Atalho: 6XTKEUA
Gostou do artigo? Compartilhe!

Bursite: você sabe o que é? O que acontece com uma pessoa que tem bursite? O que ela deve fazer?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é bursite1?

A bursite1 é uma doença ortopédica caracterizada pela inflamação2 da bursa, uma bolsa cheia de líquido, existente no interior das articulações3, cuja finalidade é amortecer o atrito entre ossos, tendões4 e músculos5. A bursite1 pode acontecer em qualquer articulação6 (joelhos, cotovelos, quadris, etc.), mas é mais comum no ombro, a tal ponto que as pessoas leigas chegam a pensar que ela só é possível nessa localização.

Quais são as causas da bursite1?

As causas mais comuns das bursites são traumatismos ou infecções7 articulares, uso excessivo e repetitivo das articulações3, lesões8 por esforço, artrites e gota9. Nem sempre as causas da bursite1 podem ser determinadas e muitas vezes elas surgem aparentemente “do nada”.

Bursite

Quais são os principais sinais10 e sintomas11 da bursite1?

Os principais sinais10 e sintomas11 da bursite1 são:

  • Rigidez e dor nas articulações3, principalmente ao movê-las.
  • Limitação da mobilidade da articulação6.
  • Sensibilidade ao pressionar-se nas proximidades da região dolorida.
  • Inchaço12, calor e vermelhidão na articulação6.

Como o médico diagnostica a bursite1?

O diagnóstico13 de uma bursite1 é relativamente simples, desde que seja colhida uma boa história clínica e feito um correto exame físico. Havendo dúvidas, o médico pode ainda solicitar uma radiografia, ultrassonografia14 ou uma ressonância nuclear magnética.

Como o médico trata a bursite1?

Quando o indivíduo segue corretamente o tratamento fisioterapêutico e se vale dos tratamentos médicos sintomáticos, esta é uma doença que tem cura. O tratamento das bursites agudas deve obedecer ao repouso, imobilização temporária da articulação6 afetada e administração de anti-inflamatórios, corticoides, relaxantes musculares e aplicação de gelo. Os exercícios de fisioterapia15 ajudam a fortalecer os músculos5 da articulação6 comprometida e a restaurar a amplitude dos movimentos articulares. Em alguns casos pode ser necessário extrair líquido da bursa e injetar corticoides. A bursite1 de causa infecciosa deverá ser tratada com antibióticos. A drenagem16 cirúrgica raramente é necessária.

Como evolui a bursite1?

A bursite1 tem tendência à recidiva17. Para prevenir novas crises, assim que houver uma melhora do quadro clínico, a pessoa deve começar a praticar exercícios leves e ir aumentado o esforço gradualmente.

A cura total da bursite1, mesmo com o tratamento adequado, pode levar seis meses.

Após a cura, o indivíduo deve continuar a prática de exercícios ou esporte de que goste, para manter as articulações3 bem hidratadas e os músculos5 fortalecidos.

Como prevenir a bursite1?

  • Realize alongamentos sistemáticos antes de fazer exercícios físicos.
  • Procure fortalecer a musculatura ao redor das articulações3.
  • Faça pausas frequentes durante a realização de exercícios repetitivos.
  • Mantenha sempre uma boa postura corporal.
ABCMED, 2013. Bursite: você sabe o que é? O que acontece com uma pessoa que tem bursite? O que ela deve fazer?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/348894/bursite-voce-sabe-o-que-e-o-que-acontece-com-uma-pessoa-que-tem-bursite-o-que-ela-deve-fazer.htm>. Acesso em: 19 set. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Bursite: Doença ortopédica caracterizada pela inflamação da bursa, uma bolsa cheia de líquido, existente no interior das articulações, cuja finalidade é amortecer o atrito entre ossos, tendões e músculos. A bursite pode acontecer em qualquer articulação (joelhos, cotovelos, quadris, etc.), mas é mais comum no ombro.
2 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
3 Articulações:
4 Tendões: Tecidos fibrosos pelos quais um músculo se prende a um osso.
5 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
6 Articulação: 1. Ponto de contato, de junção de duas partes do corpo ou de dois ou mais ossos. 2. Ponto de conexão entre dois órgãos ou segmentos de um mesmo órgão ou estrutura, que geralmente dá flexibilidade e facilita a separação das partes. 3. Ato ou efeito de articular-se. 4. Conjunto dos movimentos dos órgãos fonadores (articuladores) para a produção dos sons da linguagem.
7 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
8 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
9 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
10 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
11 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
12 Inchaço: Inchação, edema.
13 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
14 Ultrassonografia: Ultrassonografia ou ecografia é um exame complementar que usa o eco produzido pelo som para observar em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas internas do organismo (órgãos internos). Os aparelhos de ultrassonografia utilizam uma frequência variada, indo de 2 até 14 MHz, emitindo através de uma fonte de cristal que fica em contato com a pele e recebendo os ecos gerados, os quais são interpretados através de computação gráfica.
15 Fisioterapia: Especialidade paramédica que emprega agentes físicos (água doce ou salgada, sol, calor, eletricidade, etc.), massagens e exercícios no tratamento de doenças.
16 Drenagem: Saída ou retirada de material líquido (sangue, pus, soro), de forma espontânea ou através de um tubo colocado no interior da cavidade afetada (dreno).
17 Recidiva: 1. Em medicina, é o reaparecimento de uma doença ou de um sintoma, após período de cura mais ou menos longo; recorrência. 2. Em direito penal, significa recaída na mesma falta, no mesmo crime; reincidência.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Ortopedia e Traumatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

06/03/2014 - Comentário feito por Geiza
Re: Bursite: você sabe o que é? O que acontece com uma pessoa que tem bursite? O que ela deve fazer?
ola! tenho 23 anos e Descobri que tenho bursite no quadril. gostei muito do artigo, foi esclarecedor! obrigada!

26/06/2013 - Comentário feito por nicolly
Re: Bursite: você sabe o que é? O que acontece com uma pessoa que tem bursite? O que ela deve fazer?
muito top esse assunto, principalmente para os estudantes.

  • Entrar
  • Assinar