AbcMed
Saúde da Criança - 14/02/20
A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) acaba de lançar o Manual de Orientação #MENOS TELAS #MAIS SAÚDE1 com informações sobre o uso de telas e internet por crianças e adolescentes. O objetivo é cuidar do futuro das crianças brasileiras, reiterando e atualizando as recomendações descritas no Manual de Orientação de 2016.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Saúde dos Olhos - 14/02/20
Moscas volantes (do latim: muscae volitantes = moscas esvoaçantes) são pequenos pontos escuros, manchas, filamentos, círculos ou teias de aranha comuns que parecem mover-se na frente de um ou de ambos os olhos1, mas que não correspondem a objetos externos.
1 Olhos:
   [Mais...]

Vida Saudável - 13/02/20
A vergonha pode ser poderosa – para o mal – e transformadora – para o bem – na vida de uma pessoa com deficiência auditiva. O blog Crônicas da Surdez discutiu sobre essa questão e como buscar superar a vergonha.   [Mais...]
A alergia1 ao amendoim é um tipo de alergia1 alimentar. Nos Estados Unidos, onde o amendoim é um alimento bastante usado, esta alergia1 é uma das causas mais comuns de ataques alérgicos graves que podem mesmo ser fatais (anafilaxia2). Mesmo pequenas quantidades de amendoim podem causar uma reação séria em pessoas predispostas.
1 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
2 Anafilaxia: É um tipo de reação alérgica sistêmica aguda. Esta reação ocorre quando a pessoa foi sensibilizada (ou seja, quando o sistema imune foi condicionado a reconhecer uma substância como uma ameaça ao organismo). Na segunda exposição ou nas exposições subseqüentes, ocorre uma reação alérgica. Essa reação é repentina, grave e abrange o corpo todo. O sistema imune libera anticorpos. Os tecidos liberam histamina e outras substâncias. Esse mecanismo causa contrações musculares, constrição das vias respiratórias, dificuldade respiratória, dor abdominal, cãimbras, vômitos e diarréia. A histamina leva à dilatação dos vasos sangüíneos (que abaixa a pressão sangüínea) e o vazamento de líquidos da corrente sangüínea para os tecidos (que reduzem o volume de sangue) o que provoca o choque. Ocorrem com freqüência a urticária e o angioedema - este angioedema pode resultar na obstrução das vias respiratórias. Uma anafilaxia prolongada pode causar arritmia cardíaca.
   [Mais...]

Saúde da Criança - 11/02/20
Hidropsia1 fetal é uma condição grave que acomete o feto2, definida como acumulação anormal de líquido em tecidos fetais, com consequente edema3 ou derrames cavitários.
1 Hidropsia: Edema fetal generalizado habitualmente produzido por doença hemolítica. Acumulam-se quantidades anormais de líquido em duas ou mais áreas do corpo de um feto ou de um recém-nascido.
2 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
3 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
   [Mais...]

A tuberculose1 é uma doença infecciosa causada pela bactéria2 Mycobacterium tuberculosis, que se propaga pelo ar e pode atingir qualquer órgão ou tecido3 do organismo, mas, mais frequentemente, atinge os pulmões4 (84% dos casos). A tuberculose1 miliar é um tipo de tuberculose1 que acontece quando grande número de bactérias se desloca pela corrente linfática ou sanguínea e se dissemina pelo corpo, atingindo vários órgãos.
1 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
2 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
3 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
4 Pulmões: Órgãos do sistema respiratório situados na cavidade torácica e responsáveis pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
   [Mais...]

A osteopetrose (literalmente "osso de pedra"), também conhecida como doença dos ossos de mármore ou doença de Albert Schönberg, é uma desordem hereditária extremamente rara (1/20.000 bebês1 e 1/200.000 adultos) na qual ocorre um endurecimento anormal dos ossos e um crescimento deles de maneira deformada.
1 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
   [Mais...]

A pancreatite1 crônica é uma doença inflamatória do pâncreas2, progressiva a longo prazo, que leva à degradação permanente da estrutura e função deste órgão. A pancreatite1 crônica se diferencia da pancreatite1 aguda porque, nesta última, o pâncreas2 fica inflamado (inchado) apenas por alguns dias ou semanas. Essa diferença motiva consequências clínicas e terapêuticas diversas.
1 Pancreatite: Inflamação do pâncreas. A pancreatite aguda pode ser produzida por cálculos biliares, alcoolismo, drogas, etc. Pode ser uma doença grave e fatal. Os primeiros sintomas consistem em dor abdominal, vômitos e distensão abdominal.
2 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
   [Mais...]

A pancreatite1 aguda é uma inflamação2 que se desenvolve repentinamente no pâncreas3 e que normalmente desaparece em alguns dias, embora possa durar algumas semanas. A pancreatite1 aguda se diferencia da pancreatite1 crônica porque, nesta última, o pâncreas3 fica alterado por muitos anos ou por toda a vida.
1 Pancreatite: Inflamação do pâncreas. A pancreatite aguda pode ser produzida por cálculos biliares, alcoolismo, drogas, etc. Pode ser uma doença grave e fatal. Os primeiros sintomas consistem em dor abdominal, vômitos e distensão abdominal.
2 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
3 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
   [Mais...]

Na compreensão popular, o egoísmo é um exclusivismo que leva uma pessoa a se colocar em primeiro lugar com referência a tudo e a todos. Nesse sentido, é tratado como orgulho ou presunção. Num sentido técnico, egoísmo é um traço de caráter. É o hábito ou a atitude de uma pessoa que coloca seus interesses, opiniões, desejos e necessidades em primeiro lugar, geralmente (mas nem sempre) em detrimento das demais pessoas.   [Mais...]
Mostrar: 10
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - > - >>
1 a 10 (Total: 2045)
  • Entrar
  • Assinar