AbcMed  -  Ortopedia e Saúde
Ortopedia e Saúde - 26/07/19
A tenossinovite, também chamada inflamação1 da bainha do tendão2, é um processo inflamatório da membrana que envolve o tendão2, chamada sinóvia. Via de regra, o tendão2 se desloca em um movimento de vai-e-vem, conforme o músculo correspondente se contrai ou se distende. Em caso de tenossinovite, este movimento fica prejudicado e doloroso.
1 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
2 Tendão: Tecido fibroso pelo qual um músculo se prende a um osso.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 25/07/19
Enquanto a osteogênese refere-se à formação natural de ossos saudáveis, o termo "osteólise" refere-se mais especificamente a um processo patológico de reabsorção óssea.   [Mais...]
Ortopedia e Saúde - 22/03/19
A camptodactilia é uma malformação1 congênita2, indolor, estacionária ou geralmente progressiva, que faz com que um ou mais dedos fiquem permanentemente dobrados. O nome é derivado das antigas palavras gregas kamptos = dobrados + daktylos = dedos. Envolve a deformidade de flexão fixa das articulações3 interfalângicas proximais4.
1 Malformação: 1. Defeito na forma ou na formação; anomalia, aberração, deformação. 2. Em patologia, é vício de conformação de uma parte do corpo, de origem congênita ou hereditária, geralmente curável por cirurgia. Ela é diferente da deformação (que é adquirida) e da monstruosidade (que é incurável).
2 Congênita: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
3 Articulações:
4 Proximais: 1. Que se localiza próximo do centro, do ponto de origem ou do ponto de união. 2. Em anatomia geral, significa o mais próximo do tronco (no caso dos membros) ou do ponto de origem (no caso de vasos e nervos). Ou também o que fica voltado para a cabeça (diz-se de qualquer formação). 3. Em botânica, o que fica próximo ao ponto de origem ou à base. 4. Em odontologia, é o mais próximo do ponto médio do arco dental.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 04/02/19
O termo “tendinose” tem sido utilizado para descrever uma alteração degenerativa1 de um tendão2 sem sinais3 inflamatórios, o que significa que ele começa a se romper. A distinção entre tendinite4 e tendinose nem sempre é fácil, porque os sintomas5 são muito semelhantes, mas é importante para que o tratamento seja o mais apropriado.
1 Degenerativa: Relativa a ou que provoca degeneração.
2 Tendão: Tecido fibroso pelo qual um músculo se prende a um osso.
3 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
4 Tendinite: Inflamação de um tendão. Produz-se em geral como conseqüência de um traumatismo. Existem doenças imunológicas capazes de produzir tendinite entre outras alterações.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 29/01/19
Dismetria ou heterometria dos membros inferiores, popularmente chamada de “perna curta”, é a diferença de comprimento dos membros inferiores, ou seja, é a diferença entre os comprimentos das pernas (uma perna maior do que a outra), causada por alteração anatômica ou estrutural, congênita1 ou adquirida, dos membros inferiores.
1 Congênita: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 16/01/19
Politraumatismos ou traumas múltiplos são termos médicos que descrevem a condição de uma pessoa que foi submetida a múltiplas lesões1 traumáticas de diversas naturezas, as quais podem comprometer diversos órgãos e sistemas.
1 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 15/01/19
A fratura1 é a quebra de um osso normal que acontece devido a algum impacto de grande energia. A “fratura espontânea” ocorre quando não há histórico de trauma significativo sobre um osso e costuma ocorrer por fragilidade ou insuficiência2 óssea devido a alguma patologia3 de base como a osteoporose4, por exemplo.
1 Fratura: Solução de continuidade de um osso. Em geral é produzida por um traumatismo, mesmo que possa ser produzida na ausência do mesmo (fratura patológica). Produz como sintomas dor, mobilidade anormal e ruídos (crepitação) na região afetada.
2 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
3 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
4 Osteoporose: Doença óssea caracterizada pela diminuição da formação de matriz óssea que predispõe a pessoa a sofrer fraturas com traumatismos mínimos ou mesmo na ausência deles. É influenciada por hormônios, sendo comum nas mulheres pós-menopausa. A terapia de reposição hormonal, que administra estrógenos a mulheres que não mais o produzem, tem como um dos seus objetivos minimizar esta doença.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 27/12/18
A fratura1 mandibular é uma fratura1 no osso da mandíbula2. Em cerca de 60% dos casos, a quebra ocorre em dois locais e pode resultar em dificuldade para abrir completamente a boca3.
1 Fratura: Solução de continuidade de um osso. Em geral é produzida por um traumatismo, mesmo que possa ser produzida na ausência do mesmo (fratura patológica). Produz como sintomas dor, mobilidade anormal e ruídos (crepitação) na região afetada.
2 Mandíbula: O maior (e o mais forte) osso da FACE; constitui o maxilar inferior, que sustenta os dentes inferiores. Sinônimos: Forame Mandibular; Forame Mentoniano; Sulco Miloióideo; Maxilar Inferior
3 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 14/12/18
As fraturas expostas, também chamadas fraturas abertas, são aquelas em que o osso quebrado rompe os músculos1 e a pele2 e fica exposto. Nestes casos, mais complexos e graves, o ferimento no local da fratura3 está em contato direto com o meio ambiente e, se não for rapidamente tratado, pode dar origem a infecções4 e deficiências.
1 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Fratura: Solução de continuidade de um osso. Em geral é produzida por um traumatismo, mesmo que possa ser produzida na ausência do mesmo (fratura patológica). Produz como sintomas dor, mobilidade anormal e ruídos (crepitação) na região afetada.
4 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
   [Mais...]

Ortopedia e Saúde - 11/07/18
A tenossinovite de De Quervain é uma condição dolorosa que afeta os tendões1 do pulso, do lado do polegar. Os tendões1 afetados incluem o extensor curto do polegar e o abdutor longo do polegar, que movimentam as articulações2 do polegar. As bainhas sinoviais, também afetadas, são o envoltório fibroso dentro do qual os tendões1 musculares normalmente deslizam.
1 Tendões: Tecidos fibrosos pelos quais um músculo se prende a um osso.
2 Articulações:
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar