AbcMed  -  Sinais, Sintomas e Doenças
Nesses tempos de infecções1 e mortes por coronavírus, têm surgido várias tentativas de se obter uma vacina2 ou um tratamento contra a doença. O problema é que, premidos pela urgência3, os pesquisadores ainda não puderam seguir com tranquilidade os protocolos habituais das pesquisas científicas e fizeram afirmações que só podem ser tomadas como provisórias e que, por isso, estão sujeitas a muitas contestações. Uma delas, aventada a princípio por médicos chineses, é de que a cloroquina poderia ser eficaz no tratamento de pacientes graves com coronavírus.
1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
3 Urgência: 1. Necessidade que requer solução imediata; pressa. 2. Situação crítica ou muito grave que tem prioridade sobre outras; emergência.
   [Mais...]

A eritromelalgia é uma condição médica rara, aguda ou crônica, que afeta principalmente os pés e, menos comumente, as mãos1, caracterizada por calor, vermelhidão e dor intermitente2 nas extremidades. Embora geralmente afete os dois lados do corpo, às vezes pode ocorrer em apenas um deles.
1 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
2 Intermitente: Nos quais ou em que ocorrem interrupções; que cessa e recomeça por intervalos; intervalado, descontínuo. Em medicina, diz-se de episódios de febre alta que se alternam com intervalos de temperatura normal ou cujas pulsações têm intervalos desiguais entre si.
   [Mais...]

Muitas dúvidas têm surgido quanto ao uso do ibuprofeno no combate aos sintomas1 do novo coronavírus. Como a questão ainda não está definitivamente decidida, a OMS, numa primeira consideração do assunto, disse que a entidade não recomenda o remédio para quem decidir se automedicar, mas alertou que os cientistas ainda estão investigando a questão e que isso não quer dizer que haja uma contraindicação formal para o uso de ibuprofeno no momento.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
   [Mais...]

A cefaleia1 orgástica, ou cefaleia1 copulogênica, é um tipo raro de dor de cabeça2 que ocorre apenas durante a atividade sexual, de modo especial durante ou imediatamente antes ou após o orgasmo. Essa dor de cabeça2 é dita primária quando não é causada por nenhuma outra condição ou distúrbio. Às vezes, as dores de cabeça2 durante o sexo podem resultar de alguma condição patológica e, nesse caso, são dores de cabeça2 ditas secundárias.
1 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
2 Cabeça:
   [Mais...]

A pericondrite é uma infecção1 que acomete o tecido conjuntivo2 que envolve a cartilagem3 do pavilhão auricular e/ou o canal auditivo. Normalmente, ela atinge toda a orelha4, com exclusão do lóbulo, que não possui cartilagem3.
1 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Tecido conjuntivo: Tecido que sustenta e conecta outros tecidos. Consiste de CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO inseridas em uma grande quantidade de MATRIZ EXTRACELULAR.
3 Cartilagem: Tecido resistente e flexível, de cor branca ou cinzenta, formado de grandes células inclusas em substância que apresenta tendência à calcificação e à ossificação.
4 Orelha: Sistema auditivo e de equilíbrio do corpo. Consiste em três partes
   [Mais...]

Na proptose ocular, os olhos1 parecem saltar para fora da órbita, devido a um aumento no volume do tecido2 atrás deles. O termo proptose descreve a protusão para diante de qualquer órgão que é deslocado para a frente, enquanto a exoftalmia se refere apenas aos olhos1.
1 Olhos:
2 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
   [Mais...]

O termo consciência é usado em diversos sentidos, por vários autores, em diversos contextos. Há, na verdade, um uso médico, um uso filosófico, um uso religioso e um uso ético. A questão é tão importante que a língua1 inglesa tem dois termos para diferenciar dois tipos de consciência: “conscience” que é a consciência em seu sentido moral e “consciounessess” para se referir ao seu sentido psiconeural. Em português, apenas se dispõe de um mesmo termo para atender a esses dois significados, o que gera uma certa confusão.
1 Língua:
   [Mais...]

Um hamartoma1 é um tumor2 não-canceroso (benigno) constituído pela mistura anormal de tecidos e células3 normais da área em que cresce. Os hamartomas4 podem crescer em qualquer parte do corpo, incluindo pescoço5, rosto e cabeça6. Em alguns casos, eles crescem internamente em locais como coração7, cérebro8 e pulmões9 e são, por isso, de mais difícil detecção.
1 Hamartoma: Hamartoma é uma malformação congênita de aspecto tumoral, caracterizada por misturas anormais de tecidos próprios do órgão em que se apresenta.
2 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Hamartomas: Hamartoma é uma malformação congênita de aspecto tumoral, caracterizada por misturas anormais de tecidos próprios do órgão em que se apresenta.
5 Pescoço:
6 Cabeça:
7 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
8 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
9 Pulmões: Órgãos do sistema respiratório situados na cavidade torácica e responsáveis pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
   [Mais...]

Estamos diante de um novo vírus1, o SARS-CoV-2, causador da doença denominada COVID-19, por isso as pessoas não têm imunidade2 contra esse vírus1, o que faz com que o contágio3 seja mais rápido. A principal maneira de evitar a transmissão é lavar as mãos4 até a altura dos punhos com água e sabão após usar o banheiro, sempre que chegar em casa ou antes de manipular alimentos, além de evitar aglomerações e manter distância de pessoas com sintomas5 de gripe6. Conheça as principais recomendações e esclarecimentos da Organização Pan-Americana de Saúde7.
1 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
2 Imunidade: Capacidade que um indivíduo tem de defender-se perante uma agressão bacteriana, viral ou perante qualquer tecido anormal (tumores, enxertos, etc.).
3 Contágio: 1. Em infectologia, é a transmissão de doença de uma pessoa a outra, por contato direto ou indireto. 2. Na história da medicina, aplica-se a qualquer doença contagiosa. 3. No sentido figurado, é a transmissão de características negativas, de vícios, etc. ou então a reprodução involuntária de reação alheia.
4 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

O pseudocisto pancreático é o desenvolvimento no pâncreas1 de um saco cheio de enzimas pancreáticas, sangue2 e tecido3 necrótico, envolvido por uma cápsula fibrosa e tecido de granulação4 que aparece secundariamente a uma infecção5. Os pseudocistos podem ser únicos ou múltiplos, de tamanhos variados e podem se formar dentro e fora do pâncreas1, e é tecnicamente diferente de um cisto verdadeiro.
1 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
2 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
3 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
4 Tecido de Granulação: Tecido conjuntivo vascular formado na superfície de um ferimento, úlcera ou tecido inflamado em cicatrização. Constituído por capilares novos e um infiltrado (com células linfóides, macrófagos e células plasmáticas).
5 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar