Gostou do artigo? Compartilhe!

Os sentimentos humanos mais comuns

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

As nuances dos sentimentos humanos comportam mais de três centenas de variações, cada uma delas nomeada por uma expressão diferente. Quase todas pertencem à linguagem comum e todas são facilmente identificáveis, uma vez que correspondem às experiências corriqueiras das pessoas.

Algumas, no entanto, são mais frequentes, mais comuns e de maior impacto que outras. A elas estamos denominando de “sentimentos humanos mais comuns”.

Quais são os sentimentos humanos mais comuns?

A relação dos sentimentos humanos pode variar muito entre diferentes autores, mas é certo que alguns deles não faltariam em qualquer lista. A que propomos, inclui:

Raiva1

A raiva1 é um dos sentimentos humanos mais básicos. Ela é comum a todos os seres humanos e é despertada em indivíduos saudáveis quando algum fator externo frustra o alcance de um objetivo. Ela pode ser definida como uma grande irritação ou aversão a alguém ou algo, e pode desencadear a pretensão de causar dano a esse algo ou alguém.

Hostilidade

Hostilidade é a particularidade de quem é hostil, que age com agressividade e oposição perante alguma situação ou pessoa, que está ressentida ou indignada com algo ou alguém. Agir com hostilidade é ter uma atitude arrogante e rude em relação a uma determinada pessoa, opondo-se totalmente a ela. Uma pessoa que age com hostilidade é considerada grosseira, costuma “colecionar” inimigos e não consegue manter uma boa figura de simpatia.

Tristeza

A tristeza é uma das emoções primárias do ser humano. Estar triste é caracterizado por ter baixa autoestimasentimentos de solidão, culpa, cansaço, angústia ou dor moral, sensações contrárias às de alegria. A pessoa demonstra esse sentimento através de palavras, choro e isolamento, entre outros tipos de atitude. Ela pode ser a resposta para eventos desagradáveis, decepções, morte de alguém próximo ou separação.

Medo

O medo também é considerado um sentimento primário. É uma reação emocional (um estado de alerta) a uma situação real ou supostamente ameaçadora. Por um lado, é um sentimento positivo que funciona com uma defesa da pessoa ante situações perigosas. Por outro lado, é um sentimento negativo, porque limita as atividades da pessoa. A ansiedade é um medo ligeiro e vago, e o terror e o pânico são exagerações do medo.

Frustração

A frustração ocorre quando a pessoa tem uma expectativa que não é correspondida na realidade. É o desgosto por ter acreditado que algo poderia ser melhor do que foi. Ela supõe, pois, a criação prévia de expectativas, seja em relação a pessoas, coisas, projetos ou até em relação a si próprio.

Aversão

A aversão é um sentimento secundário, isto é, que tem origem em outros sentimentos. É caracterizada por uma repulsa, nojo, asco ou repugnância a algo considerado como errado, negativo ou mau. A aversão provoca o afastamento das coisas ou pessoas que transmitem esse sentimento.

Alegria

A alegria é um sentimento prazeroso, geralmente de curta duração, que produz sensações de bem-estar. As pessoas permanentemente alegres são simpáticas, otimistas e têm um constante bom humor. Como sentimento passageiro, esse sentimento vem de situações favoráveis que a pessoa experimenta e pode se mostrar por meio de sorrisos. A alegria de uma pessoa pode contagiar outras.

Afeto

O afeto é um sentimento terno de afeição experimentado em diferentes graus de complexidade, com amizade, amor, paixão, etc. Pode ser reconhecido nas relações maternais, paternais, fraternais, filiais, românticas, etc. A pessoa pode se sentir estimulada a se aproximar do seu objeto de desejo e expressar esse sentimento por meio de gestos.

Confiança

Confiança também faz parte da lista de sentimentos secundários. Ela é a crença de que algo não falhará, de que é bem-feito ou forte o suficiente para cumprir sua função. É o sentimento de segurança que uma pessoa sente em relação a outra, ou a si mesma ou por algo. Pode ser positiva por ajudar uma pessoa a seguir em frente, mas também pode ser ruim, já que ter confiança demais em si mesmo ou em outras pessoas é perigoso, porque a pessoa pode se colocar em alguma situação de risco.

Ciúme

O ciúme é um sentimento natural do ser humano, mas dependendo do caso, pode estar em um nível exagerado, causando um ciúme patológico. Ele tem sua origem na falta de confiança na pessoa amada e vem da sensação de achar que essa pessoa pode se apaixonar por outra. No entanto, o ciúme pode se manifestar também fora das elações amorosas, com relação a situações e fatos.

Amor

O amor é o afeto que sentimos pelo outro e que leva uma pessoa a desejar o bem a outra pessoa, coisa, animal, etc. O uso do vocábulo, contudo, tem também outros significados na filosofia, na religião e nas ciências humanas. O que estimula esse sentimento é a imagem “objeto” criada e nem sempre é algo real, pois a imagem criada é influenciada pelo que a pessoa quer acreditar, e isso é subjetivo.

Compaixão

A compaixão é um sentimento piedoso de simpatia para com a tragédia pessoal de outrem, acompanhado do desejo de minorá-la. A pessoa se coloca no lugar da outra que está sofrendo e sente pena por ela. Suscita um sentimento altruísta de ajuda. Pode ser direcionado a alguém conhecido, da família, amigos ou a um desconhecido no meio da rua sofrendo, fazendo se sentir triste por ele.

Empatia

Empatia é a capacidade psicológica de sentir o que está sentindo a outra pessoa, caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. É um “se colocar no lugar do outro”. De certa forma, esse sentimento parece derivado da compaixão. Enquanto a compaixão pressupõe sofrer junto, a empatia é um sentimento mais amplo sendo possível ter empatia tanto em situações de dor como de alegria. Uma pessoa narcisista tem pouca ou nenhuma capacidade empática.

Surpresa

A surpresa também é um sentimento básico. A surpresa é a reação a algo que acontece de modo inesperado, seja isso algo positivo ou negativo. Assim, pode-se expressá-la através de impulsos nervosos vindos da adrenalina2 do sangue3 e ela pode causar um ataque cardíaco, pois o ritmo cardíaco aumenta muito.

Esperança

Esperança é o sentimento de quem vê como possível a realização daquilo que deseja. É acreditar que tudo vai dar certo, que as metas vão ser alcançadas e que as coisas vão melhorar. Assim, quando a esperança é voltada para a própria pessoa, ela acredita que é capaz e vai conseguir enfrentar e vencer dificuldades.

Paixão

A paixão é um sentimento humano intenso e profundo, marcado pelo grande interesse e atração da pessoa apaixonada por uma pessoa, objeto ou tema. O termo também é aplicado com frequência para designar um vívido interesse ou admiração por um ideal, causa ou atividade. A pessoa apaixonada é capaz de alterar aspectos do seu comportamento e pensamento e passar a demonstrar um excesso de admiração por aquilo que lhe causa paixão.

Veja também sobre "Resiliência", "Agressividade", "O choro e o riso", "O luto e as suas fases" e "Autossabotagem".

 

Referências:

As informações veiculadas neste texto foram extraídas principalmente do site Saber Coletivo.

ABCMED, 2022. Os sentimentos humanos mais comuns. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/1428645/os-sentimentos-humanos-mais-comuns.htm>. Acesso em: 9 dez. 2022.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Raiva: 1. Doença infecciosa freqüentemente mortal, transmitida ao homem através da mordida de animais domésticos e selvagens infectados e que produz uma paralisia progressiva juntamente com um aumento de sensibilidade perante estímulos visuais ou sonoros mínimos. 2. Fúria, ódio.
2 Adrenalina: 1. Hormônio secretado pela medula das glândulas suprarrenais. Atua no mecanismo da elevação da pressão sanguínea, é importante na produção de respostas fisiológicas rápidas do organismo aos estímulos externos. Usualmente utilizado como estimulante cardíaco, como vasoconstritor nas hemorragias da pele, para prolongar os efeitos de anestésicos locais e como relaxante muscular na asma brônquica. 2. No sentido informal significa disposição física, emocional e mental na realização de tarefas, projetos, etc. Energia, força, vigor.
3 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Psiquiatria?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.