores orgânicos.
25 Choque: 1. Estado de insuficiência circulatória a nível celular, produzido por hemorragias graves, sepse, reações alérgicas graves, etc. Pode ocasionar lesão celular irreversível se a hipóxia persistir por tempo suficiente. 2. Encontro violento, com impacto ou abalo brusco, entre dois corpos. Colisão ou concussão. 3. Perturbação brusca no equilíbrio mental ou emocional. Abalo psíquico devido a uma causa externa.
26 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

06/11/2010 - Comentário feito por DOLORES
Re: Cuidados com a pele. Cuide-se neste verão e evite o câncer de pele.
Adorei as informações, de hoje em diante só lavarei roupas e louças com luvas pois da mão direita é a que mais quebra por causa do contado direto com sabão e detegente.

  • Entrar
  • Assinar
O AbcMed® é parte integrante da Plataforma HiDoctor® e é oferecido a você gratuitamente.