Gostou do artigo? Compartilhe!

Mau humor ao acordar

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é mau humor ao acordar?

A maioria das pessoas acorda pela manhã no mesmo estado de humor com que foram dormir na noite anterior, mas algumas acordam num estado muito diferente daquele que têm normalmente e demoram algumas horas para voltar ao seu humor costumeiro: acordam num terrível mau humor e durante algum tempo após acordarem são intratáveis.

Quais são as causas do mau humor ao acordar?

As relações exatas entre humor e sono ainda não são totalmente compreendidas pela ciência. Acordar de mau humor, na maioria das vezes, é sinal1 de que o sono anda ruim. De fato, uma noite mal dormida pode inibir a produção de serotonina, hormônio2 responsável pela sensação de prazer, calma e relaxamento.

Ademais, quando não dormimos bem, o corpo descarrega noradrenalina3, substância que aumenta o alerta, a frequência cardíaca e a respiração. O cansaço de não dormir bem pode levar a uma mentalidade ranzinza ao amanhecer.

Mas, nem sempre o mau humor matinal é sinal1 de uma noite mal dormida. Estudos têm mostrado que mutações genéticas podem estar por trás dessa relação. Realmente, há pessoas que acordam sempre de mau humor, qualquer que seja a qualidade do sono que tenham tido. Parece algo que lhes é inerente.

Leia sobre "Ciclos do sono", "Transtornos afetivos" e "Distimia".

O que é uma boa noite de sono?

Uma boa noite de sono não se dá apenas por dormir oito ou mais horas a cada noite. Além de serem necessárias boas condições fisiológicas4 internas, são igualmente necessárias condições ambientais favorecedoras. Mesmo quando dormindo, as pessoas percebem e reagem ao seu ambiente externo e podem fazer finas discriminações em suas percepções, embora de maneira muito particular. Um exemplo disso é que chamar uma pessoa dormindo pelo próprio nome é mais eficaz para acordá-la que qualquer outro estímulo, mesmo mais forte. Alguém que mora às margens de uma ferrovia, por exemplo, acorda se alguém pronuncia seu nome, mas não acorda se o trem passa apitando.

Portanto, as condições e circunstâncias do ambiente importam muito. O quarto de dormir deve estar limpo, ser confortável e estar bem organizado. Além disso, deve permanecer escurecido, silencioso e numa temperatura amena, para que o cérebro5 consiga repousar livre de estímulos perturbadores ao redor. 

Medicações e drogas podem ajudar a pessoa a dormir um tempo maior, mas comprometem muito a arquitetura fisiológica6 do sono. O sono que induzem mais se parece a um desmaio que a um sono natural. Para começar, as drogas e a má higiene do sono podem levar à falta de sono de movimento rápido dos olhos7 (sono REM) e quando a pessoa não dorme um sono REM suficiente ela pode acordar sentindo-se mal-humorada. O álcool pode ter o mesmo efeito e, embora possa ajudar a adormecer mais rapidamente, compromete drasticamente a qualidade do sono e pode deixar a pessoa se sentindo mal pela manhã.

Qual é o substrato fisiopatológico do mau humor ao acordar?

Há uma explicação fisiológica6 para o mau humor ao acordar. Enquanto a pessoa dorme, o cérebro5 trabalha continuamente, executando uma série de funções no organismo, como a consolidação das memórias e aprendizagem, limpeza dos radicais livres, produção e regulação hormonal e relaxamento muscular. Pessoas que acordam várias vezes durante a noite ou que são insones prejudicam essas atividades noturnas do corpo, o que, por sua vez, provoca um impacto no humor.

O relógio biológico do corpo demarca o ritmo circadiano8 durante 24 horas e faz com que o organismo tenha horários preferenciais para diversas atividades. Assim, ele regula os períodos em que o corpo fabrica mais ou menos hormônios, o metabolismo9, a digestão10, o funcionamento das células11, a temperatura corporal, a força muscular, o sono e a vigília entre outros fatores. Esse relógio é influenciado pelo claro e escuro do dia e da noite, pela temperatura ambiente e até os ventos e o movimento das marés. E as alterações do sono, não só quantitativas, mas também qualitativas, implicam em diferentes modulações do humor.

Quais são as características clínicas do mau humor ao acordar?

Em algumas pessoas que sofrem de mau humor ao acordar a expressão fisionômica fica alterada, mas elas não têm um humor tão azedo quanto outras. É como se elas estivessem apenas “demorando a acordar”. Em outras, a cara fica mais amarrada ou entrunfada, com uma “expressão de poucos amigos”. Elas se irritam com as menores coisas, têm um enorme nervosismo e respondem com aspereza e grosserias, não têm vontade de falar nem de responder e sentem falta de ânimo para realizar qualquer tarefa.

Como manejar o mau humor ao acordar?

Há dias em que a pessoa acorda com tal mau humor que nem café da manhã quer tomar. Tudo que quer é que a deixem quieta. No entanto, ela deve fazer um esforço para não retardar ou pular o café da manhã. Tomar um café da manhã leve e saudável pode melhorar imediatamente o humor e fazê-la continuar bem por todo o dia.

Uma dica boa é garantir que o café da manhã contenha uma boa quantidade de proteína; é comprovado que isso também ajuda na perda de peso e no gasto de energia.

Como prevenir o mau humor ao acordar?

O mau humor ao acordar tem mais a ver com o dia anterior e com a noite de sono que com o dia à frente. Por isso, para evitar o mau humor ao acordar, a pessoa deve tomar algumas providências antes de ir dormir:

  1. Evitar comer alimentos com muito açúcar12 ou muitos carboidratos nas 3 horas antes de ir para a cama (sobremesas doces, pizzas, batatas fritas, massas, etc.). Esses alimentos podem fazer com que a pessoa se sinta bem alimentada antes de ir para a cama, mas fará com que ela acorde mal-humorada.
  2. Beber muito álcool tarde da noite causa uma grande ressaca na manhã seguinte. Embora uma ressaca seja algo diferente de acordar de mau humor, as duas coisas andam de mãos13 dadas. E o álcool piora o mau humor.
  3. Se a pessoa de sentir tensa ou ansiosa antes de dormir, isso pode apontar para uma deficiência de magnésio, um mineral essencial que é facilmente esgotado pelo estresse. Uma maneira de garantir que você esteja ingerindo magnésio suficiente em sua dieta até o final do dia é incluir alguns vegetais de cor escura em seu jantar. Outra maneira de obter mais magnésio em seu corpo é tomando banhos com sal Epsom (ou sal amargo) antes de dormir.
Veja também sobre "Informações básicas sobre insônia", "Transtorno de ansiedade generalizada" e "Depressões típica e atípica".

 

Referências:

As informações veiculadas neste texto foram extraídas principalmente dos sites da Mayo Clinic, do John's Hopkins Medicine e do MentalHealth.gov.

ABCMED, 2022. Mau humor ao acordar. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/1416525/mau+humor+ao+acordar.htm>. Acesso em: 26 jun. 2022.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
2 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
3 Noradrenalina: Mediador químico do grupo das catecolaminas, liberado pelas fibras nervosas simpáticas, precursor da adrenalina na parte interna das cápsulas das glândulas suprarrenais.
4 Fisiológicas: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
5 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
6 Fisiológica: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
7 Olhos:
8 Ritmo circadiano: Também conhecido como ciclo circadiano, o ritmo circadiano representa o período de um dia (24 horas) no qual se completam as atividades do ciclo biológico dos seres vivos. Uma das funções deste sistema é o ajuste do relógio biológico, controlando o sono e o apetite. Através de um marca-passo interno que se encontra no cérebro, o ritmo circadiano regula tanto os ritmos materiais quanto os psicológicos, o que pode influenciar em atividade como: digestão em vigília, renovação de células e controle de temperatura corporal.
9 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
10 Digestão: Dá-se este nome a todo o conjunto de processos enzimáticos, motores e de transporte através dos quais os alimentos são degradados a compostos mais simples para permitir sua melhor absorção.
11 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
12 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
13 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Psiquiatria?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.