Gostou do artigo? Compartilhe!

Impedanciometria, imitanciometria ou timpanometria: você sabe o que é?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

O que é impedanciometria?

Os estímulos sonoros captados pelo ouvido externo1 fazem vibrar a membrana timpânica2 que movimenta os ossículos do ouvido que, por sua vez, geram estímulos nervosos que são levados ao sistema nervoso3. A impedanciometria (ou imitanciometria) é um exame utilizado pelos otorrinolaringologistas para avaliar a complacência (maior ou menor flacidez ou rigidez) da membrana timpânica2 e os ossículos do ouvido médio4 (martelo5, bigorna e estribo).

Como se realiza o teste de impedanciometria?

O preparo para o exame é muito simples e exige apenas que o paciente esteja com os condutos auditivos limpos e que evite sons muito altos durante as quatorze horas que antecedem o exame. A impedanciometria é um exame objetivo, que não dependente das respostas do paciente, além de ser simples e indolor. Uma pequena sonda é colocada no conduto auditivo externo de um dos ouvidos e um fone de ouvido no outro. Por meio dessa sonda injeta-se pressão. Ela possui também um pequeno canal que fornece estímulo sonoro e outro que transmite de volta as respostas a esses estímulos e avalia o grau de deslocamento do sistema tímpano6-ossicular. O exame não tem contraindicações e pode ser feito em qualquer idade. Associado à audiometria7, como em geral ocorre, o exame dura cerca de sessenta minutos.

Por que fazer o exame de impedanciometria?

A impedanciometria é um exame que tem o objetivo de avaliar as condições do ouvido médio4, detectando se há ou não indícios de secreção nele, bem como a mobilidade do tímpano6 e dos ossículos e a disfunção da tuba auditiva8. O exame é de grande utilidade para identificar otites9 catarrais crônicas e também permite identificar os tipos de perda auditiva, se condutiva ou neurossensorial. Além disso, também permite a interferência sobre o funcionamento da tuba auditiva8. O exame de impedanciometria, juntamente com a audiometria7, é utilizado na avaliação da acuidade auditiva.

Quais dados podem ser obtidos através da impedanciometria?

A impedanciometria avalia as condições do ouvido médio4 e da tuba auditiva8 na ausência de perfuração do tímpano6. Ela fornece dados dos reflexos do músculo estapédio10.

ABCMED, 2014. Impedanciometria, imitanciometria ou timpanometria: você sabe o que é?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/exames-e-procedimentos/577242/impedanciometria-imitanciometria-ou-timpanometria-voce-sabe-o-que-e.htm>. Acesso em: 11 nov. 2019.
Nota ao leitor:
As notas acima são dirigidas principalmente aos leigos em medicina e têm por objetivo destacar os aspectos mais relevantes desse assunto e não visam substituir as orientações do médico, que devem ser tidas como superiores a elas. Sendo assim, elas não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação nem para subsidiar trabalhos que requeiram rigor científico.

Complementos

1 Ouvido externo: Atualmente denominado orelha externa, consiste em duas porções: o pavilhão auditivo e o meato acústico externo, canal fechado em sua parte medial pela membrana timpânica, o que faz o limite da orelha média.
2 Membrana Timpânica: Membrana semi-transparente (oval), que separa da cavidade timpânica (ORELHA MÉDIA) o Meato Acústico Externo. Contém três camadas
3 Sistema nervoso: O sistema nervoso é dividido em sistema nervoso central (SNC) e o sistema nervoso periférico (SNP). O SNC é formado pelo encéfalo e pela medula espinhal e a porção periférica está constituída pelos nervos cranianos e espinhais, pelos gânglios e pelas terminações nervosas.
4 Ouvido médio: Atualmente denominado orelha média, é constituído pela membrana timpânica, cavidade timpânica, células mastoides, antro mastoide e tuba auditiva. Separa-se da orelha externa através da membrana timpânica e se comunica com a orelha interna através das janelas oval e redonda.
5 Martelo: O maior dos ossículos da audição, o qual se encontra fixado à membrana do tímpano (MEMBRANA TIMPÂNICA). Sua cabeça, em formato de martelo, articula-se com a BIGORNA.
6 Tímpano: Espaço e estruturas internas à MEMBRANA TIMPÂNICA e externas à orelha interna (LABIRINTO). Entre os componentes principais estão os OSSÍCULOS DA AUDIÇÃO e a TUBA AUDITIVA, que conecta a cavidade da orelha média (cavidade timpânica) à parte superior da garganta.
7 Audiometria: Método utilizado para estudar a capacidade e acuidade auditivas perante diferentes freqüências sonoras.
8 Tuba Auditiva: Passagem estreita que liga a parte superior da garganta à CAVIDADE TIMPÂNICA. Sinônimos: Trompa de Eustáquio; Tuba Auditória; Tuba Faringotimpânica
9 Otites: Toda infecção do ouvido é chamada de otite.
10 Estapédio: Músculo minúsculo que surge na parede posterior da CAVIDADE TIMPÂNICA na ORELHA MÉDIA, com seu tendão inserido no colo do ESTRIBO. O estapédio puxa o estribo posteriormente e controla seu movimento.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tem alguma dúvida sobre Otorrinolaringologia?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.