Atalho: 5TFMOHP
Gostou do artigo? Compartilhe!

Dermatite Seborreica. O que devo saber sobre ela?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Sinônimos:

Seborreia1, Caspa, Eczema2.

O que é?

É uma inflamação3 crônica da pele4 que surge em indivíduos geneticamente predispostos. Sua causa é desconhecida, mas o excesso de oleosidade e o fungo5 Pityrosporum ovale, presente na pele4 afetada, estão envolvidos no processo.

A maior atividade das glândulas sebáceas6 ocorre sob a ação dos hormônios androgênicos7, por isso, o início dos sintomas8 ocorre geralmente após a puberdade. Nos recém-nascidos também podem ocorrer manifestações da doença, devido ao androgênio materno ainda presente.

A dermatite seborreica9 não é contagiosa10. A doença tem caráter crônico11, com períodos de melhora e de piora.

Como são as lesões12 da pele4?

As erupções cutâneas13 características da doença são lesões12 avermelhadas que descamam e coçam e ocorrem predominantemente nas áreas de maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas6, como o couro cabeludo, face14, sobrancelhas15, barba, contorno nasal, atrás e dentro das orelhas16, no peito17, nas costas18 e nas dobras de pele4 (axilas, virilhas e debaixo dos seios19).

Nos bebês20, é conhecida como crosta láctea, uma placa21 gordurosa que adere ao couro cabeludo, mas que pode também aparecer na região das fraldas. Existe uma tendência de piora do quadro no inverno e em situações de fadiga22 ou estresse.

Quando atinge as pálpebras23, denomina-se blefarite24 seborreica.

Casos graves de dermatite seborreica9 podem evoluir para a generalização das lesões12, atingindo extensas áreas da pele4.

Como é o tratamento?

Não existe cura da doença, mas seus sintomas8 podem ser controlados com sabonetes, xampus, loções capilares25 ou cremes com antifúngicos ou corticoesteroides de uso tópico26, que devem ser prescritos por médico dermatologista, pediatra ou clínico geral.

Em casos muito intensos, medicações por via oral podem ser utilizadas.

Quais os cuidados que devo ter para reduzir o aparecimento dos sintomas8 da doença?

  • Deve-se evitar a ingestão de alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas
  • Não tome banhos muito quentes. Enxague bem a pele4 após o banho, pois a umidade pode desencadear o aparecimento das lesões12
  • Evite o uso de tecidos sintéticos
  • Reduzir o estresse físico e mental, com a prática de atividades físicas regulares pode ajudar
  • Passe um algodão embebido em óleo mineral na cabeça27 do bebê e lave os cabelos do bebê com xampu neutro, logo em seguida, antes de remover a crosta láctea
  • Troque as fraldas do bebê com intervalo máximo de 3 horas e mantenha-o sempre seco.
ABCMED, 2009. Dermatite Seborreica. O que devo saber sobre ela?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/39068/dermatite-seborreica-o-que-devo-saber-sobre-ela.htm>. Acesso em: 22 nov. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Seborréia: Também conhecida como dermatite seborreica, caspa ou eczema, é uma afecção crônica que se manifesta em partes do corpo onde existe maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas ou a presença de um fungo, o Pityrosporum ovale. Manifesta-se sob a forma de lesões avermelhadas que descamam e coçam principalmente no couro cabeludo, sobrancelhas, barba, perto do nariz, atrás e dentro das orelhas, no peito, nas costas e nas dobras de pele (axilas, virilhas e debaixo dos seios). Nos bebês, é conhecida como crosta láctea, uma placa gordurosa que adere ao couro cabeludo, mas que pode também aparecer na região das fraldas. Não é contagiosa.
2 Eczema: Afecção alérgica da pele, ela pode ser aguda ou crônica, caracterizada por uma reação inflamatória com formação de vesículas, desenvolvimento de escamas e prurido.
3 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
4 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
5 Fungo: Microorganismo muito simples de distribuição universal que pode colonizar uma superfície corporal e, em certas ocasiões, produzir doenças no ser humano. Como exemplos de fungos temos a Candida albicans, que pode produzir infecções superficiais e profundas, os fungos do grupo dos dermatófitos que causam lesões de pele e unhas, o Aspergillus flavus, que coloniza em alimentos como o amendoim e secreta uma toxina cancerígena, entre outros.
6 Glândulas Sebáceas: Órgãos formados por pequenas bolsas, localizados na DERME. Cada glândula apresenta um único ducto que emerge de um grupo de alvéolos ovais. Cada alvéolo é constituído por uma membrana basal transparente, encerrando células epiteliais. Os ductos da maior parte das glândulas sebáceas se abrem nos folículos pilosos, porém alguns se abrem na superfície da PELE. Glândulas sebáceas secretam SEBO.
7 Androgênicos: Relativos à androgenia e a androgênios. Androgênios são hormônios esteroides, controladores do crescimento dos órgãos sexuais masculinos. O hormônio natural masculino é a testosterona.
8 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
9 Dermatite seborreica: Caracterizada por descamação da pele e do couro cabeludo. A forma que acomete couro cabeludo é a mais comum e conhecida popularmente por caspa. É uma doença inflamatória, não contagiosa, possui caráter crônico e recorrente. O fungo Pityrosporum ovale pode ser considerado um possível causador da dermatite seborreica. As manifestações clínicas mais comuns são descamação, vermelhidão e aspereza local. As escamas podem ser secas ou gordurosas, finas ou espessas, geralmente acinzentadas ou amareladas, quase sempre aderentes, podendo ser acompanhadas ou não de coceira.
10 Contagiosa: 1. Que é transmitida por contato ou contágio. 2. Que constitui veículo para o contágio. 3. Que se transmite pela intensidade, pela influência, etc.; contagiante.
11 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
12 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
13 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
14 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
15 Sobrancelhas: Linhas curvas de cabelos localizadas nas bordas superiores das cavidades orbitárias.
16 Orelhas: Sistema auditivo e de equilíbrio do corpo. Consiste em três partes
17 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
18 Costas:
19 Seios: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
20 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
21 Placa: 1. Lesão achatada, semelhante à pápula, mas com diâmetro superior a um centímetro. 2. Folha de material resistente (metal, vidro, plástico etc.), mais ou menos espessa. 3. Objeto com formato de tabuleta, geralmente de bronze, mármore ou granito, com inscrição comemorativa ou indicativa. 4. Chapa que serve de suporte a um aparelho de iluminação que se fixa em uma superfície vertical ou sobre uma peça de mobiliário, etc. 5. Placa de metal que, colocada na dianteira e na traseira de um veículo automotor, registra o número de licenciamento do veículo. 6. Chapa que, emitida pela administração pública, representa sinal oficial de concessão de certas licenças e autorizações. 7. Lâmina metálica, polida, usualmente como forma em processos de gravura. 8. Área ou zona que difere do resto de uma superfície, ordinariamente pela cor. 9. Mancha mais ou menos espessa na pele, como resultado de doença, escoriação, etc. 10. Em anatomia geral, estrutura ou órgão chato e em forma de placa, como uma escama ou lamela. 11. Em informática, suporte plano, retangular, de fibra de vidro, em que se gravam chips e outros componentes eletrônicos do computador. 12. Em odontologia, camada aderente de bactérias que se forma nos dentes.
22 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
23 Pálpebras:
24 Blefarite: Inflamação do bordo externo das pálpebras ou pestanas. Também conhecida como palpebrite, sapiranga, sapiroca ou tarsite.
25 Capilares: Minúsculos vasos que conectam as arteríolas e vênulas.
26 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
27 Cabeça:
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.