Gostou do artigo? Compartilhe!

O que é um susto?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é o susto?

O susto é uma reação biológica que ocorre quando uma pessoa se defronta com algo inesperado e ameaçador. É o medo provocado por uma circunstância imprevista e intimidadora como, por exemplo, um barulho intenso, uma visão1 horrenda, uma notícia ruim e inesperada.

É constituído por uma reação fisiológica2 e comportamental do corpo humano3 contra possíveis ameaças, que resulta no lançamento de adrenalina4 na corrente sanguínea. A adrenalina4 prepara o corpo humano3 para uma reação de luta ou fuga. Entre os eventos que ela promove estão o redirecionamento da corrente sanguínea do sistema intestinal para os músculos5, a aceleração do ritmo cardíaco e a elevação da pressão arterial6.

Após cerca de dez minutos, a quantidade de adrenalina4 vai caindo e o organismo vai voltando ao seu estado de equilíbrio.

Qual é a função do susto?

O susto visa preparar o corpo humano3 para reagir às ameaças, reais ou supostas, mesmo quando elas de fato não existem como, por exemplo, nos filmes de terror ou de suspense. Mas o susto, se for muito intenso e sequenciado, pode até causar parada cardíaca e levar à morte, principalmente por infarto do miocárdio7, arritmias8 cardíacas ou acidente vascular cerebral9, devido à vasoconstrição10 e pelo aumento abrupto da pressão sanguínea.

Muitos sustos são engraçados e divertidos para as pessoas que o assistem, embora, por vezes, provoque choro e mal-estar naqueles que o sofrem.

Quais são as manifestações do susto?

As manifestações do susto dependem da sua intensidade e são respostas automáticas que não podem ser controladas ou evitadas, levando a alterações físicas e psíquicas. Num susto de grande monta, em geral, a pessoa sente tremedeira, dilatação da pupila (olhos11 arregalados), dores corporais, palidez, contração muscular e, como consequência, arrepio dos pelos e dilatação dos brônquios12, com aceleração da respiração. Pode haver também grito involuntário e, algumas vezes, perda dos sentidos e até desmaio.

Algumas das reações ao susto não têm uma função definida e são apenas herança genética de nossos ancestrais.

Veja também sobre "Estresse", "Ansiedade", "Transtorno ansioso social" e "Psicoterapia".

 

ABCMED, 2017. O que é um susto?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/1301493/o+que+e+um+susto.htm>. Acesso em: 25 ago. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
2 Fisiológica: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
3 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
4 Adrenalina: 1. Hormônio secretado pela medula das glândulas suprarrenais. Atua no mecanismo da elevação da pressão sanguínea, é importante na produção de respostas fisiológicas rápidas do organismo aos estímulos externos. Usualmente utilizado como estimulante cardíaco, como vasoconstritor nas hemorragias da pele, para prolongar os efeitos de anestésicos locais e como relaxante muscular na asma brônquica. 2. No sentido informal significa disposição física, emocional e mental na realização de tarefas, projetos, etc. Energia, força, vigor.
5 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
6 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
7 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
8 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
9 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
10 Vasoconstrição: Diminuição do diâmetro dos vasos sanguíneos.
11 Olhos:
12 Brônquios: A maior passagem que leva ar aos pulmões originando-se na bifurcação terminal da traquéia. Sinônimos: Bronquíolos
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Psiquiatria da Infância e Adolescência?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.