Gostou do artigo? Compartilhe!

Taquipneia e Bradipneia - O que são?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é taquipneia1 e a bradipneia?

A taquipneia1 ou “respiração acelerada” é caracterizada por uma frequência respiratória superior ao normal, que está entre 12 e 20 incursões por minuto em um adulto. A taquipneia1 deve ser diferenciada da hiperventilação, porque enquanto naquela a respiração é acelerada e superficial, na hiperventilação a respiração é profunda. 

Já a bradipneia é uma respiração anormalmente lenta. A frequência respiratória em que se pode falar de bradipneia depende da idade do paciente. Recém-nascidos, até 2 meses de vida, normalmente têm uma frequência respiratória de até até 60 ipm (incursões por minuto). Bebês2 de 2 meses até 1 ano, 50 ipm. Crianças de 1 ano até 5 anos, 40 ipm. Após isso, a respiração normal varia entre 20 a 30 ipm até os 12 anos, quando se estabiliza nos ritmos do adulto, em média 16 ipm. 

Quais são as causas da taquipneia1 e da bradipneia?

Diversas condições orgânicas, fisiológicas3 ou patológicas podem causar taquipneia1, como doenças pulmonares, doenças cardíacas, febre4, ansiedade, esforços físicos exagerados, alguns venenos, dentre outras. As doenças e condições que mais comumente causam este problema são gravidez5, asma6, bronquite, pneumonia7, enfisema8 pulmonar, edema pulmonar9, asfixia10, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), insuficiência cardíaca11, bronquiolite, peritonite12, miastenia13 gravis, síndrome14 de Guillan-Barré, síndrome14 do desconforto respiratório agudo15síndrome14 do pânico, etc.

As principais doenças e condições orgânicas que causam bradicardia16 são degeneração17 de tecido18 cardíaco por causa do envelhecimento, danos aos tecidos no coração19 por ataque ou doença cardíaca, hipertensão arterial20, doença cardíaca congênita21, miocardite22, hipotireoidismo23, desequilíbrio de eletrólitos24, apneia obstrutiva do sono25, hemocromatose26 e alguns medicamentos.

Leia mais em "Asma6", "DPOC", "Pneumonias", "Enfisema8 pulmonar", "Pneumonia7 na infância", "Bronquiolite" e "Síndrome14 do pânico".

Quais são as principais características clínicas da taquipneia1/bradipneia?

Obviamente, o sintoma27 mais pronunciado da taquipneia1 é a respiração rápida e superficial. Pode ocorrer também uma sensação de falta de ar, coloração cinza azulada da pele28, unhas29, lábios ou gengivas, tonturas30, dor torácica e febre4.

Na bradipneia, além do ritmo respiratório diminuído, o paciente pode sentir tontura31, desmaio, fadiga32, fraqueza, dor no peito33, falta de ar, perturbação da memória ou confusão mental e cansaço fácil durante atividades físicas de pouca intensidade.

Como o médico diagnostica a taquipneia1/bradipneia?

A taquipneia1 ou a bradipneia são diagnosticadas pela simples contagem do número de incursões respiratórias numa dada unidade de tempo, geralmente o minuto. O diagnóstico34 das causas, no entanto, pode demandar sofisticados exames laboratoriais e de imagens, na dependência do que o médico suspeita ser a causa básica.

Como o médico trata a taquipneia1/bradipneia?

O tratamento da taquipneia1 depende da correta identificação da sua causa subjacente. De um modo geral, cessando a causa, cessa também a taquipneia1.

Quando faz-se necessário um tratamento urgente para a bradicardia16, oxigênio suplementar deve ser administrado ao indivíduo. Em seguida, é importante tratar-se a causa do problema. Os tratamentos podem variar de reabilitação até cirurgia, conforme a causa básica.

Veja também "Hipóxia35", "Cianose36", "Oxigenioterapia" e "Ventilação37 mecânica".
ABCMED, 2017. Taquipneia e Bradipneia - O que são?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/1301198/taquipneia-e-bradipneia-o-que-sao.htm>. Acesso em: 22 out. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Taquipneia: Aceleração do ritmo respiratório.
2 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
3 Fisiológicas: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
4 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
7 Pneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar. Sua causa mais freqüente é a infecção bacteriana, apesar de que pode ser produzida por outros microorganismos. Manifesta-se por febre, tosse, expectoração e dor torácica. Em pacientes idosos ou imunodeprimidos pode ser uma doença fatal.
8 Enfisema: Doença respiratória caracterizada por destruição das paredes que separam um alvéolo de outro, com conseqüente perda da retração pulmonar normal. É produzida pelo hábito de fumar e, em algumas pessoas, pela deficiência de uma proteína chamada Antitripsina.
9 Edema pulmonar: Acúmulo anormal de líquidos nos pulmões. Pode levar a dificuldades nas trocas gasosas e dificuldade respiratória.
10 Asfixia: 1. Dificuldade ou impossibilidade de respirar, que pode levar à anóxia. Ela pode ser causada por estrangulamento, afogamento, inalação de gases tóxicos, obstruções mecânicas ou infecciosas das vias aéreas superiores, etc. 2. No sentido figurado, significa sujeição à tirania; opressão e/ou cobrança de posições morais ou sociais que dão origem à privação de certas liberdades.
11 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
12 Peritonite: Inflamação do peritônio. Pode ser produzida pela entrada de bactérias através da perfuração de uma víscera (apendicite, colecistite), como complicação de uma cirurgia abdominal, por ferida penetrante no abdome ou, em algumas ocasiões, sem causa aparente. É uma doença grave que pode levar pacientes à morte.
13 Miastenia: Perda das forças musculares ocasionada por doenças musculares inflamatórias. Por ex. Miastenia Gravis. A debilidade pode predominar em diferentes grupos musculares segundo o tipo de afecção (debilidade nos músculos extrínsecos do olho, da pelve, ou dos ombros, etc.).
14 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
15 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
16 Bradicardia: Diminuição da freqüência cardíaca a menos de 60 batimentos por minuto. Pode estar associada a distúrbios da condução cardíaca, ao efeito de alguns medicamentos ou a causas fisiológicas (bradicardia do desportista).
17 Degeneração: 1. Ato ou efeito de degenerar (-se). 2. Perda ou alteração (no ser vivo) das qualidades de sua espécie; abastardamento. 3. Mudança para um estado pior; decaimento, declínio. 4. No sentido figurado, é o estado de depravação. 5. Degenerescência.
18 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
19 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
20 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
21 Congênita: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
22 Miocardite: 1. Inflamação das paredes musculares do coração. 2. Infecção do miocárdio causada por bactéria, vírus ou outros microrganismos.
23 Hipotireoidismo: Distúrbio caracterizado por uma diminuição da atividade ou concentração dos hormônios tireoidianos. Manifesta-se por engrossamento da voz, aumento de peso, diminuição da atividade, depressão.
24 Eletrólitos: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
25 Apnéia obstrutiva do sono: Pausas na respiração durante o sono.
26 Hemocromatose: Distúrbio metabólico caracterizado pela deposição de ferro nos tecidos em virtude de seu excesso no organismo. Os locais em que o ferro mais se deposite são fígado, pâncreas, coração e hipófise.
27 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
28 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
29 Unhas: São anexos cutâneos formados por células corneificadas (queratina) que formam lâminas de consistência endurecida. Esta consistência dura, confere proteção à extremidade dos dedos das mãos e dos pés. As unhas têm também função estética. Apresentam crescimento contínuo e recebem estímulos hormonais e nutricionais diversos.
30 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
31 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
32 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
33 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
34 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
35 Hipóxia: Estado de baixo teor de oxigênio nos tecidos orgânicos que pode ocorrer por diversos fatores, tais como mudança repentina para um ambiente com ar rarefeito (locais de grande altitude) ou por uma alteração em qualquer mecanismo de transporte de oxigênio, desde as vias respiratórias superiores até os tecidos orgânicos.
36 Cianose: Coloração azulada da pele e mucosas. Pode significar uma falta de oxigenação nos tecidos.
37 Ventilação: 1. Ação ou efeito de ventilar, passagem contínua de ar fresco e renovado, num espaço ou recinto. 2. Agitação ou movimentação do ar, natural ou provocada para estabelecer sua circulação dentro de um ambiente. 3. Em fisiologia, é o movimento de ar nos pulmões. Perfusão Em medicina, é a introdução de substância líquida nos tecidos por meio de injeção em vasos sanguíneos.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Clínica Médica?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.