Atalho: 6MB2UQB
Gostou do artigo? Compartilhe!

Brotoejas: seu filho já teve? O que elas representam?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é brotoeja?

A brotoeja é uma dermatite1 inflamatória aguda, avermelhada, que surge na pele2 do bebê ou da criança pequena, causada pela obstrução dos ductos excretores3 das glândulas sudoríparas4. Ela predomina nos locais mais aquecidos do corpo, como pescoço5, axilas ou na região das fraldas.

Quais são as causas da brotoeja?

A brotoeja surge quando o suor entope os poros da pele2, excepcionalmente diminutos nos bebês6 ou nas crianças pequenas, e por isso é mais comum no calor, tempo em que o suor é mais abundante. Também por este motivo, ela é mais intensa onde há contatos da pele2 com a roupa ou com a própria pele2, como peito7, barriga, pescoço5, virilha, axilas e nádegas8. Também pode surgir quando o bebê tem febre9 e, por isso, transpira mais.

Quais são os sinais10 e sintomas11 da brotoeja?

Os sinais10 da brotoeja variam desde lesões12 pequenas, transparentes e sem sinal13 de inflamação14 (miliária cristalina), até pápulas15 vermelhas (miliária rubra) ou pústulas16 grandes (miliária profunda ou pustulosa). Elas não doem e os sintomas11 mais comuns são o prurido17 e a queimação. O ato de coçar pode levar à formação de crostas. A presença de pontos purulentos18 é sugestiva de infecção19 por bactérias.

Como o médico diagnostica a brotoeja?

O diagnóstico20 da brotoeja é eminentemente21 clínico e toma em conta a aparência das lesões12 e os sintomas11 característicos. A brotoeja deve ser diferenciada da foliculite (infecção19 dos folículos pilosos) e a hidradenite (inflamação14 das glândulas sudoríparas4).

Como tratar a brotoeja?

  • Afrouxe as roupas da criança. De preferência, retire-as.
  • Leve a criança para um ambiente arejado, à sombra.
  • Aplique panos molhados sobre a pele2 da criança.
  • Dê um banho fresco na criança. Colocar maisena na água ajuda.
  • Deixe a criança secar sem usar a toalha.
  • Deixe a criança nua por algum tempo.
  • Não use amaciante nas roupas da criança. Prefira sabão neutro.

Casos mais graves e complicados podem requerer o uso de corticoides e antibióticos e devem ser acompanhados por um médico.

Como prevenir a brotoeja?

  • Evite atividades que façam a criança suar.
  • Procure manter a criança fresquinha, com roupas leves, largas e de fibras naturais.
  • Mantenha a criança na sombra, em um lugar arejado.
  • Evite usar amaciante nas roupas do bebê.
  • A vitamina22 C, usada localmente ou de modo sistêmico23, parece ajudar.

Como evolui a brotoeja?

As brotoejas regridem naturalmente, conforme a pele2 volte a respirar, mas se persistirem ou piorarem, procure a orientação de um especialista.

ABCMED, 2012. Brotoejas: seu filho já teve? O que elas representam?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/317135/brotoejas-seu-filho-ja-teve-o-que-elas-representam.htm>. Acesso em: 30 out. 2020.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Ductos excretores: A saliva chega até a cavidade bucal através dos ductos excretores. Eles têm a função de modificar a concentração de eletrólitos da saliva, acrescentando talvez um componente mucoso.
4 Glândulas sudoríparas: As glândulas sudoríparas são glândulas responsáveis pela produção e transporte do suor, atuando como regulador térmico. São constituídas por um fino e longo tubo que no início se enovela, chamado corpo da glândula. O suor é composto de água, sais minerais e um pouco de ureia e é drenado pelo ducto das glândulas sudoríparas.
5 Pescoço:
6 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
7 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
8 Nádegas:
9 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
10 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
11 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
12 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
13 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
14 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
15 Pápulas: Lesões firmes e elevadas, com bordas nítidas e diâmetro que varia de 1 a 5 milímetros (até 1 centímetro, segundo alguns autores).
16 Pústulas: Elevações da pele contendo pus, de até um centímetro de diâmetro.
17 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
18 Purulentos: Em que há pus ou cheio de pus; infeccionados. Que segrega pus. No sentido figurado, cuja conduta inspira nojo; repugnante, asqueroso, sórdido.
19 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
20 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
21 Eminentemente: De modo eminente; em alto grau; acima de tudo.
22 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
23 Sistêmico: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.