AbcMed
AbcMed - 06/12/21
O conceito de raças humanas é envolto em muita confusão. Embora se possa dizer que uma raça é um agrupamento humano com base em qualidades físicas compartilhadas pelos indivíduos que pertencem a ela, os cientistas demonstram que as diferenças genéticas intragrupo excedem as diferenças intergrupos.   [Mais...]
Pele saudável - 02/12/21
A cor normal da pele1 humana varia do preto mais escuro aos tons esbranquiçados mais claros, com variadas tonalidades intermediárias. As diferenças entre a cor da pele1 nas diferentes populações parecem ter evoluído por meio da seleção natural, devido às diferenças no ambiente. No entanto, a cor natural da pele1 não é totalmente uniforme em todo o corpo de um indivíduo.
1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
   [Mais...]

Pele saudável - 01/12/21
A pele1 é o maior órgão do corpo humano2, recobrindo toda a superfície do corpo. Ela, juntamente com seus anexos3, como cabelos, pelos, unhas4, glândulas sebáceas5 e glândulas sudoríparas6, desempenham importantíssimas funções, sem as quais a vida seria impossível.
1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
2 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
3 Anexos: 1. Que se anexa ou anexou, apenso. 2. Contíguo, adjacente, correlacionado. 3. Coisa ou parte que está ligada a outra considerada como principal. 4. Em anatomia geral, parte acessória de um órgão ou de uma estrutura principal. 5. Em informática, arquivo anexado a uma mensagem eletrônica.
4 Unhas: São anexos cutâneos formados por células corneificadas (queratina) que formam lâminas de consistência endurecida. Esta consistência dura, confere proteção à extremidade dos dedos das mãos e dos pés. As unhas têm também função estética. Apresentam crescimento contínuo e recebem estímulos hormonais e nutricionais diversos.
5 Glândulas Sebáceas: Órgãos formados por pequenas bolsas, localizados na DERME. Cada glândula apresenta um único ducto que emerge de um grupo de alvéolos ovais. Cada alvéolo é constituído por uma membrana basal transparente, encerrando células epiteliais. Os ductos da maior parte das glândulas sebáceas se abrem nos folículos pilosos, porém alguns se abrem na superfície da PELE. Glândulas sebáceas secretam SEBO.
6 Glândulas sudoríparas: As glândulas sudoríparas são glândulas responsáveis pela produção e transporte do suor, atuando como regulador térmico. São constituídas por um fino e longo tubo que no início se enovela, chamado corpo da glândula. O suor é composto de água, sais minerais e um pouco de ureia e é drenado pelo ducto das glândulas sudoríparas.
   [Mais...]

Pele saudável - 30/11/21
Leucodermia gutata, leucodermia solar ou hipomelanose gutata, conhecida popularmente como sarda branca, é uma condição dérmica adquirida, constituída por manchas esbranquiçadas disseminadas à maneira de confetes nas áreas expostas ao sol, principalmente nos antebraços e pernas, as quais ocorrem pelo dano cumulativo causado pelos raios ultravioletas ao longo da vida.   [Mais...]
Vida Saudável - 29/11/21
Entre 2006 e 2016, o sobrepeso1 na população brasileira subiu de 42,6% para 53,8% das pessoas. No mundo, segundo a OMS, 1,6 bilhão de pessoas acima de 15 anos foram classificadas como tendo sobrepeso1, 400 milhões estavam obesas em 2005 e as projeções para 2015 eram de aproximadamente 2,3 bilhões de pessoas acima do peso e mais de 700 milhões obesas. Das seis principais causas de morte no Brasil, quatro estão diretamente ligadas à obesidade2 e têm repercussões cardiovasculares: acidente vascular cerebral3, infarto do miocárdio4, diabetes mellitus5 e hipertensão arterial6.
1 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
2 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
3 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
4 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
5 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
6 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 26/11/21
Chama-se período fértil ao espaço de tempo do ciclo menstrual em que a mulher tem mais chances de fertilizar um espermatozoide1 e engravidar. No período fértil, os hormônios femininos ficam mais ativos e preparam o corpo para obter uma gravidez2, além de que a libido3 da mulher aumenta, tornando-a mais receptiva às relações sexuais. Quando o espermatozoide1 encontra o óvulo4 nessas condições, dá-se início ao primeiro estágio da gravidez2.
1 Espermatozóide: Célula reprodutiva masculina.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Libido: Desejo. Procura instintiva do prazer sexual.
4 Óvulo: Célula germinativa feminina (haplóide e madura) expelida pelo OVÁRIO durante a OVULAÇÃO.
   [Mais...]

A síndrome1 da bexiga2 dolorosa, síndrome1 da dor na bexiga2 ou síndrome1 da dor pélvica3 crônica é um conjunto de doenças mal compreendidas que causam dor pélvica3 de longa duração e problemas para urinar.
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Bexiga: Órgão cavitário, situado na cavidade pélvica, no qual é armazenada a urina, que é produzida pelos rins. É uma víscera oca caracterizada por sua distensibilidade. Tem a forma de pêra quando está vazia e a forma de bola quando está cheia.
3 Pélvica: Relativo a ou próprio de pelve. A pelve é a cavidade no extremo inferior do tronco, formada pelos dois ossos do quadril (ilíacos), sacro e cóccix; bacia. Ou também é qualquer cavidade em forma de bacia ou taça (por exemplo, a pelve renal).
   [Mais...]

Em todas as especialidades da Medicina, o médico lida mais frequentemente com problemas comuns que constituem o dia a dia da sua clínica. Assim, por exemplo, grande parte dos clientes de um endocrinologista1 são diabéticos; de um cardiologista2 são pessoas que têm pressão alta; de um oftalmologista3, pessoas que têm miopia4 ou hipermetropia5, etc. Mas, com menor frequência, todo médico lida também com situações menos comuns, as quais se constituem num maior desafio profissional.
1 Endocrinologista: Médico que trata pessoas que apresentam problemas nas glândulas endócrinas.
2 Cardiologista: Médico especializado em tratar pessoas com problemas cardíacos.
3 Oftalmologista: Médico especializado em diagnosticar e tratar as doenças que acometem os olhos. Podem prescrever óculos de grau e lentes de contato.
4 Miopia: Incapacidade para ver de forma clara objetos que se encontram distantes do olho.Origina-se de uma alteração dos meios de refração do olho, alteração esta que pode ser corrigida com o uso de lentes especiais, e mais recentemente com o uso de cirurgia a laser.
5 Hipermetropia: Transtorno ocular em que existe uma dificuldade para ver objetos de perto. Origina-se de uma alteração dos meios de refração do olho, alteração esta que pode ser corrigida com o uso de lentes especiais e, mais recentemente, com o uso de cirurgia a laser.
   [Mais...]

Saúde da Criança - 22/11/21
A enterocolite necrosante1 é uma condição médica grave em que o tecido2 intestinal do bebê sofre uma inflamação3, podendo causar uma perfuração para o interior do abdômen. Na maioria absoluta das vezes afeta bebês4 prematuros. As bactérias normalmente presentes no intestino podem vazar para o abdômen através do orifício ou atingir a corrente sanguínea. As consequências de tudo isso podem resultar em complicações graves e na morte do bebê.
1 Necrosante: Que necrosa ou que sofre gangrena; que provoca necrose, necrotizante.
2 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
3 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
4 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
   [Mais...]

Chama-se lama biliar ou “areia na vesícula” a um resíduo que permanece na vesícula1 quando ela não consegue esvaziar-se completamente. Várias partículas normalmente suspensas na bile2 podem se precipitar como resultado de permanecerem por muito tempo retidas na vesícula biliar3, formando o que é comumente conhecido como lama biliar.
1 Vesícula: Lesão papular preenchida com líquido claro.
2 Bile: Agente emulsificador produzido no FÍGADO e secretado para dentro do DUODENO. Sua composição é formada por s ÁCIDOS E SAIS BILIARES, COLESTEROL e ELETRÓLITOS. A bile auxilia a DIGESTÃO das gorduras no duodeno.
3 Vesícula Biliar: Reservatório para armazenar secreção da BILE. Através do DUCTO CÍSTICO, a vesícula libera para o DUODENO ácidos biliares em alta concentração (e de maneira controlada), que degradam os lipídeos da dieta.
   [Mais...]

Mostrar: 10
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - Próximos » - >>
1 a 10 (Total: 2417)
  • Entrar
  • Receber conteúdos