Atalho: 5BE578S
Gostou do artigo? Compartilhe!

Gravidez: dez razões para fazer exercícios durante a gestação

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

A maioria das grávidas se beneficia com uma rotina de atividades físicas durante a gestação, mas esta prática deve ser discutida e orientada por um obstetra. Alguns ajustes podem ser necessários para desfrutar dos benefícios dos exercícios neste período da vida. A intensidade do trabalho físico recomendada durante a gravidez1 depende, em parte, do nível de atividade física exercido pela mulher antes de engravidar e também das condições de saúde2 da gestante.

Quais são os benefícios das atividades físicas realizadas durante a gestação para aquelas mulheres que não apresentam nenhuma contra-indicação a esta prática?

  1. Exercícios físicos ajudam a diminuir a fadiga3, mesmo no primeiro trimestre de gestação. Isto também é verdade para aquelas grávidas que apresentam insônia.
  2. Eles podem reduzir o tempo do trabalho de parto pois fortalecem a musculatura, melhoram a circulação4 e a respiração. Isto é particularmente importante se a gestante usar alguns movimentos no trabalho de parto, mudando sua posição.
  3. Melhoram a aparência da pele5 por aumentarem o fluxo sanguíneo para as extremidades.
  4. Aumentam a resistência para viver bem a gestação e o trabalho de parto. É sabido que um parto natural pode ser desgastante para a mãe, se ela está fisicamente preparada para enfrentá-lo, tudo vai ser bem mais tranquilo.
  5. Diminuem as dores associadas à gestação como dores lombares, nas pernas, articulares e na região inferior do abdome6.
  6. Ajudam a reduzir o tamanho da incisão7 e o trauma causado pela episiotomia8.
  7. Reduzem a necessidade de fazer uma cesareana.
  8. É divertido fazer exercícios, eles aumentam a sensação de prazer e bem estar por liberarem endorfinas no organismo.
  9. Aceleram a recuperação no pós-parto, a amamentação9 e aumentam a perda de peso adquirido durante a gravidez1 no período pós-natal.
  10. É um hábito que uma vez adquirido ninguém vai querer perdê-lo. Os benefícios para a saúde2 são bem conhecidos, como redução do risco de desenvolver doenças crônicas como diabetes mellitus10, obesidade11, hipertensão arterial12 e alguns tipos de tumores malignos.
ABCMED, 2010. Gravidez: dez razões para fazer exercícios durante a gestação. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/gravidez/56560/gravidez-dez-razoes-para-fazer-exercicios-durante-a-gestacao.htm>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
4 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
5 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
6 Abdome: Região do corpo que se localiza entre o TÓRAX e a PELVE.
7 Incisão: 1. Corte ou golpe com instrumento cortante; talho. 2. Em cirurgia, intervenção cirúrgica em um tecido efetuada com instrumento cortante (bisturi ou bisturi elétrico); incisura.
8 Episiotomia: Corte cirúrgico feito no períneo (área entre a vagina e o ânus), realizado com anestesia local, se a mulher ainda não estiver anestesiada, para alargar o canal do parto e, supostamente, ajudar o nascimento do bebê.
9 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
10 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
11 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
12 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Ginecologia e Obstetrícia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.