Atalho: 5Z5829A
Gostou do artigo? Compartilhe!

Transtorno de ansiedade generalizada. O que é?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é o transtorno de ansiedade generalizada (TAG)?

A ansiedade é um sentimento desagradável, que se acompanha de sensação de sufocação e falta de ar, frio no estômago1, aperto no peito2, aceleração do coração3 e tremores. Ela não é um estado normal, mas é uma reação normal, esperada em determinadas situações. É necessária à auto-preservação, funcionando como um sinal4 de alerta que leva as pessoas a se defenderem das ameaças.

No transtorno de ansiedade generalizada experimenta-se uma ansiedade ininterrupta, crônica, vaga e indefinida, que se caracteriza por ter uma duração e intensidade desproporcionais às situações, a qual, além de não ajudar, dificulta as reações de defesa ao perigo. Pode vir acompanhada de irritabilidade, tensões musculares, perturbações no sono etc., e costuma causar um comprometimento significativo no funcionamento social ou ocupacional da pessoa, podendo gerar um acentuado sofrimento. Embora não seja exatamente a mesma coisa, o TAG corresponde, mais ou menos, ao que se denominava neurose5 de angústia.

Quais os sintomas6 do TAG?

Os sintomas6 são muito variados e o trabalho inicial do médico deve ser o de excluir outras doenças que possam apresentar sintomas6 semelhantes. Geralmente a pessoa sente tremores, inquietação, dor de cabeça7, falta de ar, suor em excesso, palpitações8, irritabilidade, tem problemas gastrointestinais inespecíficos e facilidade em alterar-se emocionalmente. Muitos indivíduos também experimentam sintomas6 somáticos como mãos9 frias e pegajosas, boca10 seca, sudorese11, náuseas12, diarreia13, micção14 frequente, dificuldade para engolir ou "nó na garganta15" e uma resposta exagerada ao sobressalto. Esses indivíduos são excessivamente preocupados, o que pode acarretar prejuízos à sua saúde16 física e mental.

A associação com outros transtornos mentais ocorre em 80-90% dos pacientes. Outros transtornos de ansiedade podem ocorrer em 50 a 60% dos pacientes; a depressão maior em mais de 60% dos casos.

Em quem ocorre o TAG?

O TAG ocorre em pessoas de todas as culturas, mas em algumas delas a ansiedade é expressada predominantemente por sintomas6 somáticos e, em outras, por sintomas6 cognitivos17. Em crianças e adolescentes, a ansiedade generalizada envolve preocupações com a escola ou eventos esportivos. Estima-se que cerca de 5% das pessoas são afetadas pelo TAG em algum momento da vida. Delas, cerca de 2/3 são mulheres.

Como evolui o TAG?

Mais de 50% daqueles que sofrem do TAG relatam que ele iniciou na infância ou na adolescência, mas o começo após os 20 anos também é relatado. O curso é crônico18, mas oscilante, e piora durante os períodos de estresse.

Como deve ser o tratamento do TAG? 

O tratamento básico é psicoterápico, mas também se utiliza medicação (ansiolíticos e/ou antidepressivos). A maioria das pessoas experimenta uma acentuada redução da ansiedade com esses métodos. A psicoterapia (analítica ou não) sempre é uma ajuda importante.

 

ABCMED, 2011. Transtorno de ansiedade generalizada. O que é?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/220225/transtorno-de-ansiedade-generalizada-o-que-e.htm>. Acesso em: 22 out. 2018.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
2 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
3 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
4 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
5 Neurose: Doença psiquiátrica na qual existe consciência da doença. Caracteriza-se por ansiedade, angústia e transtornos na relação interpessoal. Apresenta diversas variantes segundo o tipo de neurose. Os tipos mais freqüentes são a neurose obsessiva, depressiva, maníaca, etc., podendo apresentar-se em combinação.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Cabeça:
8 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
9 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
10 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
11 Sudorese: Suor excessivo
12 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
13 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
14 Micção: Emissão natural de urina por esvaziamento da bexiga.
15 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
16 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
17 Cognitivos: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
18 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Psiquiatria?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

05/09/2015 - Comentário feito por ELIANA
OI EU TENHO 40 ANOS E NUNCA ESTIVE EM UM PSIQUI...
OI EU TENHO 40 ANOS E NUNCA ESTIVE EM UM PSIQUIATRA MAIS TENHO VARIOS SINTOMAS DE TAG ALEM DISSO ME PARECE QUE TENHO DISMORFIA CORPORAL RSRS EU ACHO QUE E ISSO NA VERDADE EU SEMPRE VENHO DISFARÇANDO TUDO ISSO PRA MIM MESMA MAIS ISSO TA ME INCOMODANDO MUITO ULTIMAMENTE A PONTO DE ME INCOMODAR DE FICAR PERTO DE OUTRAS PESSOAS

04/02/2012 - Comentário feito por Thamires
Re: Transtorno de ansiedade generalizada. O que é?
Tem como acabar com o transtorno de ansiedade generalizada?

28/07/2011 - Comentário feito por Isabel
Re: Transtorno de ansiedade generalizada. O que é?
Junto com BIPOLAR também tenho essa ansiedade a qual tento controlar mentalmente. Quando não dá, tomo calmantes e estou tentando Florais de Bach, pois chega um tempo em que os remédios alopáticos não fazem efeito, então controlo com medicina alternativa. Mas não posso esquecer de tomar...

  • Entrar
  • Assinar