Gostou do artigo? Compartilhe!

Clareamento dental - tem jeito dos dentes ficarem mais brancos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é clareamento dental?

O clareamento dental é constituído por técnicas adotadas pelos dentistas para clarear (tornar mais brancos) os dentes anteriormente manchados ou escurecidos.

Por que os dentes escurecem ou sofrem manchas?

Os dentes não são, por natureza, perfeitamente brancos, mas a maioria das pessoas acredita que podem torná-los mais brancos que naturalmente. Eles escurecem ou mancham em virtude de certas comidas, bebidas e alimentos como café, chá, vinho, isotônicos, remédios e cigarros. Com o passar do tempo, os dentes vão incorporando pigmentos e vão amarelando com a idade.

Leia nosso artigo sobre "Parar de fumar: como é?"

Como se realiza o clareamento dental?

Há diferentes maneiras de remover manchas ou clarear os dentes, deixando-os mais brancos. O clareamento caseiro pode ser feito com kits contendo tubetes de substâncias clareadoras que devem ser usados conforme recomendações do dentista. O clareamento caseiro consiste no uso de uma moldeira de silicone que deverá ser preenchida com um gel que contém a substância clareadora, usada todos os dias, durante três a quatro semanas. Embora este seja o método de preferência de muitos dentistas, ele exige do paciente disciplina para o uso diário e por um período longo.

Fumar e consumir excessivamente bebidas e alimentos com muitos pigmentos pode diminuir a eficácia do tratamento. Há também os clareamentos profissionais que utilizam agentes clareadores em concentrações mais elevadas e que produzem resultados mais rápidos. É possível associar o clareamento profissional ao clareamento caseiro, para um maior sucesso do tratamento.

O procedimento conduzido por um profissional pode ser realizado no consultório. São necessárias duas ou três sessões, uma por semana, mas já dá para sentir os resultados na primeira aplicação. O laser também pode ser associado a esses recursos. Embora o tratamento tenha ficado conhecido como “clareamento a laser”, o procedimento também pode ser realizado com luzes de LED.

Quais são as principais características do clareamento dental?

Alguns alimentos são proibidos durante o tratamento porque os dentes ficam mais permeáveis e, dessa forma, a chance de absorver os pigmentos é maior. Não se deve ingerir suco de uva, vinho tinto, refrigerantes à base de cola, café, chás, beterraba dentre outros. Também não se deve usar nicotina, pois ela amarela os dentes. Nem sempre os dentes ficam inteiramente brancos após o tratamento, sobretudo se a matriz do dente1, que não pode ser mudada, não for exatamente branca.

O tratamento é contraindicado em alguns casos: se a pessoa já tem muita sensibilidade na gengiva, se a pessoa tem muitas restaurações ou manchas causadas pelo uso do antibiótico, gestantes e menores de 16 anos.

Os resultados do clareamento duram, em média, de um a dois anos, independentemente do método utilizado. Para fazê-los durar o maior tempo possível, é preciso manter uma boa higiene bucal além de evitar cigarro e alimentos que escureçam os dentes, como açaí, chocolate, ketchup, molho de soja e outros.

Saiba mais sobre "Retração gengival".

Como prevenir o escurecimento e as manchas nos dentes?

Escovar regularmente os dentes, passar fio dental e utilizar um enxaguatório bucal adequado são ótimas formas de prevenir que os dentes se tornem amarelados e manchados. Certos alimentos (maçãs, peras, aipo, cenouras, couve-flor e pepino, por exemplo) ajudam a manter os dentes limpos e a eliminar bactérias, contribuindo para manter os dentes brancos. Utilizar um canudo ao tomar certas bebidas mantém os pigmentos longe dos dentes, evitando manchá-los.

Quais são as complicações possíveis do clareamento dental?

O branqueamento a laser pode, eventualmente, ocasionar um aumento de sensibilidade durante o tratamento. Algumas pessoas sentem incômodo ou dor durante o uso de substâncias clareadoras.

Assuntos relacionados: "Higiene dental infantil", "Enxaguatórios bucais", "Dentes de leite" e "Halitose2 ou mau hálito".

 

ABCMED, 2016. Clareamento dental - tem jeito dos dentes ficarem mais brancos. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/saude-bucal/1274848/clareamento-dental-tem-jeito-dos-dentes-ficarem-mais-brancos.htm>. Acesso em: 6 ago. 2020.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Dente: Uma das estruturas cônicas duras situadas nos alvéolos da maxila e mandíbula, utilizadas na mastigação e que auxiliam a articulação. O dente é uma estrutura dérmica composta de dentina e revestida por cemento na raiz anatômica e por esmalte na coroa anatômica. Consiste numa raiz mergulhada no alvéolo, um colo recoberto pela gengiva e uma coroa, a parte exposta. No centro encontra-se a cavidade bulbar preenchida com retículo de tecido conjuntivo contendo uma substância gelatinosa (polpa do dente) e vasos sangüíneos e nervos que penetram através de uma abertura ou aberturas no ápice da raiz. Os 20 dentes decíduos ou dentes primários surgem entre o sexto e o nono e o vigésimo quarto mês de vida; sofrem esfoliação e são substituídos pelos 32 dentes permanentes, que aparecem entre o quinto e sétimo e entre o décimo sétimo e vigésimo terceiro anos. Existem quatro tipos de dentes
2 Halitose: Halitose ou mau hálito é a exalação de odores desagradáveis oriundos da cavidade bucal ou estômago através da respiração, sendo que em 90% dos casos, a saburra lingual é a causa do problema.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Clínica Médica?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.