Gostou do artigo? Compartilhe!

Chulé: você tem mau cheiro nos pés? Por que isso acontece? O que fazer para evitar?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é chulé?

Chulé é o mau cheiro característico nos pés (cheiro de queijo ou ovo1 estragado), conhecido por todas as pessoas por ser uma ocorrência praticamente universal. Nem todo mundo tem chulé na mesma intensidade, porque ele depende tanto da quantidade do suor em cada pessoa, o que é uma característica individual, como da maior ou menor proliferação das bactérias presentes nos pés.

Quais são as causas do chulé?

Em si mesmo, o suor é inodoro. No entanto, quando degradado pela ação de bactérias, ele emite partículas que provocam o mau odor típico. Quando isso acontece nos pés, tem-se o mau cheiro a que se chama chulé. Esse mau cheiro é favorecido se os pés passam muito tempo cobertos por sapatos ou botas fechados.

As mãos2 têm quase a mesma quantidade de glândulas sudoríparas3 que os pés, mas a não ser que a pessoa passe o dia de luva, não exala os mesmo odores que os pés, porque é mais higienizada e ventilada do que eles. Algumas pessoas suam tanto nos pés que ficam com as meias encharcadas, mesmo se passam o dia sentadas ou em repouso. Quando há pouca ventilação4 nos pés, o chulé é inevitável. Alguns alimentos podem mudar a composição do suor, favorecendo o chulé, como alho, cebola, álcool, molho curry e pimenta e o mesmo efeito podem ter alguns medicamentos como, por exemplo, a penicilina. Pacientes obesos, diabéticos, fumantes ou com doenças de pele5 ou das unhas6 também podem apresentar mais chulé que as demais pessoas.

Qual é a fisiopatologia7 do chulé?

A função das glândulas sudoríparas3 é manter a pele5 úmida e flexível e regular a temperatura do corpo. Há mais glândulas sudoríparas3 nos pés do que em qualquer outro lugar do corpo e, ao contrário das glândulas8 em outras partes do corpo, as localizadas nos pés secretam o tempo todo e não apenas em resposta ao calor ou ao exercício. Por isso, o chulé é mais ou menos independente das situações climáticas. No entanto, a umidade favorece a atuação das bactérias e acentua o chulé. Como certas alterações hormonais e o estresse podem causar maior suor nos pés, os adolescentes, as grávidas e as pessoas estressadas são especialmente propensos.

Como tratar o chulé?

Existem palmilhas destacáveis que têm efeito desodorizante. Há meias impregnadas com produtos químicos que procuram eliminar as bactérias que decompõem o suor e algumas meias esportivas têm ventilação4 para ajudar a manter os pés secos. Os pés suados podem ser tratados com uma esfoliação, que reduz a proliferação bacteriana. O paciente deve aplicar talcos, polvilhos, cremes e sprays antissépticos9 e antitranspirantes. O “pé de atleta” e as micoses de unha também podem causar mau cheiro nos pés, mas isso pode ser tratado com antifúngicos.

Como prevenir o chulé?

O chulé pode ser evitado com medidas simples, mas que requerem uma rotina constante e diária. A pessoa deve manter seus pés sempre limpos e secos, lavando-os todos os dias e aplicando neles produtos medicamentosos ou caseiros, que tenham ação bacteriostática ou bactericida. Usar um polvilho ressecante e procurar não usar os mesmos sapatos todos os dias, secando-os ao sol antes de reutilizá-los, também pode ajudar a prevenir o chulé. As meias de lã ou de algodão devem ser preferidas às sintéticas (de nylon, por exemplo) e devem ser trocadas todos os dias ou sempre que necessário. Um desodorante spray ou antiperspirante pode ser usado nos pés e um algodão embebido em álcool pode ser aplicado entre os dedos. No verão, a pessoa deve usar sandálias abertas ou andar descalço dentro de casa, se sentir segurança para isso. Devem ser evitados sapatos de plástico ou abafados e meias sintéticas, pois eles não deixam os pés ventilarem bem.

ABCMED, 2015. Chulé: você tem mau cheiro nos pés? Por que isso acontece? O que fazer para evitar?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/pele-saudavel/802104/chule-voce-tem-mau-cheiro-nos-pes-por-que-isso-acontece-o-que-fazer-para-evitar.htm>. Acesso em: 17 mai. 2022.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Ovo: 1. Célula germinativa feminina (haploide e madura) expelida pelo OVÁRIO durante a OVULAÇÃO. 2. Em alguns animais, como aves, répteis e peixes, é a estrutura expelida do corpo da mãe, que consiste no óvulo fecundado, com as reservas alimentares e os envoltórios protetores.
2 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
3 Glândulas sudoríparas: As glândulas sudoríparas são glândulas responsáveis pela produção e transporte do suor, atuando como regulador térmico. São constituídas por um fino e longo tubo que no início se enovela, chamado corpo da glândula. O suor é composto de água, sais minerais e um pouco de ureia e é drenado pelo ducto das glândulas sudoríparas.
4 Ventilação: 1. Ação ou efeito de ventilar, passagem contínua de ar fresco e renovado, num espaço ou recinto. 2. Agitação ou movimentação do ar, natural ou provocada para estabelecer sua circulação dentro de um ambiente. 3. Em fisiologia, é o movimento de ar nos pulmões. Perfusão Em medicina, é a introdução de substância líquida nos tecidos por meio de injeção em vasos sanguíneos.
5 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
6 Unhas: São anexos cutâneos formados por células corneificadas (queratina) que formam lâminas de consistência endurecida. Esta consistência dura, confere proteção à extremidade dos dedos das mãos e dos pés. As unhas têm também função estética. Apresentam crescimento contínuo e recebem estímulos hormonais e nutricionais diversos.
7 Fisiopatologia: Estudo do conjunto de alterações fisiológicas que acontecem no organismo e estão associadas a uma doença.
8 Glândulas: Grupo de células que secreta substâncias. As glândulas endócrinas secretam hormônios e as glândulas exócrinas secretam saliva, enzimas e água.
9 Antissépticos: Que ou os que impedem a contaminação e combatem a infecção.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Dermatologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.