Atalho: 5K6TAKU
Gostou do artigo? Compartilhe!

Amamentação: existem alimentos que as mães devem evitar neste período?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Não existem alimentos proibidos. Cada bebê reage de maneira diferente à amamentação1 e é impossível saber previamente quais são os alimentos que causam choro, irritabilidade, gases, reações alérgicas nos bebês2 ou recusa do seio3 materno. O melhor é observar as reações de cada um e adequar a dieta da mãe às reações dos recém-nascidos. Muitos deles não apresentam nenhuma reação negativa aos alimentos ingeridos pela mãe.

Diferenças culturais geram opiniões diversas acerca dos alimentos que podem causar sintomas4 nos bebês2. Muitas mães, ao pensarem que determinado alimento pode causar transtornos, tendem a atribuir a este alimento qualquer problema que apareça, o que pode trazer prejuízos aos seus filhos como a privação de certos nutrientes.

O melhor é comer de maneira variada e saudável durante a amamentação1, não ingerir vários alimentos “suspeitos” na mesma refeição e observar o comportamento do bebê. Caso tenha ficado uma dúvida, tente ingerir este alimento separado e observe o seu filho em um outro dia. Veja se a reação que foi atribuída ao alimento ocorreu novamente. Alguns alimentos podem causar reações no início da amamentação1, mas depois de uns meses não apresentarem o mesmo efeito, por isso devem ser novamente experimentados.

Algumas mães relatam uma ocorrência maior de reações nos bebês2 com a ingestão de determinados alimentos. São eles:

  • Brócolis, couve, couve-flor, couve-de-bruxelas, repolho, nabo, mostarda e outras hortaliças da família das crucíferas, além dos pimentões e pepino. Apesar de muito ricos em nutrientes, podem alterar o sabor do leite, causar a formação de gases ou irritação em alguns bebês2.
  • Aspargos, cebola, alho e pimenta podem alterar o sabor do leite. Muitos bebês2 podem gostar desta alteração de sabor, mas é aconselhável observar a aceitação do seio3. A lactante5 não deve exagerar em temperos e condimentos sem antes saber quais são as reações do seu filho a determinados sabores.
  • O leite e seus derivados (queijo, iogurte, manteiga, etc) podem causar reações alérgicas em alguns bebês2. São reações raras e mais prováveis de ocorrerem caso haja história familiar de alergia6. Os sintomas4 podem aparecer em minutos ou até horas após a mamada. Podem aparecer como diarreia7, reações na pele8, gases, coriza9 ou congestão nasal e tosse.  Se houver suspeita de alergia6, a mãe deve suspender a ingestão destes alimentos e procurar ajuda médica com o pediatra da criança. Muitas vezes, uma suspensão temporária, por cerca de duas semanas, seguida do retorno progressivo da ingestão é suficiente para resolver o problema. O médico deve orientar este procedimento de acordo com o que foi observado em cada bebê e com a sua história familiar de alergias. Os produtos à base de soja (leite de soja e tofu) ou a suplementação10 de cálcio podem ser opções nos casos em que estes alimentos precisem ser suspensos da dieta da mãe.
  • O chocolate pode causar irritabilidade e aumentar o peristaltismo11 intestinal do bebê.  O consumo deve ser ocasional e moderado para todas as pessoas e a lactante5 não é uma exceção. Se a lactante5 notar que o seu filho reage mal, deve deixar de consumir chocolate enquanto estiver amamentando.
  • Frutas cítricas como laranja, limão, tangerina, morango e kiwi podem levar a desconfortos, vômitos12, diarreia7, irritação na pele8, coriza9 ou congestão nasal.  Se estes sinais13 forem evidentes, a lactante5 deve retirar alguns alimentos suspeitos da sua alimentação por uma semana e reintroduzi-los um a um até descobrir a fruta “suspeita”, que pode ser eliminada da dieta durante a amamentação1.
  • As leguminosas (feijões, grãos, favas e lentilhas) são ricas em nutrientes, mas podem causar a formação de gases em certos bebês2. Caso isso ocorra, a nutriz14 pode, inicialmente, variar a qualidade, reduzir a quantidade e fracionar entre as refeições o consumo dos alimentos deste grupo. Se não houver resultados positivos, pode ser necessário deixar de consumi-los temporariamente. 
  • Alimentos que mais frequentemente causam alergia6 em bebês2 são: leite e seus derivados, trigo, frutas cítricas, milho, nozes, avelãs, amendoins, amêndoas e mariscos. Para evitar tais reações, a lactante5 deve evitar todos os alimentos que causem alergia6 nela mesma, no pai do bebê e estar atenta às reações do recém-nascido.  No caso de reações evidentes, a nutriz14 deve cortar o consumo dos referidos alimentos e receber orientações específicas acerca da substituição deste alimento ou grupo de alimentos por outros.

Não há razão para iniciar uma dieta para perder o peso adquirido durante a gravidez15 enquanto a mãe está amamentando. Isto pode comprometer a produção do leite materno e prejudicar a nutrição16 do bebê. Além disso, o ato de amamentar faz perder calorias17 e ajuda no emagrecimento materno.

Toda lactante5 deve tentar descansar durante os períodos de sono do recém-nascido e deixar os outros afazeres para pessoas que possam ajudá-la. Isto prolonga o tempo da amamentação1 e colabora para a melhor produção de leite.

Mães vegetarianas devem consultar um nutricionista18 e adequar a sua dieta para o período do aleitamento, para que não deixem de ingerir as vitaminas e os minerais necessários a ela e ao bebê.

Medicamentos, fumo, bebidas alcoólicas ou outras drogas não combinam com a amamentação1 e devem ser evitados.

ABCMED, 2010. Amamentação: existem alimentos que as mães devem evitar neste período?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/gravidez/69743/amamentacao-existem-alimentos-que-as-maes-devem-evitar-neste-periodo.htm>. Acesso em: 20 jul. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
2 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
3 Seio: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
4 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
5 Lactante: Que produz leite; que aleita.
6 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
7 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
8 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
9 Coriza: Inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo.
10 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
11 Peristaltismo: Conjunto das contrações musculares dos órgãos ocos, provocando o avanço de seu conteúdo; movimento peristáltico, peristalse.
12 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
13 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
14 Nutriz: Mulher que amamenta; ama de leite; que alimenta.
15 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
16 Nutrição: Incorporação de vitaminas, minerais, proteínas, lipídios, carboidratos, oligoelementos, etc. indispensáveis para o desenvolvimento e manutenção de um indivíduo normal.
17 Calorias: Dizemos que um alimento tem “x“ calorias, para nos referirmos à quantidade de energia que ele pode fornecer ao organismo, ou seja, à energia que será utilizada para o corpo realizar suas funções de respiração, digestão, prática de atividades físicas, etc.
18 Nutricionista: Especialista em nutricionismo, ou seja, especialista no estudo das necessidades alimentares dos seres humanos e animais, e dos problemas relativos à nutrição.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Ginecologia e Obstetrícia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

15/04/2013 - Comentário feito por gislaine
Re ganhei meu filho faz 22 dias e gostaria de saber se eu posso tomar suco natural de maracuja ?
gostei muito de ler os comentarios mas ainda tenho muitas duvidas pois e meu primeiro filho e ele esta com colicas e coriza ,, mas eu li algumas coisas e vou fazer o que diz

30/03/2012 - Comentário feito por Grupo
Amamentação e Alimentação
Ainda bem que existem outras maneiras da mãe ingerir cálcio se não puder consumir leite e seus derivados, como suplementos e produtos à base de soja. O segredo para as mamães lactantes é mesmo continuar com a alimentação saudável que seguiram durante a gravidez, e tomar cuidado com bebidas alcoólicas e medicamentos, o médico deve ser sempre avisado.

13/01/2012 - Comentário feito por angela
Re: Amamentação: existem alimentos que as mães devem evitar neste período?
que bom saber tudo isso

  • Entrar
  • Assinar