Atalho: 61U2UA6
Gostou do artigo? Compartilhe!

Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Quais as considerações básicas sobre sangramento durante a gravidez1 que eu devo ter em mente?

Sangramentos vaginais podem ocorrer com frequência no primeiro trimestre da gravidez1 e não representarem problemas à gestação. Já um sangramento que ocorre no segundo e terceiro trimestres da gravidez1 pode ser sinal2 de uma possível complicação. O sangramento na gestação pode ser causado por uma série de razões que precisam ser avaliadas pelo obstetra que está acompanhando o pré-natal da gestante.

  • Se você está grávida e começa a sangrar, você deve comunicar-se com o seu médico imediatamente. Ele avaliará a necessidade de uma consulta médica ou da solicitação de exames complementares.
  • Nesta situação, você deve usar um absorvente íntimo de modo que você possa monitorar o quanto está sangrando e que tipo de sangramento está ocorrendo. Você nunca deve usar um tampão. Duchas vaginais ou relações sexuais também não devem acontecer durante um sangramento ativo.
  • Nem todos os sangramentos significam que um aborto está acontecendo. Mantenha a calma, mesmo que pareça impossível, e procure orientação médica.

Quais as causas de sangramentos na primeira metade da gravidez1 e seus sinais3 e sintomas4?

Aborto:

O sangramento pode ser um sinal2 de aborto, mas não significa que haja um aborto iminente. Estudos mostram que entre 20-30% das gestantes apresentam algum grau de sangramento no início da gravidez1. Cerca de metade das mulheres grávidas que sangram não têm abortos. Aproximadamente 15-20% de todas as gestações resultam em aborto e a maioria ocorre durante as primeiras 12 semanas.

Sinais3 de aborto incluem:

  • Sangramento vaginal.
  • Dor sentida abaixo do estômago5 (mais forte do que uma cólica menstrual).
  • Sensação de que “algo” está passando através da vagina6.

A maioria dos abortos não pode ser evitada. Eles são muitas vezes a maneira do corpo lidar naturalmente com uma gravidez1 que não estava se desenvolvendo de modo saudável. Um aborto não significa que você não pode ter uma futura gravidez1 saudável.

Gravidez ectópica7:

Gravidez ectópica7 é aquela em que o embrião se implanta em algum lugar fora do útero8. As trompas de Falópio são o local onde ocorre a maioria das gravidezes ectópicas9. Elas são menos comuns do que os abortos, ocorrendo em uma entre 60 gestações.

Sinais3 de gravidez ectópica7:

  • Dor sentida abaixo do estômago5 (geralmente mais forte do que uma cólica menstrual).
  • Dor aguda na região abdominal.
  • Baixos níveis de beta HCG.
  • Sangramento vaginal.

As mulheres estão em maior risco de desenvolverem uma gravidez ectópica7 se tiveram:

  • Uma infecção10 nas trompas de Falópio previamente à gravidez1 atual.
  • Uma gravidez ectópica7 anterior.
  • Cirurgia pélvica11 anterior.

Gravidez1 Molar:

Gravidez1 molar é uma causa rara de sangramento no início da gestação. Ela envolve o crescimento anormal de tecido12 dentro do útero8. É também conhecida como doença trofoblástica gestacional ou mola hidatiforme13.

Sinais3 de uma gravidez1 molar:

  • Sangramento vaginal.
  • Exames de sangue14 revelam níveis anormalmente elevados de beta HCG.
  • Ausência de batimentos fetais.

Quais são os motivos mais comuns para sangramentos na primeira metade da gravidez1?

Uma vez que o sangramento que ocorre na primeira metade da gravidez1 é tão comum (20-30%), muitos se perguntam quais são as causas além de algumas das complicações já mencionadas. O sangramento pode ocorrer no início da gravidez1, devido aos seguintes fatores, além das complicações acima mencionadas:

  • Sangramento de implantação: ele pode ocorrer de 6-12 dias após a concepção15. Toda gestante apresenta sangramento de implantação, mas de forma diferente. Algumas mulheres nem notam a sua presença, outras apresentam sangramentos por algumas horas ou alguns dias.
  • Infecções16 na cavidade pélvica11 ou no trato urinário17 podem causar sangramento em gestantes.
  • Após uma relação sexual, algumas mulheres podem sangrar porque o colo do útero18 fica muito macio e sensível na gestação. Não existem estudos que mostrem que relações sexuais durante a gravidez1 causam abortos.
ABCMED, 2011. Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/gravidez/228040/sangramentos-durante-a-primeira-metade-da-gravidez-por-que-eles-ocorrem.htm>. Acesso em: 16 jun. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
3 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
4 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
5 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
6 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
7 Gravidez ectópica: Implantação do produto da fecundação fora da cavidade uterina (trompas, peritôneo, etc.).
8 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
9 Ectópicas: Relativo à ectopia, ou seja, à posição anômala de um órgão.
10 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
11 Pélvica: Relativo a ou próprio de pelve. A pelve é a cavidade no extremo inferior do tronco, formada pelos dois ossos do quadril (ilíacos), sacro e cóccix; bacia. Ou também é qualquer cavidade em forma de bacia ou taça (por exemplo, a pelve renal).
12 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
13 Mola hidatiforme: Tumor benigno que se desenvolve a partir de tecido placentário em fases precoces de uma gravidez em que o embrião não se desenvolve normalmente. Causada por uma degenerescência das vilosidades coriônicas (projeções minúsculas, semelhantes a dedos, existentes na placenta). A causa é desconhecida.
14 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
15 Concepção: O início da gravidez.
16 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
17 Trato Urinário:
18 Colo do útero: Porção compreendendo o pescoço do ÚTERO (entre o ístmo inferior e a VAGINA), que forma o canal cervical.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Ginecologia e Obstetrícia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.

Comentários

08/12/2013 - Comentário feito por tatiane
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
placenta previa significa que a gravides pode ser de risco

17/06/2013 - Comentário feito por fernanda
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
Oi,estou com 12 semanas de gestaçao e me deu vontade de urinar e me deparei com um sangramento repentino com uma clara junto e depois disso comecei a sentir uma colica fraca...e normal...

14/06/2013 - Comentário feito por Daniellebatistabomfim
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
Olá, estou entrando na 7 semana e hoje pela manhã tive um pequeno sangramento do tipo borra de café. Entrei em contato com minha ginecologista e ela me recomendou repouso total. O sangramento cessou mais ainda estou sentindo cólicas. Espero que esteja tudo bem com meu bebê. Muito obrigada ao site algumas informações nos acalmam e tranqüilizam.

14/06/2013 - Comentário feito por samuel
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
A minha esposa ta gravida de sete semanas e ela ta tendo um leve sangramento durante quatro dias
hoje ela foi ao médico ele disse que o ultero dela ta fraco mais ele passou um remédio para segura se não resouver era pra ela procurar o hospital emediatamente até aqui ta tudo bem graças a DEUS.

14/05/2013 - Comentário feito por Danielle
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
Estou com 5 semanas de gestação e com sangramento, predominando o tipo borra de café, escasso e em alguns momentos vermelho vivo e até mesmo volumoso. Nos 3 primeiros dias, tive muita cólica. Fiz 1 ultrassom ontem e hoje repetirei para acompanhar. Estou de repouso e em uso de progesterona 200mg de 12 em 12 horas. Também tenho vários miomas, que aumentam o risco de aborto. Sou pediatra, e hoje vejo como é difícil ser paciente, ficar de repouso e viver na incerteza de que a cada sangramento volumoso pode ser a perda de um pequenininho que você já ama...Agradeço esses sites onde lemos os depoimentos porque aí conseguimos nos identificar e reascender a esperança.

29/04/2013 - Comentário feito por Vanessa
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
Estou grávida de 6 semanas e também estou com sangramento leve de cor marrom (semelhante a uma borra de café e bem pouquinho mas também estou com dores como uma cólica lombar). Estive no medico e através do toque a médica disse que o colo do útero estava fechadinho com o tamanho compatível a 6 semanas. Fiz a ultra e não apareceu nada no útero, eu fiquei com medo mas, o médico disse que pode ter menos de 3 semanas, e só começa a aparecer com 4 semanas, e, que o fato dele ver não significa que não está lá... bem, a médica disse que é pra eu repetir o BHCG e se der um numero maior que o primeiro que fiz semana passada é porque o bebê ainda tá aqui dentro... se o numero for menor é porque saiu e é tão pequenino que por menor que fosse o sangramento poderia ter saído junto e eu não perceberia. Ainda aguardo o resultado do exame. Boa sorte a todas

15/04/2013 - Comentário feito por Elaine
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
Bom, eu tb estou gestante de 6 semanas e estou com sangramento desde ontem. Fiz um ultrasson onde visualizei os batimentos cardíacos do bebê e não há nenhuma àrea de descolamento. Ou seja, é algo inexplicável, mas o fato é que ja tive 2 abortos e nenhum filho, estou super aflita, mas confiante. Meu médico me passou, ultrogestan 200mg 3x ao dia, AAS infantil 1x dia, dactil ob 3x dia e meticorten 20mg 1x dia. Estou em repouso. Boa sorte à voceis que estão passando pelo mesmo problema.

11/04/2013 - Comentário feito por Renata
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
Estou com 06 semanas e ha duas semanas estou com sangramento, ja acabei de tomar o Diactil OB e não para, estou mto preocupada..... Mas fiz a ultrasson a uma semana atras e estava td bem, marcaram outra para 15 dias será que espero ou faço outra antes disso

09/04/2013 - Comentário feito por priscila
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
oi estou com 10 semana de gestação e tive um leve sangramento hoje fui ao medico ja era tarde e não tinha nenhuma pessoa para fazer ultrassom.fez exame de toque tava normal colo do utero fechado e tinha parado mas o sagramento.estou preocupada com meu bebe.tomara que amanha quando eu for fazer ultrassom esteja tudo bem com meu bebe.

11/08/2011 - Comentário feito por Debora
Re: Sangramentos durante a primeira metade da gravidez. Por que eles ocorrem?
Tive sangramento no segundo mês de gestação, ou seja, aproximadamente na 6ª semana de gestação, e, após realização de alguns exames, tais como: usg transvaginal, controle de pressão arterial, hemograma... foi constatado que tive um descolamento de placenta já no primeiro trimestre. Tive aumento da pressão arterial já no primeiro mês de gestação, pode ter sido provocado por esstress... A confirmação disso veio porque tive diminuição do ILA (líquido amniótico) e em consequência o feto apresentava restrição de crescimento durante toda a gestação e veio a nascer com apenas 36 semanas. Portanto está provado que uma paciente gestante com DHEG não é somente após a 20ª semana de gestação. É raro, mas pode ocorrer em qualquer momento IG (idade gestacional).

  • Entrar
  • Assinar