Atalho: 63SEZ1A
Gostou do artigo? Compartilhe!

Alucinose orgânica

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é alucinose?

A alucinose é um distúrbio sensoperceptivo que se diferencia das alucinações1 menos por características formais e mais pelo fato de que os pacientes reconhecem estar experimentando um fenômeno anormal. Um símile da alucinose é aquela da pessoa que tendo sofrido uma forte pancada na cabeça2 passa, durante certo tempo, a “ver estrelinhas” que sabe, no entanto, não existirem.

O que é a alucinose orgânica?

“Alucinose orgânica” é uma expressão que designa uma síndrome3 cerebral em que as alucinoses constituem a anomalia psicológica predominante ou única, na qual se constata:

  • Não há alteração da consciência.
  • Não há sinais4 sugestivos de uma psicose5.
  • A atividade alucinatória, constante e recorrente, geralmente é reconhecida pelo paciente como anormal.

A mais comum delas é a alucinose do alcoólatra crônico6 que, no entanto, é independente da abstinência do álcool. Outros quadros são decorrentes da intoxicação por outras drogas como cocaína, LSD, brometos, maconha e antiparkinsonianos. Além disso, elas podem ocorrer também em estados infecciosos, metabólicos ou traumáticos ou, ainda, por foco irritativo dos lobos7 temporais e occipital. As alucinoses são, pois, de origem extrapsíquica.

ABCMED, 2011. Alucinose orgânica. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/234220/alucinose+organica.htm>. Acesso em: 11 nov. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Alucinações: Perturbações mentais que se caracterizam pelo aparecimento de sensações (visuais, auditivas, etc.) atribuídas a causas objetivas que, na realidade, inexistem; sensações sem objeto. Impressões ou noções falsas, sem fundamento na realidade; devaneios, delírios, enganos, ilusões.
2 Cabeça:
3 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
4 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
5 Psicose: Grupo de doenças psiquiátricas caracterizadas pela incapacidade de avaliar corretamente a realidade. A pessoa psicótica reestrutura sua concepção de realidade em torno de uma idéia delirante, sem ter consciência de sua doença.
6 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
7 Lobos: Lobo Frontal Lobo Parietal Lobo Temporal Lobo Occipital
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Psiquiatria?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.