Gostou do artigo? Compartilhe!

O que é proctologia?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é proctologia?

Proctologia é a especialidade médica que busca diagnosticar e tratar as enfermidades que acometem a porção terminal do aparelho digestivo1, o cólon2, o reto3 e o ânus4. Nesse sentido, é chamada também de coloproctologia. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia confere certificados aos médicos especializados, chamados proctologistas. Embora a proctologia cuide de doenças relacionadas a partes muito íntimas do corpo humano5, a consulta regular ao especialista e a realização de exames preventivos é de extrema importância, pois o câncer6 intestinal pode permanecer silencioso por algum tempo e é um dos que mais matam.

Quais são as enfermidades tratadas pelo médico proctologista?

Dentre outras, o proctologista trata de doenças como tumores do cólon2 e do reto3, hemorroidas7, constipações intestinais, fissuras8 e fístulas9 anais, procidências de reto3, pólipos10 e divertículos do cólon2, cistos pilonidais, doenças inflamatórias, abscessos11, doença de Crohn12, sangramentos, retenção e incontinência fecal13, síndrome14 do cólon2 irritável e patologias dos orifícios.

Como atua o proctologista?

Além dos exames clínicos habituais, o proctologista realiza o toque retal, em que o médico, vestido com uma luva, introduz o dedo-médio no ânus4 do paciente para examinar as possíveis anormalidades existentes nas paredes do ânus4 e do reto3. Para essa mesma finalidade, mas com maior alcance e utilizados do mesmo modo, existem os aparelhos chamados anuscópios e retosigmoidoscópios. O proctologista realiza também exames e intervenções por meio de videocolonoscopia, em que é introduzido no intestino, por via do ânus4, um fino tubo, altamente flexível, contendo em sua extremidade uma câmera que visualiza todo o intestino e transmite imagens para um monitor de televisão, o qual pode alcançar até a junção entre o intestino grosso15 e o intestino delgado16.

O proctologista tanto atua por meio de tratamentos medicamentosos quanto de intervenções cirúrgicas, conforme o caso.

ABCMED, 2014. O que é proctologia?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/529039/o+que+e+proctologia.htm>. Acesso em: 15 set. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Aparelho digestivo: O aparelho digestivo ou digestório realiza a digestão, processo que transforma os alimentos em substâncias passíveis de serem absorvidas pelo organismo. Os materiais não absorvidos são eliminados por este sistema. Ele é composto pelo tubo digestivo e por glândulas anexas.
2 Cólon:
3 Reto: Segmento distal do INTESTINO GROSSO, entre o COLO SIGMÓIDE e o CANAL ANAL.
4 Ânus: Segmento terminal do INTESTINO GROSSO, começando na ampola do RETO e terminando no ânus.
5 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
6 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
7 Hemorróidas: Dilatações anormais das veias superficiais que se encontram na última porção do intestino grosso, reto e região perianal. Pode produzir sangramento junto com a defecação e dor.
8 Fissuras: 1. Pequena abertura longitudinal em; fenda, rachadura, sulco. 2. Em geologia, é qualquer fratura ou fenda pouco alargada em terreno, rocha ou mesmo mineral. 3. Na medicina, é qualquer ulceração alongada e superficial. Também pode significar uma fenda profunda, sulco ou abertura nos ossos; cesura, cissura. 4. Rachadura na pele calosa das mãos ou dos pés, geralmente de pessoas que executam trabalhos rudes. 5. Na odontologia, é uma falha no esmalte de um dente. 6. No uso informal, significa apego extremo; forte inclinação; loucura, paixão, fissuração.
9 Fístulas: Comunicação anormal entre dois órgãos ou duas seções de um mesmo órgão entre si ou com a superfície. Possui um conduto de paredes próprias.
10 Pólipos: 1. Em patologia, é o crescimento de tecido pediculado que se desenvolve em uma membrana mucosa (por exemplo, no nariz, bexiga, reto, etc.) em resultado da hipertrofia desta membrana ou como um tumor verdadeiro. 2. Em celenterologia, forma individual, séssil, típica dos cnidários, que se caracteriza pelo corpo formado por um tubo ou cilindro, cuja extremidade oral, dotada de boca e tentáculos, é dirigida para cima, e a extremidade oposta, ou aboral, é fixa.
11 Abscessos: Acumulação de pus em uma cavidade formada acidentalmente nos tecidos orgânicos, ou mesmo em órgão cavitário, em consequência de inflamação seguida de infecção.
12 Doença de Crohn: Doença inflamatória crônica do intestino que acomete geralmente o íleo e o cólon, embora possa afetar qualquer outra parte do intestino. A doença cursa com períodos de remissão sintomática e outros de agravamento. Na maioria dos casos, a doença de Crohn é de intensidade moderada e se torna bem controlada pela medicação, tornando possível uma vida razoavelmente normal para seu portador. A causa da doença de Crohn ainda não é totalmente conhecida. Os sintomas mais comuns são: dor abdominal, diarreia, perda de peso, febre moderada, sensação de distensão abdominal, perda de apetite e de peso.
13 Incontinência fecal: É a perda do controle das evacuações. Pode ocorrer por um curto período durante episódios de diarréia ou quando fezes endurecidas ficam alojadas no reto (impactação fecal). Os indivíduos com lesões anais ou medulares, prolapso retal (protrusão do revestimento do reto através do ânus), demência, lesão neurológica causada pelo diabetes, tumores do ânus ou lesões pélvicas ocorridas durante o parto podem desenvolver uma incontinência fecal persistente.
14 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
15 Intestino grosso: O intestino grosso é dividido em 4 partes principais: ceco (cecum), cólon (ascendente, transverso, descendente e sigmoide), reto e ânus. Ele tem um papel importante na absorção da água (o que determina a consistência do bolo fecal), de alguns nutrientes e certas vitaminas. Mede cerca de 1,5 m de comprimento.
16 Intestino delgado: O intestino delgado é constituído por três partes: duodeno, jejuno e íleo. A partir do intestino delgado, o bolo alimentar é transformado em um líquido pastoso chamado quimo. Com os movimentos desta porção do intestino e com a ação dos sucos pancreático e intestinal, o quimo é transformado em quilo, que é o produto final da digestão. Depois do alimento estar transformado em quilo, os produtos úteis para o nosso organismo são absorvidos pelas vilosidades intestinais, passando para os vasos sanguíneos.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Coloproctologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.