Gostou do artigo? Compartilhe!

Por que se deve evitar o sentimento de pena?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é sentimento de pena?

Pena é o sentimento que as pessoas têm quando presenciam outra pessoa numa situação de sofrimento. É um sentimento comum à maioria das pessoas, que se sentem tristes ao verem alguém em uma situação delicada. Pena pode ser sentida em relação a outras pessoas ou a si mesmo. Por mais que pareça ser motivado pela bondade, o sentimento de pena é algo que deve ser evitado, uma vez que pode levar a criar referenciais negativos em relação às pessoas e a si mesmo.

Há diferenças entre pena e compaixão. Enquanto a pena é uma sensação de aflição e tristeza em relação ao estado de outra pessoa, a compaixão vem acompanhada de um desejo de minorar aquele sofrimento. Na compaixão há maior empatia entre a pessoa que sente compaixão e a pessoa que sofre. Ou seja, a pessoa que sente compaixão coloca-se no lugar das pessoas que sofrem e não em uma posição superior a elas. Assim, ao contrário da pena, a compaixão é positiva porque não diminui o outro.

Leia sobre "Depressões", "Transtorno bipolar do humor" e "Superproteção pode prejudicar o desenvolvimento dos filhos".

Quais são os efeitos psicológicos do sentimento de pena?

Aparentemente, o sentimento de pena é movido pela bondade, porém ele carrega, mesmo inconscientemente, outras razões. Quando uma pessoa demonstra sentir pena em relação a outra pessoa, está demonstrando superioridade em relação a ela. Isso também pode ser o início de um sentimento de culpa por parte da pessoa que sente pena, por estar aparentemente melhor do que aquela outra pessoa. Mesmo que isso não seja feito intencionalmente, a pena coloca o outro como inferior e incapaz de lidar com a dificuldade pela qual está passando. A pessoa que sente pena de si mesma também está se colocando como incapaz, tornando-se auto sabotadora e vítima das circunstâncias.

Por que não se deve sentir pena dos outros e de si mesmo?

A pena não é um sentimento empático. Ao sentir pena de alguém, a pessoa está endossando o que essa pessoa já sente: que é uma pessoa fraca e que não irá conseguir superar sua dificuldade, e passa a mensagem, mesmo não sendo intencional, de que o indivíduo é inferior e incapaz. Além disso, a pena é negativa porque também causa sofrimentos na pessoa que a sente que, mesmo inconscientemente, se sente culpada por ser mais feliz que a outra pessoa.

Todas as pessoas, em algum momento, passam por situações que as fazem sofrer. Contudo, se apegar a estes acontecimentos sempre que algo ruim acontecer, colocando-se no papel de vítima, é sentir pena de si mesmo. Esse sentimento também tem o mesmo efeito de se colocar como inferior e incapaz de superação. Além disso, leva à total inércia, criando argumentos para não seguir em frente e tentar superar-se.

Como lidar com o sentimento de pena?

Quando a pessoa se deparar com outra que esteja passando por um momento difícil, deve evitar sentir pena, pois isso pode fazer com que a autoestima dela fique pior do que provavelmente já esteja. Deve preferir sentir compaixão, que é um sentimento de ajuda. E não tem porque se sentir culpada. A sua felicidade não foi a causadora do sofrimento da outra.

Ademais, todas as pessoas têm condições de vencer as dificuldades dentro de algum tempo. O que hoje é um drama, amanhã será apenas uma história a ser contada.

Se alguém está passando por alguma dificuldade num determinado momento, existe alguma razão para isso e a pessoa talvez saia dessa situação ainda mais fortalecida que antes.

O melhor antídoto1 para a pena de si mesmo é o autoconhecimento, descobrir todo o potencial que a pessoa tem para vencer qualquer obstáculo e que não é um ser digno de pena.

Veja também sobre "Meditação", "Estresse" e "Complexo de inferioridade".

 

ABCMED, 2019. Por que se deve evitar o sentimento de pena?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/1341323/por-que-se-deve-evitar-o-sentimento-de-pena.htm>. Acesso em: 17 jun. 2021.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Antídoto: Substância ou mistura que neutraliza os efeitos de um veneno. Esta ação pode reagir diretamente com o veneno ou amenizar/reverter a ação biológica causada por ele.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Psiquiatria?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.