Gostou do artigo? Compartilhe!

Informações e curiosidades sobre ejaculação

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é ejaculação1?

A ejaculação1 é o ato da descarga de esperma2 masculino (sêmen3), ás vezes explosiva, normalmente transportando espermatozoides4 a partir do trato reprodutivo masculino.

Qual é o mecanismo da ejaculação1?

O precursor usual da ejaculação1 é a excitação sexual do macho adulto, levando à ereção5 do pênis6. A estimulação sexual do órgão masculino durante a masturbação7 ou a atividade sexual vaginal, anal ou oral pode fornecer o estímulo necessário para que o homem atinja o orgasmo e a ejaculação1.

A ejaculação1 geralmente ocorre durante o orgasmo provocado por um ato sexual ou outras formas de estimulação, por meios psicológicos ou mesmo espontaneamente, embora nem todas as excitações ou ereções conduzam à ejaculação1. Mais raramente, a ejaculação1 pode ocorrer devido à doença da próstata8 ou durante o sono (polução noturna).

Ela é o estágio final e objetivo natural de estimulação sexual masculina e um componente essencial da concepção9 natural. Com relação ao tempo de latência10 entre a estimulação e a ejaculação1 intravaginal, os homens costumam atingi-la dentro de cinco a sete minutos após o início da relação sexual, mas um tempo de dez minutos ainda pode ser considerado normal.

A estimulação prolongada, quer através de atividades preliminares do sexo ou durante a masturbação7, leva a um aumento do fluido ejaculatório. A quase totalidade dos homens experimenta um período refratário imediatamente após o orgasmo, durante o qual sente uma agradável sensação de relaxamento e são incapazes de ter outra ereção5 ou de alcançar outra ejaculação1.

A maioria das primeiras ejaculações é pobre tanto em quantidade de esperma2 quanto na qualidade dele. À medida que o indivíduo vai passando pela puberdade, o esperma2 vai desenvolvendo características mais maduras.

Qual é a fisiopatologia11 da ejaculação1?

Quando o homem alcança um nível suficiente de estimulação, a ejaculação1 começa sob o controle do sistema nervoso12 simpático13. O esperma2 (sêmen3) então é ejetado através da uretra14 por contrações musculares rítmicas, geradas pelo músculo bulboesponjoso, sob o controle de um reflexo dos nervos espinhais ao nível da S2, S3 e S4.

Com essas contrações, em número de dez a quinze, pulsos de esperma2 começam a fluir da uretra14 até alcançar um pico, a partir do qual começam a diminuir. Uma vez que a primeira contração tenha começado, a ejaculação1 continuará até a sua conclusão como um processo involuntário que não pode ser interrompido. Com isso coincide o orgasmo masculino, que dura apenas alguns segundos.

Se for emitido fora do corpo humano15, o esperma2 se deteriora rapidamente em 10 a 30 minutos. A ejaculação1 de um homem sadio varia entre 3,5 e 5,0 ml e tem pH entre 8,1 e 8,4. No total, há 200 a 600 milhões de espermatozoides4 em cada ejaculação1, cerca de 60 a 120 milhões de espermatozoides4 por ml de esperma2.

A condição em que o homem é incapaz de ejacular é chamada anejaculação e aquela condição em que a ejaculação1 é dolorosa ou desconfortável é dita disejaculação. A ejaculação1 é dita precoce quando ocorre antes do tempo médio normal. Se um homem é incapaz de ejacular nesse tempo, apesar de seu desejo de fazê-lo, diz-se que há ejaculação1 retardada ou anorgasmia16. Um orgasmo que não é acompanhado por ejaculação1 é conhecido como “orgasmo seco”. Um volume de esperma2 anormalmente baixo é conhecido como hipospermia. É normal que a quantidade de esperma2 em cada ejaculação1 diminua com a idade.

Não há efeitos prejudiciais à saúde17 se a ejaculação1 é pouco ou muito frequente. Alguns pesquisadores sugerem que a ejaculação1 frequente ao longo da vida (sete ou mais vezes por semana) oferece alguma proteção contra o câncer18 de próstata8.

ABCMED, 2015. Informações e curiosidades sobre ejaculação. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/saude-do-homem/810004/informacoes-e-curiosidades-sobre-ejaculacao.htm>. Acesso em: 16 set. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Ejaculação: 1. Ato de ejacular. Expulsão vigorosa; forte derramamento (de líquido); jato. 2. Em fisiologia, emissão de esperma pela uretra no momento do orgasmo. 3. Por extensão de sentido, qualquer emissão. 4. No sentido figurado, fartura de palavras; arrazoado.
2 Esperma: Esperma ou sêmen. Líquido denso, gelatinoso, branco acinzentado e opaco, que contém espermatozoides e que serve para conduzi-los até o óvulo. O esperma é o líquido da ejaculação. Ele é composto de plasma seminal e espermatozoides. Este plasma contém nutrientes que alimentam e protegem os espermatozoides.
3 Sêmen: Sêmen ou esperma. Líquido denso, gelatinoso, branco acinzentado e opaco, que contém espermatozoides e que serve para conduzi-los até o óvulo. O sêmen é o líquido da ejaculação. Ele é composto de plasma seminal e espermatozoides. Este plasma contém nutrientes que alimentam e protegem os espermatozoides.
4 Espermatozóides: Células reprodutivas masculinas.
5 Ereção: 1. Ato ou efeito de erigir ou erguer. 2. Inauguração, criação. 3. Levantamento ou endurecimento do pênis.
6 Pênis: Órgão reprodutor externo masculino. É composto por uma massa de tecido erétil encerrada em três compartimentos cilíndricos fibrosos. Dois destes compartimentos, os corpos cavernosos, ficam lado a lado ao longo da parte superior do órgão. O terceiro compartimento (na parte inferior), o corpo esponjoso, abriga a uretra.
7 Masturbação: 1. Estimulação manual dos órgãos genitais que geralmente leva ao orgasmo. 2. No sentido figurado, inutilidade de tratar os mesmos temas (considerados infecundos), numa discussão ou pesquisa intelectual ou artística, de modo repetitivo, complacente e inconcludente.
8 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
9 Concepção: O início da gravidez.
10 Latência: 1. Estado, caráter daquilo que se acha latente, oculto. 2. Por extensão de sentido, é o período durante o qual algo se elabora, antes de assumir existência efetiva. 3. Em medicina, é o intervalo entre o começo de um estímulo e o início de uma reação associada a este estímulo; tempo de reação. 4. Em psicanálise, é o período (dos quatro ou cinco anos até o início da adolescência) durante o qual o interesse sexual é sublimado; período de latência.
11 Fisiopatologia: Estudo do conjunto de alterações fisiológicas que acontecem no organismo e estão associadas a uma doença.
12 Sistema nervoso: O sistema nervoso é dividido em sistema nervoso central (SNC) e o sistema nervoso periférico (SNP). O SNC é formado pelo encéfalo e pela medula espinhal e a porção periférica está constituída pelos nervos cranianos e espinhais, pelos gânglios e pelas terminações nervosas.
13 Simpático: 1. Relativo à simpatia. 2. Que agrada aos sentidos; aprazível, atraente. 3. Em fisiologia, diz-se da parte do sistema nervoso vegetativo que põe o corpo em estado de alerta e o prepara para a ação.
14 Uretra: É um órgão túbulo-muscular que serve para eliminação da urina.
15 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
16 Anorgasmia: Ausência de orgasmo ou incapacidade para obtê-lo.
17 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
18 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Urologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.