AbcMed  -  Saúde da Mulher
Saúde da Mulher - 25/11/11
O Instituto Nacional de Câncer1 (INCA) anunciou sete recomendações para controle da mortalidade2 do câncer1 de mama3. Estas orientações complementam as lançadas em 2010, as quais são centradas em ações de prevenção, detecção precoce e informação de qualidade. Ambas têm o potencial de reduzir a mortalidade2 decorrente do câncer1 de mama3 no Brasil, além de garantir melhora na qualidade de vida de mulheres com a doença.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 25/11/11
O Instituto Nacional de Câncer1 (INCA) lançou sete recomendações com o objetivo de contribuir para a redução da mortalidade2 por câncer1 de mama3 no Brasil por meio da divulgação de evidências científicas e da mobilização e participação social.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 10/10/11
O momento ideal para fazer o tratamento da calvície1 é quando ela atinge a auto-estima e a personalidade de uma mulher. No entanto, o ponto em que a queda de cabelo2 se torna "inaceitável" faz parte de uma avaliação individual. Algumas mulheres aceitam a perda de cabelo2 como condição de envelhecimento. Outras querem interrompê-la ou revertê-la imediatamente.
1 Calvície: Também chamada de alopécia androgenética é uma manifestação fisiológica que ocorre em indivíduos geneticamente predispostos, sendo que a herança genética pode vir do lado paterno ou materno. É resultado da estimulação dos folículos pilosos por hormônios masculinos que começam a ser produzidos na adolescência (testosterona). Ao atingir o couro cabeludo de pacientes com tendência genética para a calvície, a testosterona sofre a ação de uma enzima, a 5-alfa-redutase, e é transformada em diidrotestosterona (DHT). É a DHT que vai agir sobre os folículos pilosos promovendo a sua diminuição progressiva. O resultado final deste processo de diminuição e afinamento dos fios de cabelo é a calvície.
2 Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 10/10/11
O cabelo1 é um símbolo feminino de beleza. Quando os fios vão ficando mais finos, ralos e o couro cabeludo começa a aparecer, as mulheres se preocupam. Segundo dados da Academia Americana de Dermatologia, mais de 100 milhões de mulheres no mundo estão ficando carecas. Se você é uma delas, conheça os tratamentos clínicos que podem funcionar. Para os demais casos, há o transplante capilar2 ou cirurgia de recuperação capilar2.
1 Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.
2 Capilar: 1. Na medicina, diz-se de ou tubo endotelial muito fino que liga a circulação arterial à venosa. Qualquer vaso. 2. Na física, diz-se de ou tubo, em geral de vidro, cujo diâmetro interno é diminuto. 3. Relativo a cabelo, fino como fio de cabelo.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 15/09/11
Chama-se dispareunia a sensação de dor nos órgãos genitais durante ou logo após as relações sexuais. Embora seja muito mais comum em mulheres, a dispareunia também pode afetar os homens. A dor pode ter diversos graus, indo de um leve desconforto até uma dor intensa.   [Mais...]
Saúde da Mulher - 14/09/11
Denomina-se frigidez feminina a dificuldade ou incapacidade que podem ter certas mulheres de experimentarem a excitabilidade sexual ou orgasmo e qualquer forma de resposta sexual que lhes seja satisfatória. Alguns autores preferem chamá-la “disfunção sexual feminina”, evitando assim o aspecto pejorativo que a antiga denominação veio a assumir, como “mulher assexuada” ou que “não gosta de sexo”. Embora a falta de “apetite sexual” possa ser diferenciada da incapacidade para obter orgasmos, ambas costumam ocorrer conjuntamente.   [Mais...]
Saúde da Mulher - 17/05/11
A fibromialgia1 é caracterizada por dor músculo-esquelética generalizada acompanhada de fadiga2, prejuízo do sono, problemas de humor e de memória. Acredita-se que esta condição amplifica as sensações dolorosas, afetando a maneira como o cérebro3 processa os sinais4 de dor. As mulheres são muito mais propensas a desenvolver a patologia5 que os homens.
1 Fibromialgia:
2 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
3 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
4 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
5 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 19/10/10
O Instituto Nacional de Câncer1 (INCA) divulgou sete recomendações para reduzir a mortalidade2 por câncer1 de mama3 no Brasil. Dentre as orientações o Instituto defende que toda mulher com suspeita da doença tenha o direito de receber diagnóstico4 no prazo máximo de 60 dias. As orientações não têm caráter de lei e a cada município ou Estado cabe a responsabilidade por sua aplicação.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
4 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 31/08/10
Mulheres tendem a ser mais vigilantes do que homens nos cuidados com a saúde1, mas nem sempre. Mulheres jovens muitas vezes ignoram alguns sintomas2 que podem mostrar precocemente um tumor3 maligno, facilitando o seu tratamento. Algumas ignoram deliberadamente os seus sintomas2, outras preocupam-se em excesso. O objetivo aqui é tentar mostrar um ponto de equilíbrio e orientar a busca por ajuda médica quando necessário.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
3 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 27/07/10
O diagnóstico1 de um tumor2 é uma situação difícil de lidar. Quando uma mulher recebe o diagnóstico1 de câncer3 de mama4, ela precisa ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar que a ajude a lidar melhor com a situação pela qual está passando. Esta equipe inclui clínico geral, ginecologista, mastologista5, radiologista, oncologista, conselheiro genético, cirurgiões plásticos e psicólogos ou psicoterapeutas.
1 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
2 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
3 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
4 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
5 Mastologista: Médico especialista nas doenças das mamas.
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar