Atalho: 5CTVRIJ
Gostou do artigo? Compartilhe!

Sintomas Precoces de Gravidez

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O sintoma1 mais conhecido da gravidez2 é o atraso menstrual, mas outros podem ser percebidos precocemente depois da concepção3. Eles diferem de mulher para mulher e de gravidez2 para gravidez2 em uma mesma mulher. Algumas sentem-os já na primeira semana após a concepção3, outras somente semanas depois ou nem os percebem.

Caso você tenha vida sexual ativa e apresente alguns dos sintomas4 abaixo, pode ser interessante fazer um teste de gravidez2. Mas não se esqueça de que mesmo apresentando muitos desses sintomas4 você pode não estar grávida.

Consulte sempre um médico para orientá-la melhor.


Sangramento de implantação:
Este pode ser o sinal5 mais precoce de gravidez2. De 6 a 12 dias após a concepção3 o embrião se implanta na parede uterina, o que pode provocar um pequeno sangramento conhecido como “sangramento de implantação”. Ele normalmente ocorre um pouco mais cedo do que o dia em que ocorreria a menstruação6, é mais escasso e claro do que uma menstruação6 normal e tem curta duração.

Algumas mulheres podem sentir cólicas7 como se fossem menstruar.

Outras possibilidades: menstruação6, alterações no ciclo menstrual, mudança de pílula anticoncepcional, infecção8 ou pequena erosão da mucosa9 da vagina10 causada por relação sexual.


Edema11/Inchaço12 e maior sensibilidade nas mamas13:
Começa geralmente na primeira ou segunda semanas depois da concepção3. As mulheres percebem mudanças em suas mamas13, como maior sensibilidade ou dor à palpação14, sensação de peso ou mamas13 latejantes.

Para muitas mulheres a sensibilidade e dor nos seios15 é o primeiro sinal5 de gravidez2.  O aumento do tamanho dos seios15 devido à ação de hormônios é um sinal5 positivo de que está havendo uma preparação para a amamentação16. Poderá ser notado o escurecimento dos mamilos17 e o aumento do seu diâmetro.

Outras possibilidades: desequilíbrios hormonais, uso de pílulas anticoncepcionais, sintoma1 de tensão pré-menstrual (TPM).


Fadiga18/cansaço:
Sentir-se mais cansada ou sonolenta pode ser um sintoma1 presente já na primeira semana da concepção3, devido ao aumento nos níveis de progesterona durante a gestação.

Outras possibilidades: estresse, exaustão, depressão, resfriado ou gripe19, sobrecarga física ou mental.


Atraso menstrual:
O atraso menstrual é o sintoma1 mais comum da gravidez2, ele geralmente é o que leva uma mulher a fazer um teste de gravidez2. Entretanto muitas mulheres podem sangrar enquanto grávidas, mas tipicamente o sangramento tem menor volume e menor duração do que a menstruação6 habitual e deve ser sempre relatado ao obstetra que a acompanha.

Outras possibilidades: perda ou ganho excessivo de peso, fadiga18, alterações hormonais, tensão, estresse, interrupção no uso de pílulas anticoncepcionais ou amamentação16.


Náuseas20 e enjôos matinais:
Este sintoma1 geralmente aparece após 2 a 8 semanas da concepção3. Algumas mulheres não apresentam náuseas20 ou enjôos matinais durante a gravidez2, enquanto outras não deixam de sentir mesmo após os primeiros três meses de gestação. Eles podem estar presentes durante toda a gravidez2, sendo mais comuns no primeiro trimestre. São mais frequentes pela manhã, mas podem ocorrer a qualquer hora do dia.

Cerca de 60-80% das mulheres têm estes sintomas4, umas de forma mais intensa que outras. As mulheres que passam por esta experiência têm menos chance de ter um aborto natural.

O olfato mais apurado e alguns odores como frituras, perfumes, fumaça de cigarro podem causar enjôos repentinos.

Outras possibilidades: alergias alimentares, estresse, doenças do trato gastrointestinal.


Dores nas costas21/dor lombar:
Dores lombares podem ocorrer precocemente na gravidez2, entretanto são mais comuns no terceiro trimestre. Algumas mulheres apresentam dor lombar durante toda a gravidez2.

Outras possibilidades: sintoma1 de TPM, estresse, problemas na coluna, desgaste físico ou mental.


Dor de cabeça22/cefaléia23:
As alterações hormonais da gravidez2 e o aumento da circulação24 sanguínea podem predispor a dores de cabeça22 durante a gestação.

Outras possibilidades: desidratação25, excesso de cafeína, sintoma1 de TPM, problemas de visão26 e outras doenças podem levar às dores de cabeça22.


Aumento da frequência urinária:
Por volta de 6 a 8 semanas depois da concepção3 a gestante pode sentir vontade de urinar com mais frequência que o habitual devido ao crescimento do útero27 além da cavidade pélvica28.

Outras possibilidades: diabetes29, infecção8 urinária, excesso de alimentos diuréticos30 como as frutas cítricas e uso de medicamentos diuréticos30.


Aumento da circunferência abdominal:
Até seis semanas o útero27 ainda está na cavidade pélvica28. Após este período, os órgãos do abdome31 vão “subindo” conforme o útero27 vai crescendo. A partir daí, a barriga fica mais protuberante e pode ser observada. Em uma segunda gestação, pode haver um crescimento mais precoce da barriga, pelo relaxamento muscular.

Outras possibilidades: infecção8 do trato urinário32, diabetes29, aumento da ingestão de líquidos, uso de diuréticos30.


Aversão ou desejos por certos alimentos:
Gestantes podem ter aversão por alguns alimentos e outras podem apresentar desejo de comer certos tipos de alimentos, principalmente no primeiro trimestre da gestação, quando as alterações hormonais são mais acentuadas.

Outras possibilidades: dietas não balanceadas, falta de algum nutriente no organismo, estresse, depressão, TPM, ansiedade.


Variações do humor:
As alterações hormonais podem deixar as grávidas sensíveis e chorosas, principalmente no início da gravidez2. Além das características físicas, podemos pensar também que essas alterações de humor são um esforço da gestante para se adaptar a uma nova realidade de vida que acarreta novas funções, responsabilidades e aprendizagens.

Outras possibilidades: estresse, sintoma1 de TPM, problemas psicológicos.


Tonturas33 e desmaios:
As veias34 ficam dilatadas na gravidez2 e a pressão sanguínea pode cair, causando tonturas33. Às vezes, no início da gravidez2, os níveis de açúcar35 no sangue36 podem diminuir e levar a desmaios. Este é um sintoma1 raro.


Caso você apresente alguns dos sintomas4 acima, o próximo passo é realizar um exame de gravidez2. Um teste rápido de urina37 ou um exame de sangue36 conhecido como beta-HCG pode confirmar ou não a presença de uma gestação.

Quanto mais cedo sua gravidez2 for confirmada, mais cedo você poderá fazer o pré-natal.


Fontes:
National Institutes of Health
American Pregnancy

 

Encontre ginecologistas na sua cidade:

Referências:

As informações veiculadas neste texto foram extraídas em parte dos sites da Cleveland Clinic e da Mayo Clinic.

ABCMED, 2009. Sintomas Precoces de Gravidez. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/gravidez/29175/sintomas+precoces+de+gravidez.htm>. Acesso em: 13 nov. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Concepção: O início da gravidez.
4 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
5 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
6 Menstruação: Sangramento cíclico através da vagina, que é produzido após um ciclo ovulatório normal e que corresponde à perda da camada mais superficial do endométrio uterino.
7 Cólicas: Dor aguda, produzida pela dilatação ou contração de uma víscera oca (intestino, vesícula biliar, ureter, etc.). Pode ser de início súbito, com exacerbações e períodos de melhora parcial ou total, nos quais o paciente pode estar sentindo-se bem ou apresentar dor leve.
8 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
9 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
10 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
11 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
12 Inchaço: Inchação, edema.
13 Mamas: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
14 Palpação: Ato ou efeito de palpar. Toque, sensação ou percepção pelo tato. Em medicina, é o exame feito com os dedos ou com a mão inteira para explorar clinicamente os órgãos e determinar certas características, como temperatura, resistência, tamanho etc.
15 Seios: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
16 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
17 Mamilos: Órgãos cônicos os quais usualmente fornecem passagem ao leite proveniente das glândulas mamárias.
18 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
19 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
20 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
21 Costas:
22 Cabeça:
23 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
24 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
25 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
26 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
27 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
28 Pélvica: Relativo a ou próprio de pelve. A pelve é a cavidade no extremo inferior do tronco, formada pelos dois ossos do quadril (ilíacos), sacro e cóccix; bacia. Ou também é qualquer cavidade em forma de bacia ou taça (por exemplo, a pelve renal).
29 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
30 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
31 Abdome: Região do corpo que se localiza entre o TÓRAX e a PELVE.
32 Trato Urinário:
33 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
34 Veias: Vasos sangüíneos que levam o sangue ao coração.
35 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
36 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
37 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
38 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
39 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
40 Crânio: O ESQUELETO da CABEÇA; compreende também os OSSOS FACIAIS e os que recobrem o CÉREBRO. Sinônimos: Calvaria; Calota Craniana
41 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
42 Pescoço:
43 Aparelho digestivo: O aparelho digestivo ou digestório realiza a digestão, processo que transforma os alimentos em substâncias passíveis de serem absorvidas pelo organismo. Os materiais não absorvidos são eliminados por este sistema. Ele é composto pelo tubo digestivo e por glândulas anexas.
44 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
45 Densitometria: Medição de densidade óptica em chapas fotográficas.
46 Ecografia: Ecografia ou ultrassonografia é um exame complementar que usa o eco produzido pelo som para observar em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas internas do organismo (órgãos internos). Os aparelhos de ultrassonografia utilizam uma frequência variada, indo de 2 até 14 MHz, emitindo através de uma fonte de cristal que fica em contato com a pele e recebendo os ecos gerados, os quais são interpretados através de computação gráfica.
47 Endoscopia: Método no qual se visualiza o interior de órgãos e cavidades corporais por meio de um instrumento óptico iluminado.
48 Foniatria: É o estudo e tratamento das anomalias dos órgãos fonadores ou de perturbações da voz e da fala.
49 Hemodinâmica: Ramo da fisiologia que estuda as leis reguladoras da circulação do sangue nos vasos sanguíneos tais como velocidade, pressão etc.
50 Intervencionista: 1. Relativo ao intervencionismo, ou seja, à interferência governamental na economia do país; dirigismo. Na política, é relativo à ingerência política, diplomática, econômica ou militar do governo de uma nação nos negócios internos ou particulares de outros países. 2. Médico Intervencionista é aquele que atua na Base e na Unidade Móvel e se desloca para efetuar o atendimento médico ao usuário. É aquele que está presente, que intervém.
51 Mamografia: Estudo radiológico que utiliza uma técnica especial para avaliar o tecido mamário. Permite diagnosticar tumores benignos e malignos em fase inicial na mama. É um exame que deve ser realizado por mulheres, como prevenção ao câncer.
52 Urgência: 1. Necessidade que requer solução imediata; pressa. 2. Situação crítica ou muito grave que tem prioridade sobre outras; emergência.
53 Nutrição parenteral: Administração de alimentos utilizando um acesso venoso. Utilizada em situações nas quais o trato digestivo encontra-se seriamente danificado (pancreatite grave, sepse grave, etc.). Os alimentos são administrados em sua forma mais simples, como se fossem digeridos, para que possam ser absorvidos pelas células.
54 Ortopedia: Especialidade médica que se dedica ao estudo e tratamento do sistema locomotor e da coluna vertebral (ossos, articulações, ligamentos, tendões e músculos).
55 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
56 Forense: 1. Relativo a foro; próprio do foro; que se usa no foro. 2. Relativo aos tribunais e à justiça; jurídico, judiciário, judicial.
57 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
58 Radioterapia: Método que utiliza diversos tipos de radiação ionizante para tratamento de doenças oncológicas.
59 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Ginecologia e Obstetrícia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

03/09/2013 - Comentário feito por juliana
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
gente amei a matéria mais tenho duvidas....já tenho um filho e estou tentando de novo...minha menstruação veio no dia 02/08 porém á partir do dia 20/08 começei a sentir um enjoos matinais estranhos ai no dia 30/08 era pra descer e não desceu ai fiz um exama de sangue beta quantitativo...deu a referência de 5,0 ml....porém veio uma nota no exame que "á partir do dia 30 houve alterações hormonais sugerimos para o médico a repetição do exame" será que estou grávida?????? marquei meu go mais só no meio do mês e estou agoniada alguém pode me ajudarrrrrrrr pelo amorrr de deusssssss me ajudem....
ÒTIMA A MATÉRIA....

03/09/2013 - Comentário feito por Andreia
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Olá ...tenho tido muitas dores...como se fosse as do período, e estou no oitavo dia depois da ovulação,onde nesse dia treinei e a minha temperatura basal tem sido de 36.6, 36.7,36.8...e vaginal de 36.9, 37...será que posso estar gravida? Já fiz dois testes mas acho que ainda é cedo para um positivo...embora esteja ansiosa...podem- me dar uma opinião?

29/08/2013 - Comentário feito por luana
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Não sei se estou gravida ou não, tomo ac a 9 anos o mesmo, neste mes milagrosamente esqueci de um comprimido, mas estou sentindo umas colicas bem fraquinhas e bem baixas, quase no fim do abdomen, sinto tbm alguns puxoes no seios, mas é só de vez enquando, minha menstruação nunca atrasou, e neste mes veio só no ultimo dia da pausa, e bem pouco, diria que ridiculamente pouco, e de cor rosada e depois fico marrom, pode ser gravidez?

20/08/2013 - Comentário feito por Adriana
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Oii Estou gravida de 6 semanas e 2 dias!Esse será o meu terceiro filho,que desde já o Amo muito!!só que está sendo diferente das minhas outras gravides!sinto muita dor nas costa,pernas pesadas e até mesmo caimbra nas pernas!será que é normal?

20/08/2013 - Comentário feito por thayla
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
ola adoreis a matéria tenho minha duvida . minha menstruação feio bem pouco e tomo anticoncepcionais, to sentindo alguns sintomas descrito pela matéria . mas tenho ovário policito eu posso estra gravida

16/08/2013 - Comentário feito por Amanda
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Adorei a matéria e tenho uma dúvida :/ ! minha menstruação nunca foi regulada até porque tenho ovário policístico então não sei meus dias férteis , mais eu tive relação sem camisinha e não usei nenhum método anti-conceptivo, desde então tenho suspeitas de que estou grávida tenho quase todos os sintomas , será que estou grávida ? Obrigada !

13/08/2013 - Comentário feito por Flávia
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Tive relação e tomei a pilula do dia seguinte porém ainda não menstruei é normal?

09/08/2013 - Comentário feito por Jessica
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Olá, tive relação com meu noivo ao qual ele ejaculou dentro, no dia seguinte tomei a DIAD e no mesmo dia tive novamente relação com ele sem proteção.. Estou sentindo alguns sintomas descritos acima, será q ah possibilidades de eu estar gravida?
Ótima Matéria!!! bju

18/07/2013 - Comentário feito por Bruna
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Olá, tenho duvidas se estou grávida ou não.Eu e meu namorado tivemos um serto imprevisto em uma de nossas relações no qual aconteceu em meu periodo fertil e eu não tomo anticoncepcionais,minha mestruação está atrasada ja faz 3 dias,sei q é pouco tempo de atraso,mas eu estou sentimdo alguns dos sintomas sitados,como dores nas costas e na cabeça todos os dias,tonturas,fadiga,meus mamilos estao mais escuros e sinto que estou com a virilha enchada.Então por favor me tirem uma duvida eu posso estar ja com esses sintomas só com um pouko mais de 2 semanas após a esse emprevisto?Se poderem me reponder eu agradeço...É parabéns pela materia,é muito boa!Bju

10/07/2013 - Comentário feito por Deise
Re: Sintomas Precoces de Gravidez
Minha mestruaçao foi enbora na quinta feira dia 04-07 e no dia 07-07 tive relaçao com meu marido tipo com 3 dias qe minha mestruaçao foi enbora , a camisinha estourou e ele ejaculou dentro com 1 hr tomei a pilula do dia seguinte , dai com 12 hrs tomei a outra , mais tipo eu tou com agonia , meio zonza e com fastil , posso estar gravida e com 5 dias ja sentir alguns sintomas como nauses e enjoo ?

  • Entrar
  • Assinar