Atalho: 6Q7WCZ7
Gostou do artigo? Compartilhe!

Ressonância magnética: o que é? Como realizar o exame? Quais são os inconvenientes?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é a ressonância magnética1?

Qual seria a melhor maneira de visualizar o interior do corpo humano2? Abri-lo, não é verdade? Mas isso não é mais necessário. Conectado a um computador, o aparelho de ressonância magnética1 fornece “fotografias” tão nítidas do interior do corpo que permitem ao médico ter uma excelente visão3 dele. Ainda mais: pode virtualmente fatiá-lo e fornecer “fotografias” de cada uma dessas fatias. Assim, a ressonância magnética1 tornou-se o mais moderno e o mais perfeito exame de diagnóstico4 por imagem, fornecendo imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético. Ela consegue detectar anomalias que os exames anteriores não conseguiam, além de fornecer imagens mais detalhadas que as que se consegue com outros métodos de exame. O aparelho em que o exame é feito consta de um tubo circundado por um grande imã, no interior do qual é produzido um potente campo magnético.

Como realizar o exame de ressonância magnética1?

Geralmente o exame não exige nenhum preparo prévio (às vezes, de acordo com o exame a ser realizado, pode ser solicitado um jejum de 4 a 6 horas) e tão logo terminado o procedimento, o paciente pode retomar suas atividades normais. Não é necessário interromper qualquer medicação que o paciente esteja tomando.

A pessoa que passa pelo exame de ressonância magnética1 deita-se numa maca e é orientada a ficar imóvel, enquanto, por deslizamento, é introduzida dentro de um tubo constituinte do aparelho. Como os movimentos impossibilitam a captação de imagens precisas, as crianças e os pacientes que não consigam se controlar necessitam ser sedados antes do exame.

O exame pode durar de 15 minutos até mais de uma hora, dependendo do objetivo. A ressonância magnética1 utiliza radiação do tipo não ionizante. Uma vez que o aparelho gera um potente campo magnético (10.000 vezes maior que o campo magnético da terra), é preciso tomar certos cuidados durante o exame e mesmo fora dele. Pequenos objetos metálicos podem se transformar em projéteis ao serem atraídos pelo campo magnético da ressonância. Mesmo objetos grandes e pesados, como estantes e bancos presentes na sala, podem ser atraídos. O fato de ser submetido a esse campo magnético não acarreta nenhum dano biológico ao ser humano, mas o técnico ou o médico que realiza a ressonância magnética1 deve dar aos pacientes instruções detalhadas, entre as quais:

  • O paciente deve ir ao banheiro antes do exame para que não experimente nenhuma urgência5 durante o mesmo, que pode durar um período longo.
  • O paciente não deve se mexer durante todo o exame, mas pode se comunicar com o médico para pedir ou receber instruções ou relatar o que estiver sentindo.
  • A ressonância é um procedimento ruidoso. O paciente deve usar um protetor ou fone de ouvidos, geralmente oferecido pela instituição que faz o exame.
  • Alguns pacientes com perfil fóbico podem se sentir incomodados no interior do tubo de ressonância magnética1 ou mesmo se recusarem a entrar nele. Em casos mais intensos, ele pode optar por um aparelho aberto ou ser submetido a uma sedação6 rápida, embora isso signifique introduzir uma complicação a mais numa técnica relativamente inócua7.
  • A roupa usada no exame não pode conter metais (como botões e fivelas).
  • Alfinetes, grampos de cabelo8 e zíper de metal podem distorcer as imagens da ressonância magnética1 e também devem ser retirados.
  • Aparelhos e objetos como cartões de crédito, relógios, óculos, aparelhos de surdez, celulares, próteses ortodônticas móveis e piercings devem ser retirados, mas aparelhos ortodônticos fixos não representam riscos para o paciente, embora possam prejudicar a qualidade das imagens.
  • Antes do exame devem ser informados ao médico, para que ele decida sobre a possibilidade ou não do exame, o uso de clipes de aneurismas cerebrais, marca-passos cardíacos, prótese9 coclear, fragmentos10 de metal no corpo, implantes oculares etc.
  • Outros dispositivos, como DIU, clipes de cirurgias da vesícula11, válvulas cerebrais, implantes ortopédicos e stents vasculares12 implantados há mais de seis semanas podem ser admitidos sem problemas.
  • Por medida de segurança, mulheres grávidas só devem se submeter ao exame depois da 12ª semana de gravidez13. Não são conhecidos malefícios para a mãe ou para o feto14 mesmo nas ressonâncias realizadas antes desse período.
  • O limite de peso para o exame é de 160 quilos.
  • Em alguns exames vasculares12 é necessária a aplicação de um contraste venoso (gadolídeo), geralmente inócuo15.

Quais são os inconvenientes da ressonância magnética1?

  • Muitas pessoas não podem fazer esse exame, pois:
    • Têm em seu corpo algum metal que distorce as imagens;
    • Usam aparelhos que podem ter seu funcionamento alterado, como marca-passos, por exemplo;
    • São grandes demais para entrarem na máquina.
  • A claustrofobia de muitos pacientes torna o exame muito incômodo para eles.
  • O aparelho de ressonância magnética1 é relativamente barulhento.
  • Durante o exame de ressonância magnética1 o paciente deve ficar imóvel por longos períodos.
  • A ressonância magnética1 ainda é um procedimento custoso.
ABCMED, 2012. Ressonância magnética: o que é? Como realizar o exame? Quais são os inconvenientes?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/exames-e-procedimentos/327625/ressonancia-magnetica-o-que-e-como-realizar-o-exame-quais-sao-os-inconvenientes.htm>. Acesso em: 16 nov. 2018.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Ressonância magnética: Exame que fornece imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético.
2 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
3 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
4 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
5 Urgência: 1. Necessidade que requer solução imediata; pressa. 2. Situação crítica ou muito grave que tem prioridade sobre outras; emergência.
6 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.
7 Inócua: 1. Que não causa dano material, físico, orgânico; que não é nocivo ou prejudicial. 2. Que não causa dano moral, psicológico ou afim; improvável de causar ofensa moral. 3. Incapaz de produzir o efeito pretendido.
8 Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.
9 Prótese: Elemento artificial implantado para substituir a função de um órgão alterado. Existem próteses de quadril, de rótula, próteses dentárias, etc.
10 Fragmentos: 1. Pedaço de coisa que se quebrou, cortou, rasgou etc. É parte de um todo; fração. 2. No sentido figurado, é o resto de uma obra literária ou artística cuja maior parte se perdeu ou foi destruída. Ou um trecho extraído de uma obra.
11 Vesícula: Lesão papular preenchida com líquido claro.
12 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
13 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
14 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
15 Inócuo: 1. Que não causa dano material, físico, orgânico; que não é nocivo ou prejudicial. 2. Que não causa dano moral, psicológico ou afim; improvável de causar ofensa moral. 3. Incapaz de produzir o efeito pretendido.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Cirurgia Geral?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

18/01/2017 - Comentário feito por veronica
muito bem explicado sobre este exame. as inform...
muito bem explicado sobre este exame. as informações medeixaram mais tranquila.
se possível gostaria de saber se esse exame repetido com 90 dias não causa nenhum mal para o paciente.

08/06/2016 - Comentário feito por almir
Muito interessante a explicação d...
Muito interessante a explicação do site. O exame exige dos tecnicos atenção e uma certa dose de paciencia, pois dá muita tranquilidade ao paciente. Fiz o exame duas vezes: na primeira por falta de orientaçao do tecnico não completei o exame, na segunda vez fiz completo mas antes fui bem orientado pela tecnica de enfermagem. Grato.

23/12/2015 - Comentário feito por Dhiego
É importante salientar que o paciente ev...
É importante salientar que o paciente evite (Principalmente no caso de mulheres) ir maquiada ou com qualquer óleo ou loção corporal para o exame. É importante que o paciente questione a clinica ou hospital se o equipamento passa por manutenções periódicas pelo "Fabricante" e se atente as instruções do operador principalmente ao que diz respeito ao seu posicionamento. A mais importante é a de não cruzar braços e pernas.

21/10/2015 - Comentário feito por Pedro
O artigo é bastante informativo, por&eac...
O artigo é bastante informativo, porém, contém uma informação errada com relação ao uso de radiação. O exame de ressonância magnética utiliza sim radiação, mas esta é do tipo não ionizante, diferente dos raios X ou raios gama, que são ionizantes e podem causar algum dano às células do paciente ou do profissional ocupacionalmente exposto, caso os limites de dose não sejam observados e cumpridos. As ondas de rádio utilizadas durante o procedimento, em conjunto com o intenso campo magnético produzido pelo equipamento, são um tipo de radiação não ionizante e, portanto, inócuo a quem realize um exame ou trabalhe com a ressonância magnética. É importante difundirmos esta informação, a fim de se desmistificar a ideia de que radiação, ou mesmo radiação ionizante, é sinônimo direto de perigo, de câncer, de morte... A diferença entre o remédio e o veneno está na dose! Basta conhecer alguns métodos de tratamento oncológico para perceber que o uso de radiações ionizantes pode salvar vidas.

06/06/2015 - Comentário feito por izabel
Artigo esclarcedor, mas devido à fobia a...
Artigo esclarcedor, mas devido à fobia acentuada não consegui fazer a RM nem mesmo no equipamento aberto, pois o foco é meu ombro direito (suspeita de capsulite adesiva) e aquele "paredão" sobre o meu rosto me deu pânico.
Claro que vou retornar ao meu médico, mas como a última tentativa foi ontem, estou muito preocupada e gostaria de saber qual outro exame substitui a RM em casos como o meu.

20/11/2014 - Comentário feito por Fatima
Excelente explanação sobre o exam...
Excelente explanação sobre o exame. Fiz uma RM da mão e o único inconveniente que achei foi a posição, pois o exame é bastante demorado e cansativo, principalmente por você não poder se mexer, mas enfim, o que vale é o resultado preciso.

04/11/2014 - Comentário feito por Beatriz
Muito interessante esse site, me deu bons escla...
Muito interessante esse site, me deu bons esclarecimento e tirou dúvidas que me facilitarão no exame, pois tenho clips vesicular e não tinha a menor idéia que eu deveria avisar ao médico.
Parabéns pelo site

15/09/2014 - Comentário feito por ana
Agradeço as informações em linguagem simples e ...
Agradeço as informações em linguagem simples e acessível ao paciente leigo. Devo tomar contraste e estava apreensiva.Agora fiquei até mais tranquila. Abraço.

03/09/2014 - Comentário feito por Lustosa
Muito bem textualizado, para os leitores que n&...
Muito bem textualizado, para os leitores que não são da área de saúde, linguagem muito bem trabalha, e de bom entendimento básico.

09/07/2014 - Comentário feito por sandra
foi esclarecedor para quem é leigo no ...
foi esclarecedor para quem é leigo no assunto . de grande ajuda, para quem vai fazer um exame deste como
eu ;ja me preparo psicológicamente .
muito grata

  • Entrar
  • Assinar