Atalho: 648MFO5
Gostou do artigo? Compartilhe!

Ejaculação precoce: o que é, quais são as causas e como tratar?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é ejaculação1 precoce?

Denomina-se precoce a ejaculação1 que ocorre muito rapidamente, antes que a pessoa a deseje e antes que sua parceira sexual tenha atingido o orgasmo, o que habitualmente é vivido com grande ansiedade e insatisfação. Geralmente a ejaculação1 ocorre dentro de 1 ou 2 minutos, ante o mero contato com a vagina2 ou tão logo o pênis3 seja introduzido nela. Na verdade, não há um tempo mínimo definidor da ejaculação1 precoce. O que há é uma sensação subjetiva do homem e da sua parceira de que a ejaculação1 foi muito rápida, ocorreu antes de ser desejada e não pode ser controlada.

A ejaculação1 precoce é muito frequente nos homens, atingindo 20 a 30% deles. Talvez seja a queixa mais comum nos consultórios dos sexologistas. Ela pode ocorrer normalmente de maneira episódica na juventude, em indivíduos que estejam iniciando sua vida sexual, em encontros com parceiros sexuais novos ou após longos períodos de abstinência sexual, mas quando se torna muito frequente e se prolonga pela maturidade passa a se constituir um problema.

Quais as causas da ejaculação1 precoce?

Não há um causa médica definida para esta condição. Alguns antropólogos chegam a especular sobre uma causa evolutiva e alegam que nos primórdios da humanidade o animal humano precisou ejacular rapidamente para fugir dos predadores e melhor espalhar seu DNA. Segundo eles, a ejaculação1 precoce seria um resquício desse tempo. Pensa-se em uma sensibilidade anormalmente aumentada da glande peniana, na inexperiência que cerca as primeiras relações sexuais ou em conflitos psicológicos de várias naturezas.

Como tratar a ejaculação1 precoce?

O tratamento principal talvez seja psicoterápico ou uma reeducação sexual geral. Há também algumas técnicas, mas todas são de eficácia discutível. Igualmente, há cremes e pomadas, geralmente com algum efeito anestésico, que tentam diminuir a sensibilidade do pênis3 e com isso retardar a ejaculação1. Com esse mesmo objetivo de diminuir a sensibilidade do pênis3 tem-se tentado o uso de preservativos. Um grande número de antidepressivos do grupo dos inibidores seletivos da serotonina como, por exemplo, o citalopram, a fluoxetina, a paroxetina e a sertralina, tem entre seus efeitos colaterais4 o de retardar a ejaculação1. Aqui eles podem ser utilizados (e frequentemente são) visando esse efeito. Em alguns países existe uma substância para uso oral (dapoxetina) indicada com essa finalidade, mas a experiência com ela ainda é pequena, visto ser uma medicação muito recente. Consulte seu médico. Só ele pode saber o que é mais indicado para o seu caso.

ABCMED, 2011. Ejaculação precoce: o que é, quais são as causas e como tratar?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/saude-do-homem/235505/ejaculacao-precoce-o-que-e-quais-sao-as-causas-e-como-tratar.htm>. Acesso em: 21 out. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Ejaculação: 1. Ato de ejacular. Expulsão vigorosa; forte derramamento (de líquido); jato. 2. Em fisiologia, emissão de esperma pela uretra no momento do orgasmo. 3. Por extensão de sentido, qualquer emissão. 4. No sentido figurado, fartura de palavras; arrazoado.
2 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
3 Pênis: Órgão reprodutor externo masculino. É composto por uma massa de tecido erétil encerrada em três compartimentos cilíndricos fibrosos. Dois destes compartimentos, os corpos cavernosos, ficam lado a lado ao longo da parte superior do órgão. O terceiro compartimento (na parte inferior), o corpo esponjoso, abriga a uretra.
4 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Urologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

29/01/2016 - Comentário feito por Rosana
Li o comentário de DIVYAN e achei surpre...
Li o comentário de DIVYAN e achei surpreendente e bem colocado. A ejaculação precoce acontece e se já li muita coisa a respeito, aconselhando o portador deste transtorno que ejacule antes de iniciar a relação sexual, masturbando-se. Achei ridículo, a princípio, porém seria uma solução para quem quer se dar bem. Muito melhor que usar antidepressivos.

27/01/2016 - Comentário feito por Divyan
Já que a Medicina não sabe o porq...
Já que a Medicina não sabe o porque acontece a Ejaculação Precoce, e não sabe mesmo, deveria abster-se de prescrever medicamentos antidepressivos, que além de deixar o homem lesado das ideias, não resolve coisa alguma e ainda causa dependência química. Essa é a Medicina prestando um desfavor à saúde masculina. É inconcebível ouvir que a Medicina possa conceituar a Ejaculação Precoce como sendo a ejaculação que ocorre antes de outra pessoa ter orgasmo. O outro é o outro, não tem nada a ver. E se essa mulher for anorgástica, todos os homens que fizerem sexo com ela terão Ejaculação Precoce? Pra começar, não existe nenhum exame médico que diagnostique a EP. Esse "diagnóstico" é feito pelo próprio paciente portador, de acordo com o que ele supõe que seja, o que o médico prontamente aceita e inicia um tratamento baseado num "talvez seja psicoterápico" ou prescrevendo antidepressivos pra quem não tem depressão, porque seus efeitos colaterais retardam a ejaculação, e ainda que o preço seja retardar todas as outras funções desse homem. Vc pega um cara que é só um ejaculador precoce, não resolve o problema dele e ainda o transforma num retardado e dependente químico, que passa a ser monitorado por um psiquiatra. A Medicina precisa urgentemente rever suas atitudes e convém também aprender sobre a sexualidade humana.

10/01/2012 - Comentário feito por suleima
Re: Ejaculação precoce: o que é, quais são as causas e como tratar?
achei muito interessante....pois esse artigo é muito constrangedor p quem passa por esse problema,e sendo assim os leitores podem procurar ajuda sem tanto constrangimento.

  • Entrar
  • Assinar