Gostou do artigo? Compartilhe!

Cirurgia robótica - quais os benefícios?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que são cirurgias robóticas?

Cirurgias robóticas são tipos de procedimentos cirúrgicos realizados com sistemas robóticos. Também conhecidas como cirurgias assistidas por robô, permitem aos médicos realizar muitos tipos de procedimentos complexos com mais precisão, flexibilidade e controle do que é possível com as técnicas convencionais.

Elas são procedimentos minimamente invasivos realizados por meio de pequenas incisões1, muito menores que as que são necessárias numa cirurgia tradicional. Às vezes também é usada em certos procedimentos cirúrgicos abertos tradicionais.

A cirurgia robótica começou em 1999, com a criação do sistema robótico Da Vinci, mas só chegou ao Brasil em 2008.

Em que consiste o sistema Da Vinci de cirurgia robótica?

O sistema cirúrgico Da Vinci oferece ao cirurgião um conjunto avançado de instrumentos para usar na realização de cirurgia minimamente invasiva assistida por robótica. O termo “robótica” costuma causar apreensão nas pessoas, mas robôs não realizam a cirurgia. A cirurgia é realizada por um cirurgião que se utiliza do sistema Da Vinci, que inclui um robô que ele manipula por meio de um console.

O sistema Da Vinci de cirurgia robótica consta de três componentes:

  1. Console do cirurgião, no qual ele sentado controla os instrumentos enquanto visualiza a anatomia do paciente em imagens 3D de alta definição
  2. Carrinho do paciente, que porta a câmera e os instrumentos que o cirurgião controla pelo console e é posicionado ao lado da cama de cirurgia
  3. Carrinho de visão2, com tela de visão2, que proporciona excelentes imagens 3D de alta definição

O sistema traduz os movimentos da mão3 do cirurgião no console em movimentos dos braços robóticos em tempo real, dobrando e girando os instrumentos durante a realização do procedimento. O sistema de visão2 Da Vinci também oferece, além de visualizações 3D de alta definição, imagens altamente ampliadas da área cirúrgica.

O tamanho do instrumento permite que os cirurgiões operem por meio de uma ou algumas pequenas incisões1.

Veja sobre "Cicatrizes4", "Queloides", "Laparotomia5 versus laparoscopia6".

Como se realiza a cirurgia robótica?

A cirurgia robótica é um procedimento minimamente invasivo que segue a mesma linha da cirurgia laparoscópica. A diferença é que na laparoscopia6 os instrumentos cirúrgicos são manipulados pela mão3 do cirurgião e, na robótica, o cirurgião controla os braços do robô à distância, sentado em um console.

A verdadeira vantagem da cirurgia robótica sobre a cirurgia laparoscópica é sua precisão. Os instrumentos são precisos e realizam movimentos semelhantes aos da mão3 humana, mas não há tremor, fadiga7 ou desvios involuntários. São, portanto, adequados para a realização de operações complexas, difíceis de serem realizadas por laparoscopia6.

Há grande comodidade para o cirurgião: ele trabalha sentado e relaxado, com a testa apoiada no visor do console. Se ele afastar a cabeça8 do console, os braços do robô param imediatamente, permitindo ao médico uma pequena pausa para olhar um exame, discutir o caso com um colega ou qualquer outra necessidade.

Quais são os benefícios da cirurgia robótica em relação à cirurgia tradicional?

A cirurgia assistida por robô foi desenvolvida para tentar superar as limitações dos procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos pré-existentes e para aumentar as capacidades dos cirurgiões que realizam cirurgia aberta.

Os cirurgiões que usam o sistema robótico descobrem que, para muitos procedimentos, ele aumenta a precisão, a flexibilidade e o controle durante a operação e permite que eles vejam melhor o local, em comparação com as técnicas tradicionais. Usando a cirurgia robótica, os cirurgiões podem realizar procedimentos delicados e complexos que poderiam ser difíceis ou impossíveis com outros métodos.

Os recentes avanços na tecnologia da cirurgia robótica dão aos pacientes uma série de boas alternativas que não existiam há dez anos. Ela pode beneficiar os pacientes com menor duração das cirurgias, diminuição da dor e do desconforto pós-operatório, diminuição de perdas sanguíneas durante o procedimento, cicatrizes4 menores, menor tempo de permanência no hospital, menores complicações e recuperação mais rápida, com mais pronto retorno às atividades diárias.

Uma das vantagens da utilização do método informatizado é que o cirurgião não precisa estar presente, o que possibilita a cirurgia à distância. Por isso, a cirurgia robótica, em seu início, foi fortemente apoiada pelo exército americano para cirurgias à distância, em soldados no exterior. Hoje ela é também realizada com o cirurgião no console no mesmo local em que o paciente e os braços do robô estão.

Leia também sobre "Coagulação9 sanguínea", "Coagulograma", "Hemorragias10" e "Hemostasia11".

 

Referências:

As informações veiculadas neste texto foram extraídas principalmente dos sites da Mayo Clinic e da Science Direct.

ABCMED, 2021. Cirurgia robótica - quais os benefícios?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/exames-e-procedimentos/1391660/cirurgia-robotica-quais-os-beneficios.htm>. Acesso em: 6 mai. 2021.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Incisões: 1. Corte ou golpe com instrumento cortante; talho. 2. Em cirurgia, intervenção cirúrgica em um tecido efetuada com instrumento cortante (bisturi ou bisturi elétrico); incisura.
2 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
3 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
4 Cicatrizes: Formação de um novo tecido durante o processo de cicatrização de um ferimento.
5 Laparotomia: Incisão cirúrgica da parede abdominal utilizada com fins exploratórios ou terapêuticos.
6 Laparoscopia: Procedimento cirúrgico mediante o qual se introduz através de uma pequena incisão na parede abdominal, torácica ou pélvica, um instrumento de fibra óptica que permite realizar procedimentos diagnósticos e terapêuticos.
7 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
8 Cabeça:
9 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
10 Hemorragias: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
11 Hemostasia: Ação ou efeito de estancar uma hemorragia; mesmo que hemóstase.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Cirurgia Geral?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.