AbcMed  -  Saúde da Mulher
Saúde da Mulher - 13/05/16
A hidrossalpinge (do grego: hydro = água + salpinx = trombeta) é uma condição em que a trompa de Falópio encontra-se bloqueada, preenchida com líquido seroso ou claro. Se a trompa estiver cheia de sangue1, fala-se em hematossalpinge e se estiver com pus2, em piossalpinge.
1 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
2 Pus: Secreção amarelada, freqüentemente mal cheirosa, produzida como conseqüência de uma infecção bacteriana e formada por leucócitos em processo de degeneração, plasma, bactérias, proteínas, etc.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 10/05/16
Depressão pós-parto é uma variação negativa do estado de ânimo que ocorre logo após o parto. Mais raramente, pode ocorrer uma forma grave de depressão pós-parto acompanhada de sintomas1 psicóticos, conhecida como psicose2 pós-parto.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Psicose: Grupo de doenças psiquiátricas caracterizadas pela incapacidade de avaliar corretamente a realidade. A pessoa psicótica reestrutura sua concepção de realidade em torno de uma idéia delirante, sem ter consciência de sua doença.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 09/05/16
Bartolinite1 é a inflamação2 de uma ou ambas as glândulas de Bartholin3, inclusive com a formação de cistos ou abscessos4.
1 Bartolinite: Inflamação das glândulas de Bartolin, que são glândulas acessórias dos genitais externos femininos. Causa dor e abaulamento da região e pode requerer drenagem cirúrgica.
2 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
3 Glândulas de Bartholin: Glândulas secretoras de muco, situadas nas faces (posterior e lateral) do vestíbulo da vagina.
4 Abscessos: Acumulação de pus em uma cavidade formada acidentalmente nos tecidos orgânicos, ou mesmo em órgão cavitário, em consequência de inflamação seguida de infecção.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 22/03/16
A TPM ou síndrome1 pré-menstrual é o conjunto de sintomas2 que ocorre no período do ciclo menstrual que precede a menstruação3. Nesse intervalo de tempo, podem aparecer sintomas2 psíquicos e físicos, que geralmente desaparecem no primeiro dia do fluxo menstrual ou poucos dias após.
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
3 Menstruação: Sangramento cíclico através da vagina, que é produzido após um ciclo ovulatório normal e que corresponde à perda da camada mais superficial do endométrio uterino.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 10/11/15
Pólipos1 uterinos são pequenas projeções de tecido2 ligadas à parede interna do útero3, que se prolongam para dentro da sua cavidade e que consistem de células4 do endométrio5 (revestimento interno do útero3), sendo por isso também conhecidos como pólipos1 endometriais.
1 Pólipos: 1. Em patologia, é o crescimento de tecido pediculado que se desenvolve em uma membrana mucosa (por exemplo, no nariz, bexiga, reto, etc.) em resultado da hipertrofia desta membrana ou como um tumor verdadeiro. 2. Em celenterologia, forma individual, séssil, típica dos cnidários, que se caracteriza pelo corpo formado por um tubo ou cilindro, cuja extremidade oral, dotada de boca e tentáculos, é dirigida para cima, e a extremidade oposta, ou aboral, é fixa.
2 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
3 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
4 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
5 Endométrio: Membrana mucosa que reveste a cavidade uterina (responsável hormonalmente) durante o CICLO MENSTRUAL e GRAVIDEZ. O endométrio sofre transformações cíclicas que caracterizam a MENSTRUAÇÃO. Após FERTILIZAÇÃO bem sucedida, serve para sustentar o desenvolvimento do embrião.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 09/10/15
Um cisto dermoide é um teratoma (do grego: terato = monstro + oma = tumor1) que contém elementos da pele2 madura, oriundos de células3 embrionárias totipotentes4. Por vezes eles também são chamados teratomas ovarianos, mas apesar de terem aparência muito semelhante, os cistos dermoides são compostos apenas de elementos da derme e epiderme5, enquanto os teratomas incluem outros componentes.
1 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Totipotentes: Células capazes de se diferenciar em todos os 216 tecidos que formam o corpo humano, incluindo a placenta e os anexos embrionários. As células totipotentes são encontradas nos embriões nas primeiras fases de divisão, isto é, quando o embrião tem até 16 a 32 células, o quê corresponde a 3 ou 4 dias de vida. Exemplos: esporos e zigotos.
5 Derme e epiderme: A derme é a camada da pele localizada entre a epiderme e a hipoderme, responsável pela resistência e elasticidade da pele. Constituída por tecido conjuntivo (fibras colágenas e elásticas envoltas por substância fundamental), vasos sanguíneos e linfáticos, nervos e terminações nervosas. Os folículos pilossebáceos e glândulas sudoríparas, originadas na epiderme, também localizam-se na derme. A epiderme é a camada mais externa da pele, constituída por células epiteliais (queratinócitos), melanócitos e células de defesa imunológica (células de Langerhans). A epiderme dá origem aos anexos cutâneos: unhas, pêlos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas. A abertura dos folículos pilossebáceos (pêlo + glândula sebácea) e das glândulas sudoríparas na pele formam os orifícios conhecidos como poros.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 02/10/15
Com o intuito de ajudar na divulgação de alguns cuidados e informações que podem ser úteis na prevenção, detecção e tratamento precoces deste tipo de tumor1, preparamos um material em que reunimos alguns de nossos textos sobre câncer2 de mama3 já divulgados no abc.med.br.
1 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 02/10/15
Criar um filho é uma enorme responsabilidade. As crianças não nascem com um manual de instruções de como devem ser criadas. Descobrir a maneira ideal de criá-las e a dose de atenção necessária é tarefa dos pais.    [Mais...]
Saúde da Mulher - 30/09/15
O vaginismo é uma condição física ou psicológica caracterizada pela impossibilidade da mulher de permitir voluntariamente qualquer forma de penetração vaginal, incluindo a relação sexual, a penetração manual, a inserção de tampões e aquela necessária a exames ginecológicos, como o teste de Papanicolau1, por exemplo.
1 Papanicolau: Método de coloração para amostras de tecido, particularmente difundido por sua utilização na detecção precoce do câncer de colo uterino.
   [Mais...]

Saúde da Mulher - 25/09/15
O EVRA é um anticonceptivo hormonal que funciona semelhantemente ao anticoncepcional oral. No entanto, é mais cômodo porque a anticoncepção é feita através de adesivos dérmicos (aderidos à pele1), que precisam ser aplicados apenas uma vez por semana.
1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar