Gostou do artigo? Compartilhe!

Complexo de Napoleão ou "síndrome do homem baixinho"

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Quem foi Napoleão?

Napoleão Bonaparte (1769-1821) foi um líder político e militar durante os últimos estágios da Revolução Francesa. Foi imperador dos franceses entre 1804 e 1814, posição que voltou a ocupar por poucos meses em 1815. Como comandante militar, ele foi responsável por estabelecer a hegemonia francesa sobre a maior parte da Europa.

Nascido na Ilha da Córsega, ainda muito jovem, com somente 10 anos de idade, foi enviado a uma escola militar na França. Seu empenho e determinação fizeram dele tenente da artilharia do exército francês aos 19 anos. Tornou-se general aos 27 anos e imperador aos 35 anos (1804). Tinha apenas 1,68m de altura e tornou-se reconhecido por sua sede de conquistas e pela sua autoconfiança. Aos seus soldados procurava infundir a ideia de que eram invencíveis.

Chegou a ter um império só comparável em tamanho ao Império Romano. No entanto, esse Império começou a ruir quando Napoleão empreendeu uma mal sucedida campanha militar contra a Rússia. A guerra foi perdida e nos anos seguintes houve a formação de uma coligação europeia contra Napoleão que acabou resultando na invasão e dominação da França e no exílio dele na ilha de Elba. De lá, Napoleão conseguiu organizar sua fuga e com aqueles que ainda lhe eram fiéis montou um novo governo, em uma tentativa de reestruturar seu império, o qual, no entanto, durou pouco e foi posteriormente chamado Governo dos Cem Dias.

O grande momento dessa nova fase de governo foi a Batalha de Waterloo, ocorrida na Bélgica, que também foi perdida por Napoleão. Após isso, o imperador francês foi novamente exilado, mas dessa vez na ilha de Santa Helena, no Atlântico Sul, sob a vigilância da marinha inglesa. Napoleão morreu nessa ilha no ano de 1821.

O que é o Complexo de Napoleão?

O Complexo de Napoleão, ou “síndrome do homem baixinho”, é a denominação popular de um suposto complexo de inferioridade que pode afetar algumas pessoas de baixa estatura. A expressão também é genericamente usada para referir-se a pessoas que procuram supercompensar uma incapacidade percebida num setor de sua personalidade, em outros aspectos de suas vidas. Por exemplo, tentando se sair muito bem nos estudos como compensação de dificuldades na vida social.

Saiba mais sobre "Complexo de inferioridade".

Tal complexo foi assim denominado por referência ao general Napoleão Bonaparte, o qual poderia estar procurando supercompensar sua baixa estatura com a busca do poder, da vitória e da conquista na guerra. Contudo, estudos recentes da University of Central Lancashire sugerem que o complexo de Napoleão, relativo à altura, pode ser um mito e que homens de baixa estatura são menos susceptíveis a ataques de raiva1 do que homens de estatura mediana.

Em que consiste o Complexo de Napoleão?

No entanto, há os que afirmam que a "síndrome2 do homem de baixa estatura" é um problema real. Um estudo americano revela que homens baixinhos que se sentem menos masculinos que outros apresentam uma tendência acentuadamente maior a cometer atos de violência, em comparação com homens que estão de bem com seus corpos. Pesquisadores da Universidade de Oxford descobriram que as pessoas mais baixas apresentam tendência a serem paranoicas e a desconfiar ou ter medo de outras, reagindo com violência. De uma maneira colateral, a percepção popular expressa o problema com a conhecida frase “baixinho invocado”.

Para Alfred Adler, psicólogo austríaco fundador da psicologia do desenvolvimento individual, o sentimento de inferioridade em qualquer aspecto da vida faz nascer um desejo compensatório de superioridade, de dominação e de poder que tanto pode conduzir a alguma forma de sucesso pessoal ou traduzir-se em desejos hostis e antissociais que caracterizam a neurose3.

Veja também sobre "Neuroses" e "Psicoterapias".

 

ABCMED, 2017. Complexo de Napoleão ou "síndrome do homem baixinho". Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/1289488/complexo-de-napoleao-ou-quot-sindrome-do-homem-baixinho-quot.htm>. Acesso em: 11 nov. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Raiva: 1. Doença infecciosa freqüentemente mortal, transmitida ao homem através da mordida de animais domésticos e selvagens infectados e que produz uma paralisia progressiva juntamente com um aumento de sensibilidade perante estímulos visuais ou sonoros mínimos. 2. Fúria, ódio.
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
3 Neurose: Doença psiquiátrica na qual existe consciência da doença. Caracteriza-se por ansiedade, angústia e transtornos na relação interpessoal. Apresenta diversas variantes segundo o tipo de neurose. Os tipos mais freqüentes são a neurose obsessiva, depressiva, maníaca, etc., podendo apresentar-se em combinação.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Psiquiatria?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.