Gostou do artigo? Compartilhe!

Por que nossos cabelos ficam brancos? Como reagimos ao seu aparecimento?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Por que os cabelos ficam brancos?

A principal causa do aparecimento de cabelos brancos é a queda na produção de melanina1 (pigmento que dá cor aos pelos e à pele2) que ocorre com a idade, uma vez que com o passar dos anos, as células3 que produzem esse pigmento (melanócitos4) sofrem um processo de apoptose5 (morte), naturalmente programada.

Outra possibilidade é o acúmulo de peróxido de hidrogênio nos folículos pilosos, que bloqueia a síntese da melanina1. Com o envelhecimento, a pessoa já não conta com a dose necessária de enzima6 para romper o peróxido e transformá-lo em água e oxigênio separadamente. O peróxido também pode se acumular por outras razões: hormônios, clima, defeitos genéticos, substâncias contaminantes, toxinas7 e exposição a certas substâncias.

Estima-se que pelo menos metade da população com mais de 50 anos de idade apresenta fios de cabelos brancos. No entanto, nem sempre o aparecimento dos cabelos brancos é em função da idade. Também pessoas jovens podem ter cabelos brancos, em razão, sobretudo, da hereditariedade8. Dos fatores ambientais, a poluição, o estresse e a alimentação desequilibrada são os maiores fatores causadores de fios brancos. Embora não existam evidências científicas que comprovem que o estresse isoladamente leve ao aparecimento de cabelos brancos, registra-se um aumento significativo dessa característica em pessoas que passaram por emoções fortes. Doenças hormonais e deficiências nutricionais também podem levar à despigmentação precoce dos fios de cabelo9.

Uma vez instalada, a canície (como é chamado o aparecimento de cabelos brancos) não tem volta. Chamam-se “cabelos grisalhos” àqueles que mesclam fios brancos e pretos ou que contém fios esbranquiçados, mas ainda não totalmente descoloridos.

Reações pessoais ao aparecimento dos cabelos brancos

As reações ao aparecimento dos cabelos brancos variam desde aquelas pessoas que procuram escondê-los até os que os ostentam como um sinal10 de charme, passando pelos que não se tocam emocionalmente com esse fato. A principal maneira de escondê-los é por meio das tinturas para os cabelos. Há diversas técnicas de pinturas, bem como vários tipos de produtos, shampoos e tonalizantes para quem não queira pintar os fios.

Como tratar os cabelos brancos?

Como os radicais livres são apontados como possíveis aceleradores da despigmentação do cabelo9, tem-se desenvolvido produtos que protegem o DNA dos melanócitos4 para garantir que eles funcionem normalmente por mais tempo. Tem sido tentados produtos para fazer a reposição de uma enzima6 que o organismo deixa de produzir com a idade e que seria fundamental para a pigmentação do cabelo9. Mas tingir os fios continua sendo a solução mais usada para esconder o branqueamento dos cabelos.

Como evitar os cabelos brancos?

Ao longo do tempo, não há como evitar que os cabelos embranqueçam, mas há com retardar este acontecimento. Evitar o estresse e ter uma alimentação bem balanceada visando, sobretudo, os níveis sanguíneos de cobre (encontrado em ostras, mariscos e chocolate amargo), são dois pontos importantes. Recentemente, os cientistas descobriram um remédio que pode “curar” os cabelos grisalhos e brancos. Pesquisaram formas de impedir a ação do peróxido de hidrogênio e chegaram a uma substância chamada pseudocatalase modificada, a qual mostrou ser capaz de reverter a ação do peróxido e, assim, o processo de embranquecimento dos fios e devolver a eles a pigmentação natural.

 

ABCMED, 2016. Por que nossos cabelos ficam brancos? Como reagimos ao seu aparecimento?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/1265124/por-que-nossos-cabelos-ficam-brancos-como-reagimos-ao-seu-aparecimento.htm>. Acesso em: 18 mai. 2021.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Melanina: Cada uma das diversas proteínas de cor marrom ou preta, encontrada como pigmento em vegetais e animais.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Melanócitos: Células da pele que produzem o pigmento melanina.
5 Apoptose: Morte celular não seguida de autólise, também conhecida como “morte celular programada“.
6 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
7 Toxinas: Substâncias tóxicas, especialmente uma proteína, produzidas durante o metabolismo e o crescimento de certos microrganismos, animais e plantas, capazes de provocar a formação de anticorpos ou antitoxinas.
8 Hereditariedade: Conjunto de eventos biológicos responsáveis pela transmissão de uma herança a seus descendentes através de seus genes. Existem dois tipos de hereditariedade: especifica e individual. A hereditariedade especifica é responsavel pela transmissão de agentes genéticos que determinam a herança de características comuns a uma determinada espécie. A hereditariedade individual designa o conjunto de agentes genéticos que atuam sobre os traços e características próprios do indivíduo que o tornam um ser diferente de todos os outros.
9 Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.
10 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.