Atalho: 59YHVHX
Gostou do artigo? Compartilhe!

Varicocele. Conheça esta condição.

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é varicocele1?


A varicocele1 é uma dilatação e tortuosidade das veias2 do escroto3, ou seja, do plexo pampiniforme, que é uma rede de veias2 que drena o testículo4.  É uma causa comum de baixa produção espermática e diminuição da qualidade do esperma5, embora nem todas as varicoceles afetem a produção de esperma5.


A varicocele1 pode alterar o esperma5, mas não causa alterações na potência sexual.


O diagnóstico6 é fácil. A varicocele1 pode ser tratada com uma cirurgia simples e rápida.

 

Quais são os sintomas7?


Na maioria das vezes ela é assintomática.

  • Quando presente, a dor varia de um leve incômodo ou sensação de peso nos testículos8 à presença de dor testicular. Esta piora com as atividades físicas ou se a pessoa fica sentada ou de pé por longos períodos. A dor é aliviada quando o paciente deita de costas9.
  • Uma massa no escroto3 pode ser palpável ao exame. Com o passar do tempo, a varicocele1 pode aumentar de volume e se tornar visível.
  • Às vezes pode causar infertilidade10.
  • Hipotrofia11 testicular.

 

Quando procurar um médico?


Pelo fato de raramente causar sintomas7, a varicocele1 muitas vezes é diagnosticada nos casos de pesquisa de infertilidade10 em um casal ou durante um exame físico médico por outra razão.


Entretanto, aqueles que apresentam dor ou desconforto no escroto3 devem procurar um urologista12 para avaliação, já que várias outras causas podem ser o motivo de uma massa escrotal ou de dor no testículo4.

 

Quais são as causas?


A causa ainda não foi estabelecida, mas acredita-se que há uma alteração nas válvulas dentro das veias2 que drenam os testículos8, o que leva à dilatação destas veias2.


Em geral são congênitas13 e aparecem na adolescência. São mais freqüentes do lado esquerdo, devido à posição da veia testicular esquerda.

Entretanto, os dois testículos8 podem ser afetados e a varicocele1 em um dos testículos8 pode afetar a produção de esperma5 nos dois testículos8.

 

Existem complicações da varicocele1?

  • Hipotrofia11 ou atrofia14 do testículo4 afetado.
  • Infertilidade10: não está claro como a varicocele1 afeta a fertilidade. Existe a hipótese de que a veia testicular ajuda a esfriar o sangue15 da artéria16 testicular. Uma obstrução ao fluxo sanguíneo nesta região pode atrapalhar a produção adequada de espermas ou dificultar a motilidade dos espermatozoides17.

 

Como é feito o diagnóstico6?


O diagnóstico6 é essencialmente clínico, através do exame físico da genitália masculina18. Há um aumento do volume da bolsa escrotal tanto acima quanto lateralmente ao testículo4.

O diagnóstico6 pode ser confirmado com uma ultrassonografia19 escrotal com Doppler colorido.

 

Como é o tratamento?

O tratamento é feito por um urologista12 e a cirurgia é a opção terapêutica20 mais eficiente. Existem diferentes técnicas cirúrgicas, mas todas elas identificam os vasos afetados e fazem uma ligadura dos vasos varicosos. É uma cirurgia realizada com anestesia21 raquidiana ou peridural22.


O retorno às atividades rotineiras é rápido.


Nos casais inférteis cujos homens realizam o tratamento com microcirurgia, as taxas de gestação tendem a aumentar cerca de 30 a 40% e há uma melhora nos padrões espermáticos em torno de 70%.

ABCMED, 2010. Varicocele. Conheça esta condição.. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/saude-do-homem/54955/varicocele+conheca+esta+condicao.htm>. Acesso em: 18 dez. 2018.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Varicocele: Dilatação venosa do cordão espermático. Em geral é assintomática e manifesta-se pelo aumento de tamanho da bolsa escrotal, mas podem ser dolorosas e causar infertilidade.
2 Veias: Vasos sangüíneos que levam o sangue ao coração.
3 Escroto:
4 Testículo: A gônada masculina contendo duas partes funcionais Sinônimos: Testículos
5 Esperma: Esperma ou sêmen. Líquido denso, gelatinoso, branco acinzentado e opaco, que contém espermatozoides e que serve para conduzi-los até o óvulo. O esperma é o líquido da ejaculação. Ele é composto de plasma seminal e espermatozoides. Este plasma contém nutrientes que alimentam e protegem os espermatozoides.
6 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
7 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Testículos: Os testículos são as gônadas sexuais masculinas que produzem as células de fecundação ou espermatozóides. Nos mamíferos ocorrem aos pares e são protegidos fora do corpo por uma bolsa chamada escroto. Têm função de glândula produzindo hormônios masculinos.
9 Costas:
10 Infertilidade: Capacidade diminuída ou ausente de gerar uma prole. O termo não implica a completa inabilidade para ter filhos e não deve ser confundido com esterilidade. Os clínicos introduziram elementos físicos e temporais na definição. Infertilidade é, portanto, freqüentemente diagnosticada quando, após um ano de relações sexuais não protegidas, não ocorre a concepção.
11 Hipotrofia: Estado ou processo de crescimento ou desenvolvimento subnormal de qualquer coisa.
12 Urologista: Médico especializado em tratar pessoas com problemas no trato urinário e homens com problemas nos órgãos genitais, como impotência.
13 Congênitas: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
14 Atrofia: 1. Em biologia, é a falta de desenvolvimento de corpo, órgão, tecido ou membro. 2. Em patologia, é a diminuição de peso e volume de órgão, tecido ou membro por nutrição insuficiente das células ou imobilização. 3. No sentido figurado, é uma debilitação ou perda de alguma faculdade mental ou de um dos sentidos, por exemplo, da memória em idosos.
15 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
16 Artéria: Vaso sangüíneo de grande calibre que leva sangue oxigenado do coração a todas as partes do corpo.
17 Espermatozóides: Células reprodutivas masculinas.
18 Genitália Masculina: Órgãos reprodutores masculinos. São divididos em órgãos externos (PÊNIS, ESCROTO e URETRA) e órgãos internos (TESTÍCULO, EPIDÍDIMO, VASO DEFERENTE, VESÍCULAS SEMINAIS, DUCTOS EJACULATÓRIOS, PRÓSTATA e GLÂNDULAS BULBOURETRAIS). Sinônimos: Genitais Masculinos; Órgãos Sexuais Acessórios Masculinos; Órgãos Genitais Masculinos; Sistema Genital Masculino
19 Ultrassonografia: Ultrassonografia ou ecografia é um exame complementar que usa o eco produzido pelo som para observar em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas internas do organismo (órgãos internos). Os aparelhos de ultrassonografia utilizam uma frequência variada, indo de 2 até 14 MHz, emitindo através de uma fonte de cristal que fica em contato com a pele e recebendo os ecos gerados, os quais são interpretados através de computação gráfica.
20 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
21 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
22 Peridural: Mesmo que epidural. Localizado entre a dura-máter e a vértebra (diz-se do espaço do canal raquidiano). Na anatomia geral e na anestesiologia, é o que se localiza ou que se faz em torno da dura-máter.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Urologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

22/12/2012 - Comentário feito por sebastiao
Re: Varicocele. Conheça esta condição.
parabem pelas espricacao tirei todas as minhas duvidas Deus continui abencoando voces ,para meditacao joao14,1-6

28/06/2012 - Comentário feito por Marcos
Re: Varicocele. Conheça esta condição.
Tive varicocele. Fiz cirurgia aos 16 anos. Meu testiculo esquerdo ficou menor(desenvolveu menos) que o outro. Recomendo a todo pai que peça para acompanhar o desenvolvimento testicular de seus filhos. Se perceber um volume anormal, geralmente no testiculo esquerdo, procure um urologista.
Casei e tive dois filhos, mas a visão de um testiculo menor que o outro não é legal. Aconselho acompanhar os seus filhos a partir dos 12 anos para previnir.

18/08/2010 - Comentário feito por leno
Re: Varicocele. Conheça esta condição.
gostei muito das orientações tenho um diagnostico bem parecido com o esplanado e vou fazer a cirurgia de correção já que um amigo meu fez e deu certo ele comseguiu ter uma menina muito linda e saudável graças a Deus e as pesquisas médicas obrigado!

27/04/2010 - Comentário feito por panzo
Re: Varicocele. Conheça esta condição.
gostei da noticia...
obrigado pela informaçao.

  • Entrar
  • Assinar
O AbcMed® é parte integrante da Plataforma HiDoctor® e é oferecido a você gratuitamente.