AbcMed  -  Sinais, Sintomas e Doenças
A síndrome1 de Fanconi é uma síndrome1 rara, caracterizada por ser uma tubulopatia renal2 proximal3 na qual há um distúrbio na reabsorção de glicose4, aminoácidos, fosfato, bicarbonato e potássio, além de observar-se proteinúria5 tubular, concentração urinária deficiente e distúrbios no processo de acidificação da urina6.
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
3 Proximal: 1. Que se localiza próximo do centro, do ponto de origem ou do ponto de união. 2. Em anatomia geral, significa o mais próximo do tronco (no caso dos membros) ou do ponto de origem (no caso de vasos e nervos). Ou também o que fica voltado para a cabeça (diz-se de qualquer formação). 3. Em botânica, o que fica próximo ao ponto de origem ou à base. 4. Em odontologia, é o mais próximo do ponto médio do arco dental.
4 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
5 Proteinúria: Presença de proteínas na urina, indicando que os rins não estão trabalhando apropriadamente.
6 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
   [Mais...]

Adenomas são tumores benignos do tecido1 glandular, como a mucosa2 do estômago3, intestino delgado4 e cólon5, por exemplo, no qual as células6 tumorais formam estruturas semelhantes a glândulas7. Esses tumores podem ter origem em diferentes locais do corpo, incluindo as glândulas7 do cólon5, seios8, pulmões9, garganta10 e hipófise11.
1 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
2 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
3 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
4 Intestino delgado: O intestino delgado é constituído por três partes: duodeno, jejuno e íleo. A partir do intestino delgado, o bolo alimentar é transformado em um líquido pastoso chamado quimo. Com os movimentos desta porção do intestino e com a ação dos sucos pancreático e intestinal, o quimo é transformado em quilo, que é o produto final da digestão. Depois do alimento estar transformado em quilo, os produtos úteis para o nosso organismo são absorvidos pelas vilosidades intestinais, passando para os vasos sanguíneos.
5 Cólon:
6 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
7 Glândulas: Grupo de células que secreta substâncias. As glândulas endócrinas secretam hormônios e as glândulas exócrinas secretam saliva, enzimas e água.
8 Seios: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
9 Pulmões: Órgãos do sistema respiratório situados na cavidade torácica e responsáveis pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
10 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
11 Hipófise:
   [Mais...]

Tremores são movimentos musculares involuntários, rítmicos e persistentes, que envolvem abalos oscilatórios de uma ou mais partes do corpo. É o mais comum de todos os movimentos involuntários e pode afetar as mãos1, braços, cabeça2, face3, cordas vocais4, tronco e pernas, mas a maioria dos tremores ocorre nas mãos1.
1 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
2 Cabeça:
3 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
4 Cordas Vocais: Pregas da membrana mucosa localizadas ao longo de cada parede da laringe extendendo-se desde o ângulo entre as lâminas da cartilagem tireóide até o processo vocal cartilagem aritenóide.
   [Mais...]

Em situações normais, as fezes devem ter uma consistência mole, mas capazes de manter sua forma de tubo ligeiramente alongado, semelhante a uma salsicha, por exemplo, que não causem dor ou dificuldade ao evacuar. Além disso, devem ser de cor marrom e pastosa, com odores peculiares, variáveis para cada pessoa.   [Mais...]
A testosterona é um dos hormônios mais conhecidos do corpo humano1, fundamental tanto para os homens quanto para as mulheres, embora mais importante para os primeiros. É o principal hormônio2 masculino. Nas mulheres, a testosterona existe em menor quantidade que nos homens. O nível ideal de testosterona circulando na corrente sanguínea varia muito de pessoa para pessoa e depende de diversos fatores, como a idade, por exemplo, e pode sofrer alterações durante um mesmo dia.
1 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
2 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
   [Mais...]

A Síndrome1 de Pallister-Hall é uma doença genética extremamente rara, que acarreta muitas alterações no desenvolvimento neuropsicomotor já aparentes no momento do nascimento. Ela é caracterizada pela presença de hamartomas2 hipotalâmicos que podem ser vistos como uma massa no assoalho do terceiro ventrículo.
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Hamartomas: Hamartoma é uma malformação congênita de aspecto tumoral, caracterizada por misturas anormais de tecidos próprios do órgão em que se apresenta.
   [Mais...]

Prisão de ventre ou constipação1 intestinal é um distúrbio caracterizado pela dificuldade persistente para evacuar. Ela acontece quando os movimentos do intestino se tornam difíceis ou menos frequentes e a pessoa tem fezes muito ressecadas, que exigem um esforço muito grande na hora de evacuar, associado a uma sensação de desconforto.
1 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
   [Mais...]

A água representa 60% do peso corporal. A constância desse percentual depende dos mecanismos de ingesta e eliminação da água. Quando o corpo não elimina a água de forma normal e ela fica acumulada, dá-se um transtorno denominado de retenção de líquidos.   [Mais...]
A Doença de Kawasaki, também chamada de Síndrome1 de Kawasaki ou síndrome1 dos linfonodos2 mucocutâneos, é uma doença rara, caracterizada pela inflamação3 dos vasos sanguíneos4 ('vasculite5 generalizada') e que, em particular, danifica as artérias coronárias6 que fornecem sangue7 ao coração8.
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Linfonodos: Gânglios ou nodos linfáticos.
3 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
4 Vasos Sanguíneos: Qualquer vaso tubular que transporta o sangue (artérias, arteríolas, capilares, vênulas e veias).
5 Vasculite: Inflamação da parede de um vaso sangüíneo. É produzida por doenças imunológicas e alérgicas. Seus sintomas dependem das áreas afetadas.
6 Artérias coronárias: Veias e artérias do CORAÇÃO.
7 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
8 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
   [Mais...]

A distrofia1 simpático2 reflexa (RSD, sigla em inglês) também é conhecida por síndrome3 dolorosa complexa regional. Trata-se de um distúrbio que causa dor repentina intensa e inchaço4, geralmente em um braço ou perna, às vezes sem causa aparente, e que dura meses ou tempo maior.
1 Distrofia: 1. Acúmulo de grande quantidade de matéria orgânica, mas poucos nutrientes, em corpos de água, como brejos e pântanos. 2. Na medicina, é qualquer problema de nutrição e o estado de saúde daí decorrente.
2 Simpático: 1. Relativo à simpatia. 2. Que agrada aos sentidos; aprazível, atraente. 3. Em fisiologia, diz-se da parte do sistema nervoso vegetativo que põe o corpo em estado de alerta e o prepara para a ação.
3 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
4 Inchaço: Inchação, edema.
   [Mais...]



Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Receber conteúdos