Atalho: 6X5FIYP
Gostou do artigo? Compartilhe!

Dor nos joelhos: você tem? O que deve ser feito?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é dor nos joelhos?

A dor nos joelhos é uma queixa muito comum. Ela não é uma enfermidade, mas um sintoma1 que pode ocorrer em várias doenças. Algumas são de diagnóstico2 fácil, mas outras são muito difíceis de serem diagnosticadas. Ela pode ser pouco intensa e passageira ou tão forte que requeira intervenção médica imediata e, em alguns casos, pode impedir a pessoa de continuar andando. Conforme o caso, um ou ambos os joelhos podem ser afetados e eles podem ou não se apresentarem inchados. As dores nos joelhos podem acontecer igualmente em homens e mulheres, mas os tipos de lesões3 locais costumam ser diferentes. Nos homens, são mais frequentes as lesões3 devidas a atividades de mais explosão e movimentos bruscos, como o futebol, por exemplo; nas mulheres elas costumam ser mais relacionadas a problemas no fêmur4 ou na patela5 (antigamente conhecida como rótula6, é um pequeno osso do joelho). Quanto às doenças sistêmicas que podem afetar os joelhos, os dois sexos podem ser afetados igualmente.

Dor no Joelho

Quais são as causas da dor nos joelhos?

Os joelhos são a maior e uma das mais complexas articulações7 do corpo humano8. As causas de dores nesses órgãos podem ser traumáticas e não traumáticas. As traumáticas em geral afetam os meniscos9 ou os ligamentos10; as não traumáticas acometem a articulação11 como um todo. Muitas vezes os joelhos doem em razão de uso excessivo deles, de preparo físico inadequado para uma determinada atividade física ou de condições e doenças que os atinja diretamente ou que repercutam sobre eles. Entre as inumeráveis enfermidades que podem ser causa de dor nos joelhos, estão:

Quais exames o médico pedirá nos casos de dor nos joelhos?

A avaliação das dores no joelho depende também de uma detida avaliação clínica, mas alguns exames complementares são essenciais. Aqui nos referiremos especificamente aos exames diretamente relacionados ao joelho. Caso o médico suspeite de alguma doença sistêmica ele pedirá também os exames adequados para avaliá-la. Os exames mais frequentemente pedidos são: radiografia, artroscopia17, ressonância magnética18 do joelho e cultura de líquido articular, quando for o caso.

Casos especiais de dor nos joelhos

Lesões3 dos meniscos9 ou ligamentos10 constituem casos especiais de dor no joelho por serem muito comuns nos que praticam atividades físicas, especialmente em desportistas.

Os meniscos9 são estruturas cartilaginosas, que ficam dentro da articulação do joelho19 e fazem o acolchoamento entre o fêmur4 e a tíbia20, diminuindo o impacto entre esses ossos. São dois em cada joelho: menisco21 medial e menisco21 lateral. Quando se rompem, em geral, em razão de um movimento abrupto da perna, ocorrem dor intensa, inchaço22 da articulação11 e sensação de falseio da articulação11. O tratamento dependerá da extensão da lesão23, mas é comum que haja necessidade de cirurgia. Algumas vezes as lesões3 dos meniscos9 podem ser degenerativas24 e nesses casos o tratamento deve ser fisioterápico.

Os vários ligamentos10 existentes na articulação do joelho19 visam garantir um perfeito encaixe dos ossos e estruturas adjacentes e permitir a adequada movimentação deles. O ligamento25 anterior é o que mais comumente sofre lesões3. Ele é o responsável pela estabilidade do joelho e sua ausência causa instabilidade ao órgão. O tratamento das lesões3 dos ligamentos10 do joelho pode ser conservador, mas é comum que o médico opte pela intervenção cirúrgica, com o objetivo de melhorar os sintomas26, restabelecer a estabilidade, permitir o retorno às atividades normais e prevenir a artrose27 do joelho.

Como aliviar a dor nos joelhos?

O mais importante é corrigir ou tratar a condição causal, mas algumas dicas de ordem geral podem ajudar:

  • Só use calçados baixos e que possuam um bom sistema de amortecimento.
  • Tente não ficar de pé por muito tempo.
  • Coloque um travesseiro entre os joelhos, ao dormir.
  • Procure fortalecer os músculos28 dos joelhos com exercícios físicos orientados.
  • Faça aquecimento antes de se exercitar.
  • Andar de bicicleta ou nadar é preferível a correr.
  • Se correr, corra em lugares planos e com superfície macia, em vez de correr no cimento.
  • Se houver inchaço22, levante ao máximo o joelho e use atadura ou capa elástica.
  • Se houver inflamação29, aplique gelo, três a quatro vezes ao dia.
  • Caso tenha pé chato, use palmilhas especiais ou arcos de apoio.
  • Procure estar sempre no seu peso ideal, sem excesso.
  • Evite atividades que possam agravar a dor no joelho.
  • Se precisar, tome um analgésico30.
ABCMED, 2013. Dor nos joelhos: você tem? O que deve ser feito?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/ortopedia-e-saude/346824/dor-nos-joelhos-voce-tem-o-que-deve-ser-feito.htm>. Acesso em: 27 mai. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
4 Fêmur: O mais longo e o maior osso do esqueleto; está situado entre o quadril e o joelho. Sinônimos: Trocanter
5 Patela: 1. Osso sesamoide situado na parte anterior do joelho, ela era anteriormente denominada rótula. 2. Na anatomia zoológica, nos arácnidos, é o segmento entre a tíbia e o fêmur.
6 Rótula: 1. Em ortopedia, é o osso sesamoide situado na parte anterior do joelho; atualmente recebeu a nova denominação de patela. 2. Na anatomia zoológica, nos arácnidos, é o segmento entre a tíbia e o fêmur.
7 Articulações:
8 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
9 Meniscos: 1. Figura composta por uma parte côncava e outra convexa; objeto em forma de crescente, de meia-lua. 2. Na anatomia geral, é uma lâmina fibrocartilaginosa, em forma de crescente, interposta entre duas superfícies articulares (como o joelho) para facilitar seu deslizamento. 3. Na física dos fluidos, é a superfície de um líquido contido em um tubo capilar, côncava ou convexa segundo a tensão superficial. 4. Em óptica, é uma lente de forma convexo-côncava ou côncavo-convexa, cujas bordas têm espessura menor que a parte central.
10 Ligamentos: 1. Ato ou efeito de ligar(-se). Tudo o que serve para ligar ou unir. 2. Junção ou relação entre coisas ou pessoas; ligação, conexão, união, vínculo. 3. Na anatomia geral, é um feixe fibroso que liga entre si os ossos articulados ou mantém os órgãos nas respectivas posições. É uma expansão fibrosa ou aponeurótica de aparência ligamentosa. Ou também uma prega de peritônio que serve de apoio a qualquer das vísceras abdominais. 4. Vestígio de artéria fetal ou outra estrutura que perdeu sua luz original.
11 Articulação: 1. Ponto de contato, de junção de duas partes do corpo ou de dois ou mais ossos. 2. Ponto de conexão entre dois órgãos ou segmentos de um mesmo órgão ou estrutura, que geralmente dá flexibilidade e facilita a separação das partes. 3. Ato ou efeito de articular-se. 4. Conjunto dos movimentos dos órgãos fonadores (articuladores) para a produção dos sons da linguagem.
12 Bursite: Doença ortopédica caracterizada pela inflamação da bursa, uma bolsa cheia de líquido, existente no interior das articulações, cuja finalidade é amortecer o atrito entre ossos, tendões e músculos. A bursite pode acontecer em qualquer articulação (joelhos, cotovelos, quadris, etc.), mas é mais comum no ombro.
13 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
14 Tecido conjuntivo: Tecido que sustenta e conecta outros tecidos. Consiste de CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO inseridas em uma grande quantidade de MATRIZ EXTRACELULAR.
15 Lúpus: 1. É uma inflamação crônica da pele, caracterizada por ulcerações ou manchas, conforme o tipo específico. 2. Doença autoimune rara, mais frequente nas mulheres, provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico. Nesta patologia, a defesa imunológica do indivíduo se vira contra os tecidos do próprio organismo como pele, articulações, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Essas múltiplas formas de manifestação clínica, às vezes, podem confundir e retardar o diagnóstico. Lúpus exige tratamento cuidadoso por médicos especializados no assunto.
16 Entorses: É a torção de uma articulação, com lesão dos ligamentos (estrutura que sustenta as articulações).
17 Artroscopia: Procedimento invasivo que permite examinar o interior de uma articulação utilizando um dispositivo especialmente projetado para tal, que utiliza uma fonte de luz externa e fibra óptica para transmitir as imagens produzidas (artroscópio). Através deste podem também ser realizados diferentes tratamentos cirúrgicos.
18 Ressonância magnética: Exame que fornece imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético.
19 Articulação do joelho:
20 Tíbia: Osso localizado no lado ântero-medial da perna. Ela apresenta duas epífises e uma diáfise e articula-se proximalmente com o fêmur e a fíbula e distalmente com o tálus e a fíbula.
21 Menisco: 1. Figura composta por uma parte côncava e outra convexa; objeto em forma de crescente, de meia-lua. 2. Na anatomia geral, é uma lâmina fibrocartilaginosa, em forma de crescente, interposta entre duas superfícies articulares (como o joelho) para facilitar seu deslizamento. 3. Na física dos fluidos, é a superfície de um líquido contido em um tubo capilar, côncava ou convexa segundo a tensão superficial. 4. Em óptica, é uma lente de forma convexo-côncava ou côncavo-convexa, cujas bordas têm espessura menor que a parte central.
22 Inchaço: Inchação, edema.
23 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
24 Degenerativas: Relativas a ou que provocam degeneração.
25 Ligamento: 1. Ato ou efeito de ligar(-se). Tudo o que serve para ligar ou unir. 2. Junção ou relação entre coisas ou pessoas; ligação, conexão, união, vínculo. 3. Na anatomia geral, é um feixe fibroso que liga entre si os ossos articulados ou mantém os órgãos nas respectivas posições. É uma expansão fibrosa ou aponeurótica de aparência ligamentosa. Ou também uma prega de peritônio que serve de apoio a qualquer das vísceras abdominais. 4. Vestígio de artéria fetal ou outra estrutura que perdeu sua luz original.
26 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
27 Artrose: Também chamada de osteoartrose ou processo degenerativo articular, resulta de um processo anormal entre a destruição cartilaginosa e a reparação da mesma. Entende-se por cartilagem articular, um tipo especial de tecido que reveste a extremidade de dois ossos justapostos que possuem algum grau de movimentação entre eles, sua função básica é a de diminuir o atrito entre duas superfícies ósseas quando estas executam qualquer tipo de movimento, funcionando como mecanismo de absorção de choque. O estado de hidratação da cartilagem e a integridade da mesma, é fator preponderante para o não desenvolvimento da artrose.
28 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
29 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
30 Analgésico: Medicamento usado para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Ortopedia e Traumatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

14/07/2015 - Comentário feito por robson
Pessoal vamos sempre consultar um médico , eu s...
Pessoal vamos sempre consultar um médico , eu segui varias dicas caseiras que não deram certo , mais meu médico ortopedista me receitou um produto novo chamado UC2 ele tem melhorado muito . Boa Sorte a todos.

14/07/2014 - Comentário feito por Mayara
Sinto dores no joelho esquerdo e meu pé,...
Sinto dores no joelho esquerdo e meu pé, do mesmo lado. incha. O que poderia ser? Algum tipo de cuidado que eu deveria ter? Uma joelheira ajudaria?

02/06/2014 - Comentário feito por Andrea
olá,gostei do artigo,
quando ando o...
olá,gostei do artigo,
quando ando o meu joelho doe a a maioria das vezes da uma dor ele desfalecer, isso vem ocorrendo a umas duas semanas, oque devo fazer ?

22/04/2014 - Comentário feito por Rafael
Boa noite. Eu estou sentindo muitas dores e inc...
Boa noite. Eu estou sentindo muitas dores e inchaços nos dois joelhos, e quando eu abaixo não consigo levantar com os joelhos sem o auxilio das mãos. O que poderia ser só pra eu ter uma noção??
A dor é dentro das juntas mesmo.
Obrigado..

30/01/2014 - Comentário feito por estefane
Re: não consigo dobrar o meu joelho
sofri um acidente de moto que me causou varias lesões,quebrei a perna direita em três partes;o fêmo na parte da coxa e a tibia em duas partes.fiz a operação ,só que agora ñ estou conseguindo dobrar o meu joelho,pois parece até que ele tá travado .Pois quando tento dobrar nem que seja só um pouco me dá uma dor que parece que vai quebrar o osso.

19/07/2013 - Comentário feito por Jony
Re: Dor nos joelhos: você tem? O que deve ser feito?
Parabenizo-os pelo artigo. Hiper interessante, eu ao QUICAR a moto senti uma tremenda dor na musculatura da perna lado inferior da rotula estou usando um medicamento comum BUPROVIL e
me sinto bem melhor. Ainda sinto uma dor passageira tipo repuxando acredito ser o efeito do medicamento. Agora bem menos que no dia do ocorrido. Enfim; parabéns, muito bom o esclarecimento.

02/07/2013 - Comentário feito por ZENILDA
Re: Dor nos joelhos: você tem? O que deve ser feito?
Quero parabenizá-los pelo artigo, porque vocês nem imaginam a utilidade dele. Eu estava andando na rua quando de repente o meu joelho dobrou e eu senti uma dor horrível, resultado sofri uma lesão no menisco, tive que operar.
Portanto as informações aqui passadas é de uma utilidade sensacional.
Parabéns a todos.

  • Entrar
  • Assinar