AbcMed  -  Sinais, Sintomas e Doenças
A glândula1 hipófise2 ou pituitária é considerada a principal glândula1 endócrina do corpo humano3 porque, como uma regente, ela controla a funcionamento de todas as outras. Os motivos que levam ao crescimento irregular da glândula1 (tumor4) ainda não são conhecidos.
1 Glândula: Estrutura do organismo especializada na produção de substâncias que podem ser lançadas na corrente sangüínea (glândulas endócrinas) ou em uma superfície mucosa ou cutânea (glândulas exócrinas). A saliva, o suor, o muco, são exemplos de produtos de glândulas exócrinas. Os hormônios da tireóide, a insulina e os estrógenos são de secreção endócrina.
2 Hipófise:
3 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
4 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
   [Mais...]

As drogas ototóxicas são aquelas capazes de lesar estruturas da orelha interna1, impactando negativamente suas funções auditiva e do equilíbrio. Remédios antibióticos, para o câncer2, para hipertensão arterial3, para doenças neurológicas e mesmo alguns considerados mais inofensivos, como o AAS (Aspirina), podem causar zumbido e perda auditiva.
1 Orelha Interna: Parte essencial do órgão auditivo que consiste em dois compartimentos labirínticos
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
   [Mais...]

Atopia é a tendência pessoal ou familiar para a produção de anticorpos1 em resposta a doses baixas de alergenos2, normalmente proteínas3, que em consequência conduzem ao desenvolvimento de sintomas4 como a asma5, rinite6 e/ou eczema7 / dermatite8 alérgica.
1 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
2 Alérgenos: Substância capaz de provocar reação alérgica em certos indivíduos.
3 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
4 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
5 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
6 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
7 Eczema: Afecção alérgica da pele, ela pode ser aguda ou crônica, caracterizada por uma reação inflamatória com formação de vesículas, desenvolvimento de escamas e prurido.
8 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
   [Mais...]

Um oncocitoma é um tumor1 constituído por oncócitos, células2 epiteliais caracterizadas por uma grande quantidade de mitocôndrias3, resultando em um citoplasma4 granular acidofílico abundante. As células2 e o tumor1 que elas compõem são geralmente benignos, mas às vezes podem ser pré-malignos ou malignos.
1 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
2 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
3 Mitocôndrias: Organelas semi-autônomas que se auto-reproduzem, encontradas na maioria do citoplasma de todas as células, mas não de todos os eucariotos. Cada mitocôndria é envolvida por uma membrana dupla limitante. A membrana interna é altamente invaginada e suas projeções são denominadas cristas. As mitocôndrias são os locais das reações de fosforilação oxidativa, que resultam na formação de ATP. Elas contêm RIBOSSOMOS característicos, RNA DE TRANSFERÊNCIA, AMINOACIL-T RNA SINTASES e fatores de alongação e terminação. A mitocôndria depende dos genes contidos no núcleo das células no qual se encontram muitos RNAs mensageiros essenciais (RNA MENSAGEIRO). Acredita-se que a mitocôndria tenha se originado a partir de bactérias aeróbicas que estabeleceram uma relação simbiótica com os protoeucariotos primitivos.
4 Citoplasma: A parte da célula que contém o CITOSSOL e pequenas estruturas, excluindo o NÚCLEO CELULAR, MITOCÔNDRIA e os VACÚOLOS grandes. (Tradução livre do original
   [Mais...]

A eritromelalgia é uma condição médica rara, aguda ou crônica, que afeta principalmente os pés e, menos comumente, as mãos1, caracterizada por calor, vermelhidão e dor intermitente2 nas extremidades. Embora geralmente afete os dois lados do corpo, às vezes pode ocorrer em apenas um deles.
1 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
2 Intermitente: Nos quais ou em que ocorrem interrupções; que cessa e recomeça por intervalos; intervalado, descontínuo. Em medicina, diz-se de episódios de febre alta que se alternam com intervalos de temperatura normal ou cujas pulsações têm intervalos desiguais entre si.
   [Mais...]

A cefaleia1 orgástica, ou cefaleia1 copulogênica, é um tipo raro de dor de cabeça2 que ocorre apenas durante a atividade sexual, de modo especial durante ou imediatamente antes ou após o orgasmo. Essa dor de cabeça2 é dita primária quando não é causada por nenhuma outra condição ou distúrbio. Às vezes, as dores de cabeça2 durante o sexo podem resultar de alguma condição patológica e, nesse caso, são dores de cabeça2 ditas secundárias.
1 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
2 Cabeça:
   [Mais...]

A pericondrite é uma infecção1 que acomete o tecido conjuntivo2 que envolve a cartilagem3 do pavilhão auricular e/ou o canal auditivo. Normalmente, ela atinge toda a orelha4, com exclusão do lóbulo, que não possui cartilagem3.
1 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Tecido conjuntivo: Tecido que sustenta e conecta outros tecidos. Consiste de CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO inseridas em uma grande quantidade de MATRIZ EXTRACELULAR.
3 Cartilagem: Tecido resistente e flexível, de cor branca ou cinzenta, formado de grandes células inclusas em substância que apresenta tendência à calcificação e à ossificação.
4 Orelha: Sistema auditivo e de equilíbrio do corpo. Consiste em três partes
   [Mais...]

Na proptose ocular, os olhos1 parecem saltar para fora da órbita, devido a um aumento no volume do tecido2 atrás deles. O termo proptose descreve a protusão para diante de qualquer órgão que é deslocado para a frente, enquanto a exoftalmia se refere apenas aos olhos1.
1 Olhos:
2 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
   [Mais...]

O termo consciência é usado em diversos sentidos, por vários autores, em diversos contextos. Há, na verdade, um uso médico, um uso filosófico, um uso religioso e um uso ético. A questão é tão importante que a língua1 inglesa tem dois termos para diferenciar dois tipos de consciência: “conscience” que é a consciência em seu sentido moral e “consciounessess” para se referir ao seu sentido psiconeural. Em português, apenas se dispõe de um mesmo termo para atender a esses dois significados, o que gera uma certa confusão.
1 Língua:
   [Mais...]

Um hamartoma1 é um tumor2 não-canceroso (benigno) constituído pela mistura anormal de tecidos e células3 normais da área em que cresce. Os hamartomas4 podem crescer em qualquer parte do corpo, incluindo pescoço5, rosto e cabeça6. Em alguns casos, eles crescem internamente em locais como coração7, cérebro8 e pulmões9 e são, por isso, de mais difícil detecção.
1 Hamartoma: Hamartoma é uma malformação congênita de aspecto tumoral, caracterizada por misturas anormais de tecidos próprios do órgão em que se apresenta.
2 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Hamartomas: Hamartoma é uma malformação congênita de aspecto tumoral, caracterizada por misturas anormais de tecidos próprios do órgão em que se apresenta.
5 Pescoço:
6 Cabeça:
7 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
8 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
9 Pulmões: Órgãos do sistema respiratório situados na cavidade torácica e responsáveis pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Receber conteúdos