AbcMed  -  Exames e Procedimentos
A hemocultura é um exame laboratorial em que uma amostra de sangue1 do paciente é coletada e inoculada em frascos contendo um meio de cultura que permite e torna mais fácil o crescimento e a identificação de germes invasores estrangeiros, como bactérias (principalmente), fungos, leveduras e outros microrganismos no sangue1.
1 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
   [Mais...]

O ecocardiograma1 fetal (também chamado de eco fetal) é um ultrassom realizado através da parede abdominal2 da grávida e dirigido ao coração3 do feto4 em gestação, para mostrar a estrutura daquele órgão e o quão bem ele está funcionando. O exame, não invasivo e indolor, é semelhante a uma ultrassonografia5 de rotina.
1 Ecocardiograma: Método diagnóstico não invasivo que permite visualizar a morfologia e o funcionamento cardíaco, através da emissão e captação de ultra-sons.
2 Parede Abdominal: Margem externa do ABDOME que se estende da cavidade torácica osteocartilaginosa até a PELVE. Embora sua maior parte seja muscular, a parede abdominal consiste em pelo menos sete camadas Músculos Abdominais;
3 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
4 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
5 Ultrassonografia: Ultrassonografia ou ecografia é um exame complementar que usa o eco produzido pelo som para observar em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas internas do organismo (órgãos internos). Os aparelhos de ultrassonografia utilizam uma frequência variada, indo de 2 até 14 MHz, emitindo através de uma fonte de cristal que fica em contato com a pele e recebendo os ecos gerados, os quais são interpretados através de computação gráfica.
   [Mais...]

O transplante de pulmão1 é um procedimento cirúrgico que consiste na remoção de um pulmão1 doente que já não funciona mais no nível mínimo necessário e a substituição dele por um pulmão1 sadio, ou parte dele, geralmente obtido de um doador recém-falecido. Dependendo das características clínicas do caso, o transplante pode ser de um ou dos dois pulmões2 e em alguns casos eles podem ser transplantados juntamente ao coração3, constituindo o chamado transplante cardiopulmonar.
1 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
2 Pulmões: Órgãos do sistema respiratório situados na cavidade torácica e responsáveis pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
3 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
   [Mais...]

A cintilografia1 miocárdica é um exame de imagem que tem por finalidade avaliar o fluxo sanguíneo nas artérias2 que nutrem o músculo cardíaco3, detectando possíveis falhas na irrigação de alguma região do coração4 bem como alterações já estabelecidas do músculo cardíaco3. Apesar de haver outras inúmeras técnicas de obter imagens do coração4, a cintilografia1 cardíaca continua sendo a principal e a mais usada delas, por ser um teste não invasivo e muito sensível para identificar e localizar fluxo sanguíneo reduzido para o músculo cardíaco3.
1 Cintilografia: Procedimento que permite assinalar num tecido ou órgão interno a presença de um radiofármaco e acompanhar seu percurso graças à emissão de radiações gama que fazem aparecer na tela uma série de pontos brilhantes (cintilação); também chamada de cintigrafia ou gamagrafia.
2 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
3 Músculo Cardíaco: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sangüíneo.
4 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
   [Mais...]

A ninfoplastia ou labioplastia é um procedimento cirúrgico para corrigir a hipertrofia1 dos pequenos lábios da vulva2, ou seja, um tamanho excessivo dos pequenos lábios, particularmente em relação aos grandes lábios, os quais eles poderão ultrapassar em tamanho. Esse tamanho excessivo não é uma doença, mas apenas uma variação tipológica, apesar de que pode causar grandes incômodos.
1 Hipertrofia: 1. Desenvolvimento ou crescimento excessivo de um órgão ou de parte dele devido a um aumento do tamanho de suas células constituintes. 2. Desenvolvimento ou crescimento excessivo, em tamanho ou em complexidade (de alguma coisa). 3. Em medicina, é aumento do tamanho (mas não da quantidade) de células que compõem um tecido. Pode ser acompanhada pelo aumento do tamanho do órgão do qual faz parte.
2 Vulva: Genitália externa da mulher, compreendendo o CLITÓRIS, os lábios, o vestíbulo e suas glândulas.
   [Mais...]

Angioplastia1 é um procedimento médico usado para dilatar artérias2 obstruídas. Quando se fala em angioplastia1, pensa-se logo em angioplastia1 das artérias2 do coração3; embora a angioplastia1 coronária seja, de fato, o procedimento mais frequente, usado para dilatar artérias2 cardíacas obstruídas, não é a única forma de angioplastia1.
1 Angioplastia: Método invasivo mediante o qual se produz a dilatação dos vasos sangüíneos arteriais afetados por um processo aterosclerótico ou trombótico.
2 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
3 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
   [Mais...]

A aplicação da nanotecnologia na Medicina tem sido chamada de Nanomedicina. Ela é definida como uma combinação de ciência e tecnologia que utiliza materiais estruturados em nanoescala para diagnosticar, tratar e prevenir doenças e lesões1 traumáticas. Este campo da Medicina está particularmente interessado em superar os desafios e deficiências dos tratamentos médicos convencionais, incluindo baixa biodisponibilidade das medicações, baixa especificidade do alvo de atuação delas e potencial toxicidade2 sistêmica e orgânica das medicações.
1 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
2 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
   [Mais...]

A enucleação1 ocular é a remoção do globo ocular2. Inúmeras doenças locais ou sistêmicas, se não tratadas adequadamente, implicam numa diminuição da acuidade visual3 ou mesmo na perda total da visão4 sem, contudo, necessidade de remoção do globo ocular2. Mas há doenças ou condições que afetam estruturalmente o globo ocular2 de uma maneira irrecuperável e que, como condição necessária para o tratamento, precisam que ele seja removido como, por exemplo, um grande trauma ou um tumor5 do interior do olho6, como o melanoma7 ocular.
1 Enucleação: Retirada de núcleo ou de caroço.
2 Globo ocular: O globo ocular recebe este nome por ter a forma de um globo, que por sua vez fica acondicionado dentro de uma cavidade óssea e protegido pelas pálpebras. Ele possui em seu exterior seis músculos, que são responsáveis pelos movimentos oculares, e por três camadas concêntricas aderidas entre si com a função de visão, nutrição e proteção. A camada externa (protetora) é constituída pela córnea e a esclera. A camada média (vascular) é formada pela íris, a coroide e o corpo ciliar. A camada interna (nervosa) é constituída pela retina.
3 Acuidade visual: Grau de aptidão do olho para discriminar os detalhes espaciais, ou seja, a capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos.
4 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
5 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
6 Olho: s. m. (fr. oeil; ing. eye). Órgão da visão, constituído pelo globo ocular (V. este termo) e pelos diversos meios que este encerra. Está situado na órbita e ligado ao cérebro pelo nervo óptico. V. ocular, oftalm-. Sinônimos: Olhos
7 Melanoma: Neoplasia maligna que deriva dos melanócitos (as células responsáveis pela produção do principal pigmento cutâneo). Mais freqüente em pessoas de pele clara e exposta ao sol.Podem derivar de manchas prévias que mudam de cor ou sangram por traumatismos mínimos, ou instalar-se em pele previamente sã.
   [Mais...]

Atualmente há uma variedade de marcapassos sem fio para diferentes necessidades clínicas. Uma das evoluções mais recente e revolucionária nesse assunto é o marcapasso1 sem fio para uso temporário após uma cirurgia cardíaca aberta, um ataque cardíaco ou uma overdose de drogas, por exemplo. Diferentemente dos modelos tradicionais, essa nova versão pesa menos de 0,5 grama2 e, uma vez implantado, não precisa ser retirado, já que é constituído de material biodegradável.
1 Marcapasso: Dispositivo eletrônico utilizado para proporcionar um estímulo elétrico periódico para excitar o músculo cardíaco em algumas arritmias do coração. Em geral são implantados sob a pele do tórax.
2 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
   [Mais...]

O risco cirúrgico é um tipo de exame médico feito antes de toda e qualquer cirurgia, que visa avaliar o estado de saúde1 do paciente no período pré-operatório, calculado com base em escalas e padrões aprovados por sociedades médicas. Essa avaliação deve levar em conta, além dos exames laboratoriais e de imagens, fatores como idade do paciente, doenças crônicas, histórico familiar do paciente e características do procedimento cirúrgico a ser executado.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Receber conteúdos